Artigo 12 da Lei nº 6.360 de 23 de Setembro de 1976

Lei nº 6.360 de 23 de Setembro de 1976

Dispõe sobre a Vigilância Sanitária a que ficam sujeitos os Medicamentos, as Drogas, os Insumos Farmacêuticos e Correlatos, Cosméticos, Saneantes e Outros Produtos, e dá outras Providências.
Art. 12 - Nenhum dos produtos de que trata esta Lei, inclusive os importados, poderá ser industrializado, exposto à venda ou entregue ao consumo antes de registrado no Ministério da Saúde.
§ 1º - O registro a que se refere este artigo terá validade por 5 (cinco) anos e poderá ser revalidado por períodos iguais e sucessivos, mantido o número do registro inicial.
(Revogado)
§ 1o - A Agência Nacional de Vigilância Sanitária - ANVISA - definirá por ato próprio o prazo para renovação do registro dos produtos de que trata esta Lei, não superior a 10 (dez) anos, considerando a natureza do produto e o risco sanitário envolvido na sua utilização. (Incluído pela Lei nº 13.097, de 2015)
§ 2º - Excetua-se do disposto no parágrafo anterior a validade do registro e da revalidação do registro dos produtos dietéticos, cujo prazo é de 2 (dois) anos.
§ 3º - O registro será concedido no prazo máximo de 90 (noventa) dias, a contar da data de entrega do requerimento, salvo nos casos de inobservância desta Lei ou de seus regulamentos.
(Revogado)
§ 3o - Ressalvado o disposto nos arts. 17-A, 21 e 24-A, o registro será concedido no prazo máximo de noventa dias, a contar da data de protocolo do requerimento, salvo nos casos de inobservância, por parte do requerente, a esta Lei ou a seus regulamentos. (Redação dada pela Lei nº 13.411, de 2017) (Vigência)
§ 4º - Os atos referentes ao registro e à revalidação do registro somente produzirão efeitos a partir da data da publicação no "Diário Oficial" da União.
§ 5º - A concessão do registro e de sua revalidade, e as análises prévia e de controle, quando for o caso, ficam sujeitas ao pagamento de preços públicos, referido no Art. 82.
§ 6º - A revalidação do registro deverá ser requerida no primeiro semestre do último ano do qüinqüênio de validade, considerando-se automaticamente revalidado, independentemente de decisão, se não houver sido esta proferida até a data do término daquela.
§ 7º - Será declarada a caducidade do registro do produto cuja revalidação não tenha sido solicitada no prazo referido no § 6º deste artigo.
§ 8º -Não será revalidado o registro do produto que não for industrializado no primeiro período de validade.
(Revogado)
§ 8o - Não será revalidado o registro: (Redação dada pela Lei nº 13.411, de 2017) (Vigência)
I - do produto não classificado como medicamento que não tenha sido industrializado no período de validade do registro expirado; (Incluído pela Lei nº 13.411, de 2017) (Vigência)
II - do medicamento que não tenha sido comercializado durante pelo menos o tempo correspondente aos dois terços finais do período de validade do registro expirado. (Incluído pela Lei nº 13.411, de 2017) (Vigência)
§ 9º - Constará obrigatoriamente do registro de que trata este artigo a fórmula da composição do produto, com a indicação dos ingredientes utilizados e respectiva dosagem.
§ 10 - A Anvisa definirá por ato próprio os mecanismos para dar publicidade aos processos de registro, de alteração pós-registro e de renovação de registro, sendo obrigatória a apresentação das seguintes informações: (Incluído pela Lei nº 13.411, de 2017) (Vigência)
I - status da análise; (Incluído pela Lei nº 13.411, de 2017) (Vigência)
II - prazo previsto para a decisão final sobre o processo; (Incluído pela Lei nº 13.411, de 2017) (Vigência)
III - fundamentos técnicos das decisões sobre o processo. (Incluído pela Lei nº 13.411, de 2017) (Vigência)

Resolução n. 1.857 - 07/05/2021 ato publicado no DOU

RESOLUÇÃO RE Nº 1.857, DE 6 DE MAIO DE 2021 A Gerente-Geral de Inspeção e Fiscalização Sanitária, no uso das atribuições que lhe confere o art. 171, aliado ao art. 54, I, § 1º do Regimento Interno…

Página 141 da Seção 1 do Diário Oficial da União (DOU) de 7 de Maio de 2021

PORTARIA Nº 538, DE 5 DE MAIO DE 2021 Defere a Concessão do CEBAS da Santa Casa de Misericórdia de São Luiz do Paraitinga, com sede em São Luiz do Paraitinga (SP). O Secretário de Atenção…

Página 142 da Seção 1 do Diário Oficial da União (DOU) de 7 de Maio de 2021

4. Empresa: MULTI-ERVAS INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA-ME - CNPJ: 04.127.477/0001-93 Produto - Apresentação (Lote): VÁRIOS MTC (MEDICINA TRADICIONAL CHINESA) DA MARCA MEDIERVAS (TODOS); Tipo de Produto:…

Página 79 da Seção 1 do Diário Oficial da União (DOU) de 6 de Maio de 2021

WYETH INDÚSTRIA FARMACÊUTICA LTDA 61072393000133 VACINA COVID-19 COMIRNATY 25351.023179/2021-57 02/2024 11881 PRODUTOS BIOLÓGICOS - 1. ALTERAÇÃO DE INSTALAÇÃO DE FABRICAÇÃO DA SUBSTÂNCIA ATIVA -…

Tribunal de Justiça de Minas Gerais TJ-MG - Apelação Cível : AC 5115494-49.2019.8.13.0024 MG

EMENTA: APELAÇAO CÍVEL - MANDADO DE SEGURANÇA - AUTORIZAÇAO PARA MANIPULAÇAO DE SUBSTÂNCIAS QUÍMICAS PARA TRATAMENTO DE DISTÚRBIOS ALIMENTARES - ANOREXÍGENOS - AUSÊNCIA DE REVOGAÇAO DA RDC 50/2014 DA…

Página 2936 da Judicial - 1ª Instância - Capital do Diário de Justiça do Estado de São Paulo (DJSP) de 5 de Maio de 2021

de São Paulo e do Município de São Paulo. Alega que é portadora de paralisia cerebral tetraplégica com escoliose grave e comprometimento pulmonar (CID G80.0), conforme documento de fls. 08. Realizava…

Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro TJ-RJ - APELAÇÃO : APL 0018578-42.2019.8.19.0001

Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro Segunda Câmara Cível APELAÇAO CÍVEL Nº 0018578-42.2019.8.19.0001 APELANTE: SUL AMÉRICA COMPANHIA NACIONAL DE SEGURO SAÚDE APELADO: ESPÓLIO DE CRISTIANE DA…
há 5 dias

Página 43 do DOERS (DOERS) de 4 de Maio de 2021

Em cumprimento ao disposto no Art. 37 da Lei Federal 6.437 de 20 de agosto de 1977, a Coo da Saúde do Estado do Rio Grande do Sul torna pública a seguinte DECISÃO final em registrado na data de…

Tribunal de Justiça de Minas Gerais TJ-MG - Apelação Cível : AC 5074744-05.2019.8.13.0024 MG

EMENTA: APELAÇAO CÍVEL - AÇAO ORDINÁRIA - MANIPULAÇAO DE ANOREXÍGENOS - RDC 50/2014 - SUPOSTA ILEGALIDADE - CONFRONTO COM A LEI FEDERAL 13.454/2017 - INEXISTÊNCIA - ATIVIDADE DE MANIPULAÇAO - NORMAS…

Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro TJ-RJ - APELAÇÃO : APL 0109871-06.2013.8.19.0001

Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro Tribunal de Justiça Décima Segunda Câmara Cível. _______________________________________________________________________________________ Apelação Cível…

Termo ou Assunto relacionado