Carregando...
Jusbrasil - Tópicos
23 de julho de 2017
Artigo 74 da Lei nº 8.213 de 24 de Julho de 1991

Art. 74 da Lei de Benefícios da Previdência Social - Lei 8213/91

LBPS - Lei nº 8.213 de 24 de Julho de 1991

Dispõe sobre os Planos de Benefícios da Previdência Social e dá outras providências.

Subseção VIII

Da Pensão por Morte

Art. 74. A pensão por morte será devida ao conjunto dos dependentes do segurado que falecer, aposentado ou não, a contar da data: (Redação dada pela Lei nº 9.528, de 1997)

I - do óbito, quando requerida até trinta dias depois deste; (Incluído pela Lei nº 9.528, de 1997)

I - do óbito, quando requerida até noventa dias depois deste; (Redação pela Lei nº 13.183, de 2015)

II - do requerimento, quando requerida após o prazo previsto no inciso anterior; (Incluído pela Lei nº 9.528, de 1997)

III - da decisão judicial, no caso de morte presumida. (Incluído pela Lei nº 9.528, de 1997)

§ 1º Não terá direito à pensão por morte o condenado pela prática de crime doloso de que tenha resultado a morte do segurado. (Incluído pela Medida Provisória nº 664, de 2014)

§ 2º O cônjuge, companheiro ou companheira não terá direito ao benefício da pensão por morte se o casamento ou o início da união estável tiver ocorrido há menos de dois anos da data do óbito do instituidor do benefício, salvo nos casos em que: (Incluído pela Medida Provisória nº 664, de 2014) (Vigência)

I - o óbito do segurado seja decorrente de acidente posterior ao casamento ou ao início da união estável; ou (Incluído pela Medida Provisória nº 664, de 2014) (Vigência)

II - o cônjuge, o companheiro ou a companheira for considerado incapaz e insuscetível de reabilitação para o exercício de atividade remunerada que lhe garanta subsistência, mediante exame médico-pericial a cargo do INSS, por doença ou acidente ocorrido após o casamento ou início da união estável e anterior ao óbito. (Incluído pela Medida Provisória nº 664, de 2014) (Vigência)

§ 1o Perde o direito à pensão por morte, após o trânsito em julgado, o condenado pela prática de crime de que tenha dolosamente resultado a morte do segurado. (Incluído pela Lei nº 13.135, de 2015)

§ 2o Perde o direito à pensão por morte o cônjuge, o companheiro ou a companheira se comprovada, a qualquer tempo, simulação ou fraude no casamento ou na união estável, ou a formalização desses com o fim exclusivo de constituir benefício previdenciário, apuradas em processo judicial no qual será assegurado o direito ao contraditório e à ampla defesa. (Incluído pela Lei nº 13.135, de 2015)

Modelo de Petição Previdenciária

EXMO (A). SR (A). JUIZ (A). FEDERAL DO JUIZADO ESPECIAL PREVIDENCIÁRIO DE ______________– ______ XXXXX, já cadastrada eletronicamente, vem, com o devido respeito, por meio de seus procuradores,

Andamento do Processo n. 0001192-67.2010.8.22.0021 - Procedimento Ordinário - 21/07/2017 do TJRO

Proc.: 0001192-67.2010.8.22.0021 Ação:Procedimento Ordinário (Cível) Requerente:Luiza Moreira da Silva Advogado:José Roberto Migliorança (SP 201.041) Requerido:Instituto Nacional do Seguro Social -

Andamento do Processo n. 1001239-45.2017.8.26.0028 - Procedimento Comum - 21/07/2017 do TJSP

Processo 1001239-45.2017.8.26.0028 - Procedimento Comum - Anulação - Maria Rosa Aquino Rodrigues - Defiro a autora a gratuidade. Anote-se.A concessão da pensão por morte, nos termos do art. 74 e

Andamento do Processo n. 0032417-42.2013.403.6301 - 21/07/2017 do TRF-3

0032417-42.2013.403.6301 - MAGALI APARECIDA GUEIROS DA SILVA (SP263134 - FLAVIA HELENA PIRES) X INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL Autos n.º 0032417-42.2013.4.03.6301Registro nº______/2017.Vistos,

Andamento do Processo n. 0000570-17.2015.403.6183 - 21/07/2017 do TRF-3

0000570-17.2015.403.6183 - IZABEL JUSSARA LEITE CIAMPONI (SP231498 - BRENO BORGES DE CAMARGO E SP145862 - MAURICIO HENRIQUE DA SILVA FALCO) X INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL Autos n.º

Andamento do Processo n. 0029503-97.2016.403.6301 - 21/07/2017 do TRF-3

0029503-97.2016.403.6301 - APARECIDA CORNELIO (SP130280 - ROSANA NAVARRO BEGA) X INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL APARECIDA CORNELIO, comqualificação nos autos, propôs a presente demanda, sob o

Andamento do Processo n. 0006914-80.2011.4.01.9199 - Apelação Cível - 21/07/2017 do TRF-1

APELAÇÃO CÍVEL N. 0006914-80.2011.4.01.9199/RO Processo Orig.: 0002723-51.2010.8.22.0002 : DESEMBARGADOR FEDERAL FRANCISCO DE ASSIS RELATOR BETTI RELATOR : JUIZ FEDERAL CÉSAR CINTRA JATAHY FONSECA

Andamento do Processo n. 0036762-78.2012.4.01.9199 - Apelação/reexame Necessário - 21/07/2017 do TRF-1

APELAÇÃO/REEXAME NECESSÁRIO N. 0036762-78.2012.4.01.9199/RO Processo Orig.: 0003343-26.2011.8.22.0003 : DESEMBARGADOR FEDERAL FRANCISCO DE ASSIS RELATOR BETTI RELATOR : JUIZ FEDERAL CÉSAR CINTRA

Andamento do Processo n. 0015471-85.2013.4.01.9199 - Apelação Cível - 21/07/2017 do TRF-1

APELAÇÃO CÍVEL N. 0015471-85.2013.4.01.9199/MG Processo Orig.: 0002994-28.2012.8.13.0556 : DESEMBARGADOR FEDERAL FRANCISCO DE ASSIS RELATOR BETTI RELATOR : JUIZ FEDERAL CÉSAR CINTRA JATAHY FONSECA

Andamento do Processo n. 0027842-13.2015.4.01.9199 - Apelação Cível - 21/07/2017 do TRF-1

APELAÇÃO CÍVEL N. 0027842-13.2015.4.01.9199/MG Processo Orig.: 0000972-59.2013.8.13.0621 : DESEMBARGADOR FEDERAL FRANCISCO DE ASSIS RELATOR BETTI RELATOR : JUIZ FEDERAL CÉSAR CINTRA JATAHY FONSECA

×