Artigo 31 da Lei nº 8.212 de 24 de Julho de 1991

LOSS - Lei nº 8.212 de 24 de Julho de 1991

Dispõe sobre a organização da Seguridade Social, institui Plano de Custeio, e dá outras providências.
Art. 31. A empresa contratante de serviços executados mediante cessão de mão de obra, inclusive em regime de trabalho temporário, deverá reter 11% (onze por cento) do valor bruto da nota fiscal ou fatura de prestação de serviços e recolher, em nome da empresa cedente da mão de obra, a importância retida até o dia 20 (vinte) do mês subsequente ao da emissão da respectiva nota fiscal ou fatura, ou até o dia útil imediatamente anterior se não houver expediente bancário naquele dia, observado o disposto no § 5o do art. 33 desta Lei. (Redação dada pela Lei nº 11.933, de 2009). (Produção de efeitos).
§ 1o O valor retido de que trata o caput, que deverá ser destacado na nota fiscal ou fatura de prestação de serviços, será compensado pelo respectivo estabelecimento da empresa cedente da mão-de-obra, quando do recolhimento das contribuições destinadas à Seguridade Social devidas sobre a folha de pagamento dos segurados a seu serviço. (Redação dada pela Lei nº 9.711, de 1998).
(Revogado)
§ 1o O valor retido de que trata o caput deste artigo, que deverá ser destacado na nota fiscal ou fatura de prestação de serviços, poderá ser compensado por qualquer estabelecimento da empresa cedente da mão de obra, por ocasião do recolhimento das contribuições destinadas à Seguridade Social devidas sobre a folha de pagamento dos seus segurados. (Redação dada pela Lei nº 11.941, de 2009)
§ 2o Na impossibilidade de haver compensação integral na forma do parágrafo anterior, o saldo remanescente será objeto de restituição. (Redação dada pela Lei nº 9.711, de 1998).
§ 3o Para os fins desta Lei, entende-se como cessão de mão-de-obra a colocação à disposição do contratante, em suas dependências ou nas de terceiros, de segurados que realizem serviços contínuos, relacionados ou não com a atividade-fim da empresa, quaisquer que sejam a natureza e a forma de contratação. (Redação dada pela Lei nº 9.711, de 1998).
§ 4o Enquadram-se na situação prevista no parágrafo anterior, além de outros estabelecidos em regulamento, os seguintes serviços: (Redação dada pela Lei nº 9.711, de 1998).
I - limpeza, conservação e zeladoria; (Incluído pela Lei nº 9.711, de 1998).
II - vigilância e segurança; (Incluído pela Lei nº 9.711, de 1998).
III - empreitada de mão-de-obra; (Incluído pela Lei nº 9.711, de 1998).
IV - contratação de trabalho temporário na forma da Lei no 6.019, de 3 de janeiro de 1974. (Incluído pela Lei nº 9.711, de 1998).
§ 5o O cedente da mão-de-obra deverá elaborar folhas de pagamento distintas para cada contratante. (Incluído pela Lei nº 9.711, de 1998).
§ 6o Em se tratando de retenção e recolhimento realizados na forma do caput deste artigo, em nome de consórcio, de que tratam os arts. 278 e 279 da Lei no 6.404, de 15 de dezembro de 1976, aplica-se o disposto em todo este artigo, observada a participação de cada uma das empresas consorciadas, na forma do respectivo ato constitutivo. (Incluído pela Lei nº 11.941, de 2009)

Petição Inicial - Ação Adicional de Insalubridade

E XCELENTÍSSIMO S ENHOR D OUTOR J UIZ D A 2 a V ARA D O T RABALHO DE P RAIA G RANDE /SP Distribuição por dependência ao processo n° 1001337-56.2018.5.02.0402 (Isenção de custas por justificativa…

Petição - Ação Indenizaçao por Dano Moral

PROCURADORIA GERAL DO ESTADO PROCURADORIA TRABALHISTA EXCELENTÍSSIMO SENHOR DESEMBARGADOR PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1a REGIÃO. Processo n° 0101125-64.2016.5.01.0 206 O ESTADO DO…

Petição - Ação Adicional de Hora Extra contra Claro S/.A

EXMO. SR. DR. JUIZ DA 68a VARA DO TRABALHO DO RIO DE JANEIRO PROCESSO N°: CLARO S/A , nos autos da Reclamação Trabalhista acima epigrafada que lhe move e a outra, , vem, pela presente e por seu…

Petição - Ação Adicional de Hora Extra contra Claro S/.A

EXMO. SR. DR. JUIZ DA 68a VARA DO TRABALHO DO RIO DE JANEIRO PROCESSO N°: CLARO S/A , nos autos da Reclamação Trabalhista acima epigrafada que lhe move e a outra, , vem, pela presente e por seu…

Petição - Ação Comissão contra Claro S/.A

EXMO. SR. DR. JUIZ DA 03a VARA DO TRABALHO DO RIO DE JANEIRO PROCESSO N° CLARO S/A , nos autos da Reclamação Trabalhista acima epigrafada que lhe move e a outra, , vem, pela presente e por sua…

Petição - Ação Comissão contra Claro S/.A

EXMO. SR. DR. JUIZ DA 03a VARA DO TRABALHO DO RIO DE JANEIRO PROCESSO N° CLARO S/A , nos autos da Reclamação Trabalhista acima epigrafada que lhe move e a outra, , vem, pela presente e por sua…

Petição - Ação Aviso Prévio

EXMO. SR. DR. JUIZ DA 1a VARA DO TRABALHO DE NOVA LIMA - MINAS GERAIS REF. AOS AUTOS: RECLAMANTE: Teresina Apolinario Oliveira 1a RECLAMADA: CRESCER SERVIÇOS ESPECIALIZADOS LTDA. 2a RECLAMADA:…

Petição - Ação Multa do Artigo 477 da Clt

ADVOCACIA-GERAL DA UNIÃO PROCURADORIA-GERAL FEDERAL PROCURADORIA FEDERAL NO ESTADO DE GOIÁS EXCELENTÍSSIMO SENHOR DESEMBARGADOR FEDERAL PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA DÉCIMA OITAVA…

Petição - Ação Multa do Artigo 477 da Clt

ADVOCACIA-GERAL DA UNIÃO PROCURADORIA-GERAL FEDERAL PROCURADORIA FEDERAL NO ESTADO DE GOIÁS EXCELENTÍSSIMO SENHOR DESEMBARGADOR PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 18a REGIÃO Processo: RO…

Petição - Ação Multa do Artigo 477 da Clt

ADVOCACIA-GERAL DA UNIÃO PROCURADORIA-GERAL FEDERAL PROCURADORIA FEDERAL NO ESTADO DE GOIÁS EXCELENTÍSSIMO SENHOR DESEMBARGADOR PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 18a REGIÃO Processo: RO…