Artigo 21 da Lei nº 8.742 de 07 de Dezembro de 1993

LAS - Lei nº 8.742 de 07 de Dezembro de 1993

Dispõe sobre a organização da Assistência Social e dá outras providências.
Art. 21. O benefício de prestação continuada deve ser revisto a cada 2 (dois) anos para avaliação da continuidade das condições que lhe deram origem. (Vide Lei nº 9.720, de 30.11.1998)
§ 1º O pagamento do benefício cessa no momento em que forem superadas as condições referidas no caput, ou em caso de morte do beneficiário.
§ 2º O benefício será cancelado quando se constatar irregularidade na sua concessão ou utilização.
§ 3o O desenvolvimento das capacidades cognitivas, motoras ou educacionais e a realização de atividades não remuneradas de habilitação e reabilitação, entre outras, não constituem motivo de suspensão ou cessação do benefício da pessoa com deficiência. (Incluído pela Lei nº 12.435, de 2011)
§ 4o A cessação do benefício de prestação continuada concedido à pessoa com deficiência, inclusive em razão do seu ingresso no mercado de trabalho, não impede nova concessão do benefício, desde que atendidos os requisitos definidos em regulamento. (Incluído pela Lei nº 12.435, de 2011)
(Revogado)
§ 4º A cessação do benefício de prestação continuada concedido à pessoa com deficiência não impede nova concessão do benefício, desde que atendidos os requisitos definidos em regulamento. (Redação dada pela Lei nº 12.470, de 2011)
§ 5º O beneficiário em gozo de benefício de prestação continuada concedido judicial ou administrativamente poderá ser convocado para avaliação das condições que ensejaram sua concessão ou manutenção, sendo-lhe exigida a presença dos requisitos previstos nesta Lei e no regulamento. (Incluído pela Lei nº 14.176, de 2021)
Art. 21-A. O benefício de prestação continuada será suspenso pelo órgão concedente quando a pessoa com deficiência exercer atividade remunerada, inclusive na condição de microempreendedor individual. (Incluído pela Lei nº 12.470, de 2011)
§ 1o Extinta a relação trabalhista ou a atividade empreendedora de que trata o caput deste artigo e, quando for o caso, encerrado o prazo de pagamento do seguro-desemprego e não tendo o beneficiário adquirido direito a qualquer benefício previdenciário, poderá ser requerida a continuidade do pagamento do benefício suspenso, sem necessidade de realização de perícia médica ou reavaliação da deficiência e do grau de incapacidade para esse fim, respeitado o período de revisão previsto no caput do art. 21. (Incluído pela Lei nº 12.470, de 2011)
§ 2o A contratação de pessoa com deficiência como aprendiz não acarreta a suspensão do benefício de prestação continuada, limitado a 2 (dois) anos o recebimento concomitante da remuneração e do benefício. (Incluído pela Lei nº 12.470, de 2011)

Petição - TJSP - Ação Benefício Assistencial (Art. 203,V Cf/88) - Procedimento Comum Cível

EXCELENTÍSSIMO(A) SENHOR(A) JUIZ(A) DO(A) 1a VARA CÍVEL DA COMARCA DE CRUZEIRO CARÊNCIA DE AÇÃO NÚMERO: REQUERENTE(S): REQUERIDO(S): , pessoa jurídica de direito público, representado(a) pelo membro…

Recurso - TJSP - Ação Deficiente - Procedimento Comum Cível

EXCELENTÍSSIMA SENHORA DOUTORA JUIZA DE DIREITO DA TERCEIRA VARA DA COMARCA DE ADAMANTINA-SP. APELAÇÃO PROCESSO N° , devidamente qualificado nos autos do processo em epígrafe, AÇÃO DE BENEFÍCIO DA…

Recurso - TJSP - Ação Benefício Assistencial (Art. 203,V Cf/88) - Procedimento Comum Cível

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA PRIMEIRA VARA DA COMARCA DE SAO MANUEL CNJ , já qualificada, por sua advogada ao final assinada, nos autos da AÇÃO ORDINÁRIA DE AMPARO ASSISTENCIAL AO…

Petição - TJSP - Ação Deficiente - Procedimento Comum Cível

MERITÍSSIMO JUÍZO DA 2a VARA CÍVEL DA COMARCA DE MOGI GUAÇU, ESTADO DE SÃO PAULO. Processo digital n° , já qualificada nos autos da AÇÃO CONCESSÃO DE BENEFÍCIO ASSISTENCIAL AO DEFICIENTE - LOAS em…

Petição Inicial - TJSP - Ação de Restabelecimento de Benefício de Amparo Social à Pessoa com Deficiência C.C Pedido de Tutela Provisória de Urgência - Procedimento Comum Cível - contra Instituto Nacional do Seguro Social - Inss

EXCELENTÍSSIMO (A) SENHOR (A) DOUTOR (A) JUIZ (A) DE DIREITO DA _a VARA CÍVEL DA COMARCA DE GUAÍRA , brasileiro, solteiro, portador da cédula de identidade RG n° , inscrito sob CPF n° , residente e…

Petição - TJSP - Ação Deficiente - Procedimento Comum Cível

ADVOCACIA-GERAL DA UNIÃO PROCURADORIA-GERAL FEDERAL PROCURADORIA SECCIONAL FEDERAL EM SÃO JOSÉ DO RIO PRETO/SP EQUIPE DE ATUAÇÃO TECNICA ESPECIALIZADA - BENEFÍCIO POR INCAPACIDADE E LOAS…

Recurso - TRF03 - Ação Deficiente - Recurso Inominado Cível - contra Instituto Nacional do Seguro Social - Inss

AO JUÍZO FEDERAL DA 14a VARA DO JUIZADO ESPECIAL FEDERAL DE SÃO PAULO - SP. Processo n° , devidamente qualificado(a) nos autos em epígrafe, por seu advogado que esta subscreve, vem respeitosamente a…

Recurso - TRF03 - Ação Deficiente - Procedimento do Juizado Especial Cível - contra Instituto Nacional do Seguro Social - Inss

AO JUÍZO FEDERAL DA 14a VARA DO JUIZADO ESPECIAL FEDERAL DE SÃO PAULO - SP. Processo n° , devidamente qualificado(a) nos autos em epígrafe, por seu advogado que esta subscreve, vem respeitosamente a…

Recurso - TJSP - Ação Deficiente - Procedimento Comum Cível - contra Instituto Nacional do Seguro Social - Inss

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA PRIMEIRA VARA DA COMARCA DE MACATUBA CNJ , já qualificada, por sua advogada ao final assinada, nos autos da AÇÃO ORDINÁRIA DE AMPARO ASSISTENCIAL AO…

Petição - TJSP - Ação Auxílio-Doença Previdenciário - Procedimento Comum Cível

EXCELENTÍSSIMO(A) SENHOR(A) JUIZ(A) DO(A) 2a VARA DA COMARCA DE RANCHARIA NÚMERO: REQUERENTE(S): REQUERIDO(S): , pessoa jurídica de direito público, representado(a) pelo membro da Advocacia-Geral da…