Art. 96 do Estatuto da Terra - Lei 4504/64

Lei nº 4.504 de 30 de Novembro de 1964

Dispõe sobre o Estatuto da Terra, e dá outras providências.
Art. 96. Na parceria agrícola, pecuária, agro-industrial e extrativa, observar-se-ão os seguintes princípios:
I - o prazo dos contratos de parceria, desde que não convencionados pelas partes, será no mínimo de três anos, assegurado ao parceiro o direito à conclusão da colheita, pendente, observada a norma constante do inciso I, do artigo 95;
II - expirado o prazo, se o proprietário não quiser explorar diretamente a terra por conta própria, o parceiro em igualdade de condições com estranhos, terá preferência para firmar novo contrato de parceria;
III - as despesas com o tratamento e criação dos animais, não havendo acordo em contrário, correrão por conta do parceiro tratador e criador;
IV - o proprietário assegurará ao parceiro que residir no imóvel rural, e para atender ao uso exclusivo da família deste, casa de moradia higiênica e área suficiente para horta e criação de animais de pequeno porte;
V - no Regulamento desta Lei, serão complementadas, conforme o caso, as seguintes condições, que constarão, obrigatoriamente, dos contratos de parceria agrícola, pecuária, agro-industrial ou extrativa:
a) quota-limite do proprietário na participação dos frutos, segundo a natureza de atividade agropecuária e facilidades oferecidas ao parceiro;
b) prazos mínimos de duração e os limites de vigência segundo os vários tipos de atividade agrícola;
c) bases para as renovações convencionadas;
d) formas de extinção ou rescisão;
e) direitos e obrigações quanto às indenizações por benfeitorias levantadas com consentimento do proprietário e aos danos substanciais causados pelo parceiro, por práticas predatórias na área de exploração ou nas benfeitorias, nos equipamentos, ferramentas e implementos agrícolas a ele cedidos;
f) direito e oportunidade de dispor sobre os frutos repartidos;
VI - na participação dos frutos da parceria, a quota do proprietário não poderá ser superior a:
a) 20% (vinte por cento), quando concorrer apenas com a terra nua; (Redação dada pela Lei nº 11.443, de 2007).
b) 25% (vinte e cinco por cento), quando concorrer com a terra preparada; (Redação dada pela Lei nº 11.443, de 2007).
c) 30% (trinta por cento), quando concorrer com a terra preparada e moradia; (Redação dada pela Lei nº 11.443, de 2007).
d) 40% (quarenta por cento), caso concorra com o conjunto básico de benfeitorias, constituído especialmente de casa de moradia, galpões, banheiro para gado, cercas, valas ou currais, conforme o caso; (Redação dada pela Lei nº 11.443, de 2007).
e) 50% (cinqüenta por cento), caso concorra com a terra preparada e o conjunto básico de benfeitorias enumeradas na alínea d deste inciso e mais o fornecimento de máquinas e implementos agrícolas, para atender aos tratos culturais, bem como as sementes e animais de tração, e, no caso de parceria pecuária, com animais de cria em proporção superior a 50% (cinqüenta por cento) do número total de cabeças objeto de parceria; (Redação dada pela Lei nº 11.443, de 2007).
f) 75% (setenta e cinco por cento), nas zonas de pecuária ultra-extensiva em que forem os animais de cria em proporção superior a 25% (vinte e cinco por cento) do rebanho e onde se adotarem a meação do leite e a comissão mínima de 5% (cinco por cento) por animal vendido; (Redação dada pela Lei nº 11.443, de 2007).
g) nos casos não previstos nas alíneas anteriores, a quota adicional do proprietário será fixada com base em percentagem máxima de dez por cento do valor das benfeitorias ou dos bens postos à disposição do parceiro;
VII - aplicam-se à parceria agrícola, pecuária, agropecuária, agro-industrial ou extrativa as normas pertinentes ao arrendamento rural, no que couber, bem como as regras do contrato de sociedade, no que não estiver regulado pela presente Lei.
Parágrafo único. Os contratos que prevejam o pagamento do trabalhador, parte em dinheiro e parte percentual na lavoura cultivada, ou gado tratado, são considerados simples locação de serviço, regulada pela legislação trabalhista, sempre que a direção dos trabalhos seja de inteira e exclusiva responsabilidade do proprietário, locatário do serviço a quem cabe todo o risco, assegurando-se ao locador, pelo menos, a percepção do salário-mínimo no cômputo das duas parcelas.
VIII - o proprietário poderá sempre cobrar do parceiro, pelo seu preço de custo, o valor de fertilizantes e inseticidas fornecidos no percentual que corresponder à participação deste, em qualquer das modalidades previstas nas alíneas do inciso VI do caput deste artigo; (Incluído pela Lei nº 11.443, de 2007).
IX - nos casos não previstos nas alíneas do inciso VI do caput deste artigo, a quota adicional do proprietário será fixada com base em percentagem máxima de 10% (dez por cento) do valor das benfeitorias ou dos bens postos à disposição do parceiro. (Incluído pela Lei nº 11.443, de 2007).
§ 1o Parceria rural é o contrato agrário pelo qual uma pessoa se obriga a ceder à outra, por tempo determinado ou não, o uso específico de imóvel rural, de parte ou partes dele, incluindo, ou não, benfeitorias, outros bens e/ou facilidades, com o objetivo de nele ser exercida atividade de exploração agrícola, pecuária, agroindustrial, extrativa vegetal ou mista; e/ou lhe entrega animais para cria, recria, invernagem, engorda ou extração de matérias-primas de origem animal, mediante partilha, isolada ou cumulativamente, dos seguintes riscos: (Incluído pela Lei nº 11.443, de 2007).
I - caso fortuito e de força maior do empreendimento rural; (Incluído pela Lei nº 11.443, de 2007).
II - dos frutos, produtos ou lucros havidos nas proporções que estipularem, observados os limites percentuais estabelecidos no inciso VI do caput deste artigo; (Incluído pela Lei nº 11.443, de 2007).
III - variações de preço dos frutos obtidos na exploração do empreendimento rural. (Incluído pela Lei nº 11.443, de 2007).
§ 2o As partes contratantes poderão estabelecer a prefixação, em quantidade ou volume, do montante da participação do proprietário, desde que, ao final do contrato, seja realizado o ajustamento do percentual pertencente ao proprietário, de acordo com a produção. (Incluído pela Lei nº 11.443, de 2007).
§ 3o Eventual adiantamento do montante prefixado não descaracteriza o contrato de parceria. (Incluído pela Lei nº 11.443, de 2007).
§ 4o Os contratos que prevejam o pagamento do trabalhador, parte em dinheiro e parte em percentual na lavoura cultivada ou em gado tratado, são considerados simples locação de serviço, regulada pela legislação trabalhista, sempre que a direção dos trabalhos seja de inteira e exclusiva responsabilidade do proprietário, locatário do serviço a quem cabe todo o risco, assegurando-se ao locador, pelo menos, a percepção do salário mínimo no cômputo das 2 (duas) parcelas. (Incluído pela Lei nº 11.443, de 2007).
§ 5o O disposto neste artigo não se aplica aos contratos de parceria agroindustrial, de aves e suínos, que serão regulados por lei específica. (Incluído pela Lei nº 11.443, de 2007).

Tribunal de Justiça de São Paulo TJ-SP - Agravo de Instrumento : AI 22808376320198260000 SP 2280837-63.2019.8.26.0000

da Terra , o artigo 15 do Decreto 59.566/66, que regulamenta o Estatuto da Terra , e ainda o art. 879 do Código Civil...º da Lei 4.504 /64 ( Estatuto da Terra ), a"alienação ou a imposição de …

Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios TJ-DF : 07005476720188070011 DF 0700547-67.2018.8.07.0011

agrícolas, na forma do art. 96, VI, e, do Estatuto da Terra. II - O direito à posse do parceiro outorgado sobre o imóvel é... 1238176 EMENTA APELAÇAO CÍVEL. CIVIL E PROCESSO CIVIL. AÇAO DE …

Página 2 da Publicações de Terceiros do Diário Oficial do Estado de Minas Gerais (DOEMG) de 19 de Março de 2020

LEÓPoLiS ProDuToS AGrÍCoLAS S/A - CNPJ 18.891.318/0001-75 Balanço Patrimonial em 31 de Dezembro de 2.019 e 2.018 (Em reais) ATiVo - Descrição Nota 2.019 2.018 PASSiVo - Descrição Nota 2.019 2.018…

Andamento do Processo n. 5409465.90.2019.8.09.0000 - Agravo de Instrumento - 17/03/2020 do TJGO

Gabinete Desembargador José Carlos de Oliveira AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 5409465.90.2019.8.09.0000 COMARCA DE ARAGARÇAS 2ª CÂMARA CÍVEL AGRAVANTE : EVERALDO PERES DOMINGUES JÚNIOR AGRAVADO : ALBERTO…

Página 1472 da Seção I do Diário de Justiça do Estado de Goiás (DJGO) de 17 de Março de 2020

de vigência em 30/05/2018. Sustenta que em março de 2017 o agravante, junto com o Sr. Everaldo Peres Domingos e a Sra. Ana Rosária de Medeiros Peres adquiriram a propriedade rural denominada Fazenda…

Andamento do Processo n. 00062697620178140072 - 13/03/2020 do TJPA

PROCESSO: 00062697620178140072 PROCESSO ANTIGO: --- MAGISTRADO(A)/RELATOR(A)/SERVENTU?RIO(A): ANDRE MONTEIRO GOMES A??o: Procedimento Comum Cível em: 12/03/2020---REQUERENTE:FRANACISCO ALVES ARAUJO…

Página 2703 do Diário de Justiça do Estado do Pará (DJPA) de 13 de Março de 2020

requerente trabalhava para o requerido, os pagamentos eram feitos na COOPEL, que o Sr. VALDERCLEBIO sempre ligava para informar sobre os valores. Assim, considerando a forma com que era realizada o…

Tribunal de Justiça de Santa Catarina TJ-SC - Apelação Cível : AC 00029484520098240004 Araranguá 0002948-45.2009.8.24.0004

Apelação Cível n. 0002948-45.2009.8.24.0004, de Araranguá Relatora: Desembargadora Rosane Portella Wolff APELAÇAO CÍVEL. AÇAO DE INDENIZAÇAO POR DANOS MATERIAIS, MORAIS E LUCROS CESSANTES. PARCERIA…

Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região TRT-4 - Recurso Ordinário Trabalhista : ROT 00205989120175040761

Acórdão: 0020598-91.2017.5.04.0761 (ROT) Redator: SIMONE MARIA NUNES Órgão julgador: 1ª Turma Data: 12/03/2020 PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIAO…

Página 7128 da Judiciário do Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região (TRT-15) de 12 de Março de 2020

Fundamentação Autos: nº 0010704-12.2019.5.15.0116 Reclamante: José Aparecido de Castro Reclamado: Adilson Afonso Grando Data: 11.03.2020 Submetido o feito a julgamento, foi proferida a seguinte S E N…