Parágrafo 1 Artigo 10 da Lei nº 9.393 de 19 de Dezembro de 1996

Lei nº 9.393 de 19 de Dezembro de 1996

Dispõe sobre o Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural - ITR, sobre pagamento da dívida representada por Títulos da Dívida Agrária e dá outras providências.
Subseção I
Da Apuração Apuração pelo Contribuinte
Art. 10. A apuração e o pagamento do ITR serão efetuados pelo contribuinte, independentemente de prévio procedimento da administração tributária, nos prazos e condições estabelecidos pela Secretaria da Receita Federal, sujeitando-se a homologação posterior.
§ 1º Para os efeitos de apuração do ITR, considerar-se-á:
I - VTN, o valor do imóvel, excluídos os valores relativos a:
a) construções, instalações e benfeitorias;
b) culturas permanentes e temporárias;
c) pastagens cultivadas e melhoradas;
d) florestas plantadas;
II - área tributável, a área total do imóvel, menos as áreas:
a) de preservação permanente e de reserva legal, previstas na Lei nº 4.771, de 15 de setembro de 1965, com a redação dada pela Lei nº 7.803, de 18 de julho de 1989;
(Revogado)
a) de preservação permanente e de reserva legal, previstas na Lei no 12.651, de 25 de maio de 2012; (Redação dada pela Lei nº 12.844, de 2013) (Vide art. 25 da Lei nº 12.844, de 2013)
b) de interesse ecológico para a proteção dos ecossistemas, assim declaradas mediante ato do órgão competente, federal ou estadual, e que ampliem as restrições de uso previstas na alínea anterior;
c) comprovadamente imprestáveis para qualquer exploração agrícola, pecuária, granjeira, aqüícola ou florestal, declaradas de interesse ecológico mediante ato do órgão competente, federal ou estadual;
d) as áreas sob regime de servidão florestal.(Incluído pela Medida Provisória nº 2.166-67, de 2001)
(Revogado)
d) sob regime de servidão florestal ou ambiental; (Redação dada pela Lei nº 11.428, de 2006)
(Revogado)
d) sob regime de servidão ambiental; (Redação dada pela Lei nº 12.651, de 2012).
e) cobertas por florestas nativas, primárias ou secundárias em estágio médio ou avançado de regeneração; (Incluído pela Lei nº 11.428, de 2006)
f) alagadas para fins de constituição de reservatório de usinas hidrelétricas autorizada pelo poder público. (Incluído pela Lei nº 11.727, de 2008)
III - VTNt, o valor da terra nua tributável, obtido pela multiplicação do VTN pelo quociente entre a área tributável e a área total;
IV - área aproveitável, a que for passível de exploração agrícola, pecuária, granjeira, aqüícola ou florestal, excluídas as áreas:
a) ocupadas por benfeitorias úteis e necessárias;
b) de que tratam as alíneas "a", "b" e "c" do inciso II;
(Revogado)
b) de que tratam as alíneas do inciso II deste parágrafo; (Redação dada pela Lei nº 11.428, de 2006)
V - área efetivamente utilizada, a porção do imóvel que no ano anterior tenha:
a) sido plantada com produtos vegetais;
b) servido de pastagem, nativa ou plantada, observados índices de lotação por zona de pecuária;
c) sido objeto de exploração extrativa, observados os índices de rendimento por produto e a legislação ambiental;
d) servido para exploração de atividades granjeira e aqüícola;
e) sido o objeto de implantação de projeto técnico, nos termos do art. 7º da Lei nº 8.629, de 25 de fevereiro de 1993;
VI - Grau de Utilização - GU, a relação percentual entre a área efetivamente utilizada e a área aproveitável.

Imposto de Renda Sobre o Ganho de Capital na venda de Imóveis Rurais e a IN SRF 84/2001

1. INTRODUÇÃO Trata-se de artigo desenvolvido cujo objetivo direciona-se à pesquisa e análise sobre a Instrução Normativa da Secretaria da Receita Federal (IN SRF) Nº 84/2001 e seu respectivo…
2
0

Impossibilidade de cobrança de ITR sobre área de Reserva Indígena

Atualmente desponta uma grande preocupação diante de notificações dirigidas a diversos contribuintes proprietários de imóveis rurais. Estes, localizados em áreas de reservas indígenas, têm sido…
1
0

Considerações sobre ITR

CONSIDERAÇÕES SOBRE O IMPOSTO TERRITORIAL RURAL Sumário: 1. Introdução. 2. Regime Geral. 2.1. Repartições Tributárias. 2.2 Função. 2.3 Princípios da Anterioridade Anual e Nonagesimal. 3. Fato gerador…
1
0

Áreas de interesse ambiental e ITR

Documento atualizado em: Abril de 2022. Sobre a seleção de resultados O time interno de pessoas consultoras jurídicas, do Jusbrasil, fez uma extensa pesquisa e seleção sobre este tema. Separamos,…
4
0

O papel do Direito Tributário na implementação de políticas públicas

CACEMIRO, Wellington [1] CACEMIRO, Yasmin do Carmo [2] RESUMO A hipótese de utilização de normas tributárias como mecanismo destinado ao estímulo e implementação de políticas públicas, especialmente…
15
0

Servidão Ambiental

(O layout aqui ficou muito ruim, perdeu toda a formatação. Os quadros sinóticos são muito bons. Veja a versão com a formatação original no meu LinkedIn: h…
1
0
Leandro Nunes, Advogado
há 5 anos

Princípio do Protetor-recebedor e a isenção do ITR sobre área de preservação permanente e área de reserva legal

O Princípio do Protetor-recebedor tem previsão expressa no ordenamento jurídico brasileiro no artigo 6º , da Lei 12.305 /2010, que instituiu a Política Nacional de Resíduos Sólidos. Trata-se de um…
3
1
Renata Freitag, Advogado
há 6 anos

Incentivos Ficais concedidos as empresas que visam proteção do meio ambiente

AUTORES: GUILHERME LUIZ DULLIUS RENATA DA SILVA FREITAG 1. INTRODUÇÃO A degradação do ambiente natural vem sendo pauta em inúmeras discussões em várias partes do mundo, e alinhado ao fato da…
3
1

Aspectos de incidência tributária do imposto sobre a propriedade territorial rural

RESUMO O objetivo desse trabalho é se debruçar sobre o Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural ( ITR ), mais precisamente sobre os seus 5 (cinco) aspectos de incidência tributária, e as…
2
1
Wilton Candido, Estudante de Direito
há 8 anos

A Necessidade do Direito e a Incidência das Normas Jurídicas na Proteção do Meio Ambiente

Trabalho de Conclusão de Curso apresentado à UNOPAR, Unidade Catuaí, Centro de Ciências Empresariais e Sociais Aplicadas como requisito parcial para a obtenção do título de Graduação em Direito.
1
0