Artigo 13 da Lei nº 9.249 de 26 de Dezembro de 1995

Lei nº 9.249 de 26 de Dezembro de 1995

Altera a legislação do imposto de renda das pessoas jurídicas, bem como da contribuição social sobre o lucro líquido, e dá outras providências.
Art. 13. Para efeito de apuração do lucro real e da base de cálculo da contribuição social sobre o lucro líquido, são vedadas as seguintes deduções, independentemente do disposto no art. 47 da Lei nº 4.506, de 30 de novembro de 1964:
I - de qualquer provisão, exceto as constituídas para o pagamento de férias de empregados e de décimo-terceiro salário, a de que trata o art. 43 da Lei nº 8.981, de 20 de janeiro de 1995, com as alterações da Lei nº 9.065, de 20 de junho de 1995, e as provisões técnicas das companhias de seguro e de capitalização, bem como das entidades de previdência privada, cuja constituição é exigida pela legislação especial a elas aplicável; (Vide Lei 9.430, de 1996)
II - das contraprestações de arrendamento mercantil e do aluguel de bens móveis ou imóveis, exceto quando relacionados intrinsecamente com a produção ou comercialização dos bens e serviços;
III - de despesas de depreciação, amortização, manutenção, reparo, conservação, impostos, taxas, seguros e quaisquer outros gastos com bens móveis ou imóveis, exceto se intrinsecamente relacionados com a produção ou comercialização dos bens e serviços;
IV - das despesas com alimentação de sócios, acionistas e administradores;
V - das contribuições não compulsórias, exceto as destinadas a custear seguros e planos de saúde, e benefícios complementares assemelhados aos da previdência social, instituídos em favor dos empregados e dirigentes da pessoa jurídica;
VI - das doações, exceto as referidas no § 2º;
VII - das despesas com brindes.
VIII - de despesas de depreciação, amortização e exaustão geradas por bem objeto de arrendamento mercantil pela arrendatária, na hipótese em que esta reconheça contabilmente o encargo. (Incluído pela Lei nº 12.973, de 2014) (Vigência)
§ 1º Admitir-se-ão como dedutíveis as despesas com alimentação fornecida pela pessoa jurídica, indistintamente, a todos os seus empregados.
§ 2º Poderão ser deduzidas as seguintes doações:
I - as de que trata a Lei nº 8.313, de 23 de dezembro de 1991;
II - as efetuadas às instituições de ensino e pesquisa cuja criação tenha sido autorizada por lei federal e que preencham os requisitos dos incisos I e II do art. 213 da Constituição Federal, até o limite de um e meio por cento do lucro operacional, antes de computada a sua dedução e a de que trata o inciso seguinte;
III - as doações, até o limite de dois por cento do lucro operacional da pessoa jurídica, antes de computada a sua dedução, efetuadas a entidades civis, legalmente constituídas no Brasil, sem fins lucrativos, que prestem serviços gratuitos em benefício de empregados da pessoa jurídica doadora, e respectivos dependentes, ou em benefício da comunidade onde atuem, observadas as seguintes regras:
a) as doações, quando em dinheiro, serão feitas mediante crédito em conta corrente bancária diretamente em nome da entidade beneficiária;
b) a pessoa jurídica doadora manterá em arquivo, à disposição da fiscalização, declaração, segundo modelo aprovado pela Secretaria da Receita Federal, fornecida pela entidade beneficiária, em que esta se compromete a aplicar integralmente os recursos recebidos na realização de seus objetivos sociais, com identificação da pessoa física responsável pelo seu cumprimento, e a não distribuir lucros, bonificações ou vantagens a dirigentes, mantenedores ou associados, sob nenhuma forma ou pretexto;
c) a entidade civil beneficiária deverá ser reconhecida de utilidade pública por ato formal de órgão competente da União.
(Revogado)
c) a entidade beneficiária deverá ser organização da sociedade civil, conforme a Lei no 13.019, de 31 de julho de 2014, desde que cumpridos os requisitos previstos nos arts. 3o e 16 da Lei no 9.790, de 23 de março de 1999, independentemente de certificação. (Redação dada pela Lei nº 13.204, de 2015)

Superior Tribunal de Justiça STJ - RECURSO ESPECIAL: REsp 1968749 RS 2021/0342581-8

RECURSO ESPECIAL Nº 1968749 - RS (2021/0342581-8) DECISAO Trata-se de recurso especial interposto Por KILLING S/A TINTAS E ADESIVOS contra o acórdão assim ementado: IMPOSTO DE RENDA. PROGRAMA DE …

Andamento do Processo n. 1968749 - Recurso Especial - 20/05/2022 do STJ

RECURSO ESPECIAL Nº 1968749 - RS (2021/0342581-8) RELATOR : MINISTRO FRANCISCO FALCÃO RECORRENTE : KILLING S/A TINTAS E ADESIVOS ADVOGADOS : GIOVANNI STÜRMER DALLEGRAVE - RS078867 LUIS ALBERTO BUSS…

Página 4688 do Superior Tribunal de Justiça (STJ) de 20 de Maio de 2022

RECURSO ESPECIAL Nº 1968749 - RS (2021/0342581-8) RELATOR : MINISTRO FRANCISCO FALCÃO RECORRENTE : KILLING S/A TINTAS E ADESIVOS ADVOGADOS : GIOVANNI STÜRMER DALLEGRAVE - RS078867 LUIS ALBERTO BUSS…

Recurso - TRF01 - Ação Irpj/Imposto de Renda de Pessoa Jurídica - Mandado de Segurança Cível - de Itaqui Geracao de Energia, Parnaiba II Geracao de Energia e Parnaiba Geracao e Comercializacao de Energia contra União Federal

EXCELENTÍSSIMO(A) SENHOR(A) JUIZ(A) FEDERAL DA ___a VARA DA SEÇÃO JUDICIÁRIA DO MARANHÃO ITAQUI GERAÇÃO DE ENERGIA S.A. , pessoa jurídica de direito privado, inscrita no CNPJ sob o n° , com sede na…

Recurso - TRF01 - Ação Irpj/Imposto de Renda de Pessoa Jurídica - Procedimento Comum Cível - de JJ Motos e Veiculos contra Uniao Federal (Fazenda Nacional

EXCELENTÍSSIMO(A) SENHOR(A) JUIZ(A) FEDERAL DA -----__ a VARA FEDERAL DA SEÇÃO JUDICIÁRIA DO DISTRITO FEDERAL A UNIÃO (FAZENDA NACIONAL), por seu Procurador infra-assinado, vem, respeitosamente, à…

Recurso - TRF01 - Ação Repetição de Indébito - Apelação Cível - de Cativa Textil Industria e Comercio contra União Federal (Fazenda Nacional

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ FEDERAL DA 1a VARA FEDERAL CÍVEL DA SEÇÃO JUDICIÁRIA DO DISTRITO FEDERAL Processo n.° /DF Autora: Cativa Têxtil Indústria e Comércio Ltda. Ré: União - Fazenda…

Recurso - TRF01 - Ação Repetição de Indébito - Apelação Cível - de Cativa Textil Industria e Comercio contra União Federal (Fazenda Nacional

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ FEDERAL DA 1a VARA FEDERAL CÍVEL DA SEÇÃO JUDICIÁRIA DO DISTRITO FEDERAL Ação Ordinária n° /DF Autora: Cativa Têxtil Indústria e Comércio Ltda. Ré: União - Fazenda…

Intimação - Mandado De Segurança Cível - 5002194-29.2021.4.03.6143 - Disponibilizado em 12/05/2022 - TRF3

NÚMERO ÚNICO: 5002194-29.2021.4.03.6143 POLO ATIVO B. A. P. AUTOMOTIVA LTDA. ADVOGADO(A/S) CARLOS EDUARDO DOMINGUES AMORIM | 256440/SP MANDADO DE SEGURANÇA CÍVEL (120) Nº 5002194-29.2021.4.03.6143 /…

Andamento do Processo n. 1513103 - Desis no Recurso Especial - 11/05/2022 do STJ

DESIS no RECURSO ESPECIAL Nº 1513103 - RJ (2015/0013918-0) RELATOR : MINISTRO OG FERNANDES REQUERENTE : BANCO BRASCAN S/A ADVOGADOS : ELIANA RACHED TAIAR E OUTRO(S) - SP045362 LEO KRAKOWIAK -…

Página 5012 do Superior Tribunal de Justiça (STJ) de 11 de Maio de 2022

pela constituição de provisão para créditos de liquidação duvidosa na forma do art. 43 da Lei nº 8.981, de 20 de janeiro de 1995, com as alterações da Lei nº 9.065, de 20 de junho de 1995, ou pelas…