Artigo 112 da Lei nº 7.210 de 11 de Julho de 1984

LEP - Lei nº 7.210 de 11 de Julho de 1984

Institui a Lei de Execução Penal.
Art. 112. A pena privativa de liberdade será executada em forma progressiva com a transferência para regime menos rigoroso, a ser determinada pelo juiz, quando o preso tiver cumprido ao menos: (Redação dada pela Lei nº 13.964, de 2019)
I - 16% (dezesseis por cento) da pena, se o apenado for primário e o crime tiver sido cometido sem violência à pessoa ou grave ameaça; (Incluído pela Lei nº 13.964, de 2019)
II - 20% (vinte por cento) da pena, se o apenado for reincidente em crime cometido sem violência à pessoa ou grave ameaça; (Incluído pela Lei nº 13.964, de 2019)
III - 25% (vinte e cinco por cento) da pena, se o apenado for primário e o crime tiver sido cometido com violência à pessoa ou grave ameaça; (Incluído pela Lei nº 13.964, de 2019)
IV - 30% (trinta por cento) da pena, se o apenado for reincidente em crime cometido com violência à pessoa ou grave ameaça; (Incluído pela Lei nº 13.964, de 2019)
V - 40% (quarenta por cento) da pena, se o apenado for condenado pela prática de crime hediondo ou equiparado, se for primário; (Incluído pela Lei nº 13.964, de 2019)
VI - 50% (cinquenta por cento) da pena, se o apenado for: (Incluído pela Lei nº 13.964, de 2019)
a) condenado pela prática de crime hediondo ou equiparado, com resultado morte, se for primário, vedado o livramento condicional; (Incluído pela Lei nº 13.964, de 2019)
b) condenado por exercer o comando, individual ou coletivo, de organização criminosa estruturada para a prática de crime hediondo ou equiparado; ou (Incluído pela Lei nº 13.964, de 2019)
c) condenado pela prática do crime de constituição de milícia privada; (Incluído pela Lei nº 13.964, de 2019)
VII - 60% (sessenta por cento) da pena, se o apenado for reincidente na prática de crime hediondo ou equiparado; (Incluído pela Lei nº 13.964, de 2019)
VIII - 70% (setenta por cento) da pena, se o apenado for reincidente em crime hediondo ou equiparado com resultado morte, vedado o livramento condicional. (Incluído pela Lei nº 13.964, de 2019)
§ 1o A decisão será sempre motivada e precedida de manifestação do Ministério Público e do defensor. (Redação dada pela Lei nº 10.792, de 2003)
(Revogado)
§ 2o Idêntico procedimento será adotado na concessão de livramento condicional, indulto e comutação de penas, respeitados os prazos previstos nas normas vigentes. (Incluído pela Lei nº 10.792, de 2003)
(Revogado)
§ 1º Em todos os casos, o apenado só terá direito à progressão de regime se ostentar boa conduta carcerária, comprovada pelo diretor do estabelecimento, respeitadas as normas que vedam a progressão. (Redação dada pela Lei nº 13.964, de 2019)
§ 2º A decisão do juiz que determinar a progressão de regime será sempre motivada e precedida de manifestação do Ministério Público e do defensor, procedimento que também será adotado na concessão de livramento condicional, indulto e comutação de penas, respeitados os prazos previstos nas normas vigentes. (Redação dada pela Lei nº 13.964, de 2019)
§ 3º No caso de mulher gestante ou que for mãe ou responsável por crianças ou pessoas com deficiência, os requisitos para progressão de regime são, cumulativamente: (Incluído pela Lei nº 13.769, de 2018)
I - não ter cometido crime com violência ou grave ameaça a pessoa; (Incluído pela Lei nº 13.769, de 2018)
II - não ter cometido o crime contra seu filho ou dependente; (Incluído pela Lei nº 13.769, de 2018)
III - ter cumprido ao menos 1/8 (um oitavo) da pena no regime anterior; (Incluído pela Lei nº 13.769, de 2018)
IV - ser primária e ter bom comportamento carcerário, comprovado pelo diretor do estabelecimento; (Incluído pela Lei nº 13.769, de 2018)
V - não ter integrado organização criminosa. (Incluído pela Lei nº 13.769, de 2018)
§ 4º O cometimento de novo crime doloso ou falta grave implicará a revogação do benefício previsto no § 3º deste artigo. (Incluído pela Lei nº 13.769, de 2018)
§ 5º Não se considera hediondo ou equiparado, para os fins deste artigo, o crime de tráfico de drogas previsto no § 4º do art. 33 da Lei nº 11.343, de 23 de agosto de 2006. (Incluído pela Lei nº 13.964, de 2019)
§ 6º O cometimento de falta grave durante a execução da pena privativa de liberdade interrompe o prazo para a obtenção da progressão no regime de cumprimento da pena, caso em que o reinício da contagem do requisito objetivo terá como base a pena remanescente. (Incluído pela Lei nº 13.964, de 2019)
§ 7º (VETADO). (Incluído pela Lei nº 13.964, de 2019)

Tribunal de Justiça do Amazonas TJ-AM - Agravo de Execução Penal : EP 0605013-76.2019.8.04.0001 AM 0605013-76.2019.8.04.0001

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAZONAS Gabinete Desembargador JOAO MAURO BESSA gab.desdor.mauro@tjam.jus.br PRIMEIRA CÂMARA CRIMINAL AGRAVO EM EXECUÇAO PROCESSO N.º:…

Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios TJ-DF : 0706372-20.2021.8.07.0000 DF 0706372-20.2021.8.07.0000

Poder Judiciário da União TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO DISTRITO FEDERAL E DOS TERRITÓRIOS Órgão 3ª Turma Criminal Processo N. AGRAVO DE EXECUÇAO PENAL 0706372-20.2021.8.07.0000 AGRAVANTE(S) MINISTERIO…

Tribunal de Justiça de Minas Gerais TJ-MG - Agravo em Execução Penal : AGEPN 0131975-79.2021.8.13.0000 MG

EMENTA: AGRAVO EM EXECUÇAO - IRRESIGNAÇAO MINISTERIAL - RETIFICAÇAO DO ATESTADO DE PENA - READEQUAÇAO DOS CÁLCULOS PARA PROGRESSAO DE REGIME - CONDENAÇAO EM CRIME HEDIONDO - INVIABILIDADE - EXIGÊNCIA…

Tribunal de Justiça de Minas Gerais TJ-MG - Agravo em Execução Penal : AGEPN 0261301-92.2021.8.13.0000 MG

EMENTA: AGRAVO DE EXECUÇAO - PROGRESSAO DE REGIME - RETIFICAÇAO DO ATESTADO DE PENA - APENADO REINCIDENTE - REINCIDÊNCIA NAO ESPECÍFICA - AFASTAMENTO DA EXIGÊNCIA DE 3/5 - LEI Nº 13.964/19. 1.

Tribunal de Justiça de Minas Gerais TJ-MG - Agravo em Execução Penal : AGEPN 0259933-48.2021.8.13.0000 MG

EMENTA: AGRAVO EM EXECUÇAO PENAL. PRELIMINAR. INOBSERVÂNCIA DO RITO PROCEDIMENTAL. REJEIÇAO. MÉRITO. PROGRESSAO DE REGIME. FRAÇAO. RETIFICAÇAO DO ATESTADO DE PENA. APENADO REINCIDENTE. REINCIDÊNCIA…

Tribunal de Justiça de Minas Gerais TJ-MG - Agravo em Execução Penal : AGEPN 0355715-82.2021.8.13.0000 Itabira

EMENTA: AGRAVO EM EXECUÇAO - ASSOCIAÇAO PARA O TRÁFICO - LIVRAMENTO CONDICIONAL - OBRIGATÓRIO CUMPRIMENTO DE DOIS TERÇOS DA REPRIMENDA - LAPSO TEMPORAL EXPRESSAMENTE FIXADO EM LEI…

Tribunal de Justiça de Minas Gerais TJ-MG - Agravo em Execução Penal : AGEPN 0427761-69.2021.8.13.0000 MG

EMENTA: AGRAVO EM EXECUÇAO PENAL - PRISAO DOMICILIAR - DECISAO PROFERIDA SEM PRÉVIA MANIFESTAÇAO DO "PARQUET" - NULIDADE - REJEIÇAO - CARÁTER EXCEPCIONAL E EMERGENCIAL - PORTARIA CONJUNTA Nº…

Tribunal de Justiça de Minas Gerais TJ-MG - Agravo em Execução Penal : AGEPN 0410577-03.2021.8.13.0000 Vespasiano

EMENTA: AGRAVO EM EXECUÇAO - CONCESSAO DO LIVRAMENTO CONDICIONAL - IMPUGNAÇAO MINISTERIAL - REQUISITO SUBJETIVO - FALTA GRAVE ANTERIOR QUE NAO IMPEDE POR SI SÓ O DEFERIMENTO DO LIVRAMENTO - INFRAÇAO…

Tribunal de Justiça de Minas Gerais TJ-MG - Agravo em Execução Penal : AGEPN 0427563-32.2021.8.13.0000 Ituiutaba

EMENTA: AGRAVO EM EXECUÇAO PENAL - INTERESSE DE AGIR DO MINISTÉRIO PÚBLICO - PROGRESSAO DE REGIME CONDICIONADA AO PAGAMENTO DA PENA DE MULTA - IMPOSSIBILIDADE - REEDUCANDO ASSISTIDO PELA DEFENSORIA…

Tribunal de Justiça de Minas Gerais TJ-MG - Agravo em Execução Penal : AGEPN 0405049-85.2021.8.13.0000 Uberlândia

EMENTA: AGRAVO EM EXECUÇAO PENAL - PRELIMINAR -FALTA GRAVE - PRESCRIÇAO - INOCORRÊNCIA - MÉRITO - RECONHECIMENTO DE FALTA GRAVE - POSSE DE CHIP CELULAR NO INTERIOR DO ESTABELECIMENTO PRISIONAL -…