Artigo 40 da Lei nº 6.766 de 19 de Dezembro de 1979

Lei nº 6.766 de 19 de Dezembro de 1979

Dispõe sobre o Parcelamento do Solo Urbano e dá outras Providências.
Art. 40. A Prefeitura Municipal, ou o Distrito Federal quando for o caso, se desatendida pelo loteador a notificação, poderá regularizar loteamento ou desmembramento não autorizado ou executado sem observância das determinações do ato administrativo de licença, para evitar lesão aos seus padrões de desenvolvimento urbano e na defesa dos direitos dos adquirentes de lotes.
§ 1º A Prefeitura Municipal, ou o Distrito Federal quando for o caso, que promover a regularização, na forma deste artigo, obterá judicialmente o levantamento das prestações depositadas, com os respectivos acréscimos de correção monetária e juros, nos termos do § 1º do art. 38 desta Lei, a título de ressarcimento das importâncias despendidas com equipamentos urbanos ou expropriações necessárias para regularizar o loteamento ou desmembramento.
§ 2º As importâncias despendidas pela Prefeitura Municipal, ou pelo Distrito Federal quando for o caso, para regularizar o loteamento ou desmembramento, caso não sejam integralmente ressarcidas conforme o disposto no parágrafo anterior, serão exigidas na parte faltante do loteador, aplicando-se o disposto no art. 47 desta Lei.
§ 3º No caso de o loteador não cumprir o estabelecido no parágrafo anterior, a Prefeitura Municipal, ou o Distrito Federal quando for o caso, poderá receber as prestações dos adquirentes, até o valor devido.
§ 4º A Prefeitura Municipal, ou o Distrito Federal quando for o caso, para assegurar a regularização do loteamento ou desmembramento, bem como o ressarcimento integral de importâncias despendidas, ou a despender, poderá promover judicialmente os procedimentos cautelares necessários aos fins colimados.
§ 5o A regularização de um parcelamento pela Prefeitura Municipal, ou Distrito Federal, quando for o caso, não poderá contrariar o disposto nos arts. 3o e 4o desta Lei, ressalvado o disposto no § 1o desse último. (Incluído pela Lei nº 9.785, de 1999)

Petição - Ação Indenização por Dano Ambiental

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA 2a VARA CÍVEL DA COMARCA DE ESMERALDAS Autos de n° , brasileiro, portador da Carteira de Identidade de n.° M-17.248.604, CPF de n.° , residente e…

Supremo Tribunal Federal STF - RECURSO EXTRAORDINÁRIO COM AGRAVO : ARE 0004957-28.2018.8.19.0028 RJ 0004957-28.2018.8.19.0028

RECURSO EXTRAORDINÁRIO COM AGRAVO 1.351.416 RIO DE JANEIRO REGISTRADO : MINISTRO PRESIDENTE RECTE.(S) : MUNICÍPIO DE MACAÉ PROC.(A/S)(ES) : PROCURADOR-GERAL DO MUNICÍPIO DE MACAÉ RECDO.(A/S) : SANDRA…

Tribunal de Justiça de Minas Gerais TJ-MG - Agravo de Instrumento-Cv : AI 5481179-65.2020.8.13.0000 MG

EMENTA: AGRAVO DE INSTRUMENTO - AÇAO CIVIL PÚBLICA - LIMINAR - PRINCÍPIO DA DIALETICIDADE - AUSÊNCIA DE OFENSA - LOTEAMENTO CLANDESTINO - INFRAESTRUTURA - FISCALIZAÇAO - OBRIGAÇAO IMPOSTA AO…

Supremo Tribunal Federal STF - RECURSO EXTRAORDINÁRIO COM AGRAVO : ARE 0004957-28.2018.8.19.0028 RJ 0004957-28.2018.8.19.0028

DECISAO: Trata-se de recurso extraordinário com agravo contra decisão de inadmissão do recurso extraordinário. O apelo extremo foi interposto com fundamento na alínea "a" do permissivo …

Decisão Final - 0004957-28.2018.8.19.0028 - Disponibilizado em 25/10/2021 - STF

ARE 1351416 NÚMERO ÚNICO: 0004957-28.2018.8.19.0028 RECORRENTE(S) Município de Macaé ADVOGADO(A/S) Procurador-geral do Município de Macaé RECORRIDO(A/S) Sandra Elena de Oliveira Chaves ADVOGADO(A/S)…

Tribunal de Justiça de São Paulo TJ-SP - Apelação Cível : AC 0001705-22.2005.8.26.0337 SP 0001705-22.2005.8.26.0337

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SAO PAULO Registro: 2021.0000865737 ACÓRDAO Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação Cível nº 0001705-22.2005.8.26.0337, da Comarca de…

Tribunal de Justiça do Paraná TJ-PR - Apelação : APL 0000078-78.2006.8.16.0190 Maringá 0000078-78.2006.8.16.0190 (Acórdão)

RELATÓRIOCuida-se de Ação Civil Pública ajuizada pelo MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO PARANÁ e pela ASSOCIAÇAO DOS MORADORES E PROPRIETARIOS DOS LOTES 19-A-1, 19-A-2, 19-A-3, 19-A-4, E 19-A-5 DA…

Tribunal de Justiça do Paraná TJ-PR - Apelação : APL 0000078-78.2006.8.16.0190 Maringá 0000078-78.2006.8.16.0190 (Acórdão)

APELAÇÃO CÍVEL. AÇÃO CIVIL PÚBLICA. 1. PRELIMINARES DE ILEGITIMIDADE PASSIVA, IMPOSSIBILIDADE JURÍDICA DO PEDIDO E PRESCRIÇÃO. NÃO CONHECIDAS. PRECLUSÃO. 2. LOTEAMENTO IRREGULAR. AUSÊNCIA DE …

Petição - Ação Indenização por Dano Moral

da Comarca de Matias Barbosa. e , por suas procuradoras, vêm à presença ilustre de Vossa Excelência para se manifestarem sobre a contestação do Município de Simão Pereira, dizendo: 1. PRELIMINARMENTE…

Tribunal de Justiça de São Paulo TJ-SP - Agravo de Instrumento : AI 2209978-51.2021.8.26.0000 SP 2209978-51.2021.8.26.0000

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SAO PAULO Registro: 2021.0000858971 ACÓRDAO Vistos, relatados e discutidos estes autos de Agravo de Instrumento nº 2209978-51.2021.8.26.0000, da…