Artigo 4 da Lei nº 9.394 de 20 de Dezembro de 1996

LDBE - Lei nº 9.394 de 20 de Dezembro de 1996

Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional.
Art. 4º O dever do Estado com educação escolar pública será efetivado mediante a garantia de:
I - ensino fundamental, obrigatório e gratuito, inclusive para os que a ele não tiveram acesso na idade própria;
(Revogado)
I - educação básica obrigatória e gratuita dos 4 (quatro) aos 17 (dezessete) anos de idade, organizada da seguinte forma: (Redação dada pela Lei nº 12.796, de 2013)
a) pré-escola; (Incluído pela Lei nº 12.796, de 2013)
b) ensino fundamental; (Incluído pela Lei nº 12.796, de 2013)
c) ensino médio; (Incluído pela Lei nº 12.796, de 2013)
II - progressiva extensão da obrigatoriedade e gratuidade ao ensino médio;
(Revogado)
II - universalização do ensino médio gratuito; (Redação dada pela Lei nº 12.061, de 2009)
II - educação infantil gratuita às crianças de até 5 (cinco) anos de idade; (Redação dada pela Lei nº 12.796, de 2013)
III - atendimento educacional especializado gratuito aos educandos com necessidades especiais, preferencialmente na rede regular de ensino;
(Revogado)
III - atendimento educacional especializado gratuito aos educandos com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades ou superdotação, transversal a todos os níveis, etapas e modalidades, preferencialmente na rede regular de ensino; (Redação dada pela Lei nº 12.796, de 2013)
IV - atendimento gratuito em creches e pré-escolas às crianças de zero a seis anos de idade;
(Revogado)
IV - acesso público e gratuito aos ensinos fundamental e médio para todos os que não os concluíram na idade própria; (Redação dada pela Lei nº 12.796, de 2013)
V - acesso aos níveis mais elevados do ensino, da pesquisa e da criação artística, segundo a capacidade de cada um;
VI - oferta de ensino noturno regular, adequado às condições do educando;
VII - oferta de educação escolar regular para jovens e adultos, com características e modalidades adequadas às suas necessidades e disponibilidades, garantindo-se aos que forem trabalhadores as condições de acesso e permanência na escola;
VIII - atendimento ao educando, no ensino fundamental público, por meio de programas suplementares de material didático-escolar, transporte, alimentação e assistência à saúde;
(Revogado)
VIII - atendimento ao educando, em todas as etapas da educação básica, por meio de programas suplementares de material didático-escolar, transporte, alimentação e assistência à saúde; (Redação dada pela Lei nº 12.796, de 2013)
IX - padrões mínimos de qualidade de ensino, definidos como a variedade e quantidade mínimas, por aluno, de insumos indispensáveis ao desenvolvimento do processo de ensino-aprendizagem.
(Revogado)
IX – padrões mínimos de qualidade do ensino, definidos como a variedade e a quantidade mínimas, por aluno, de insumos indispensáveis ao desenvolvimento do processo de ensino-aprendizagem adequados à idade e às necessidades específicas de cada estudante, inclusive mediante a provisão de mobiliário, equipamentos e materiais pedagógicos apropriados; (Redação dada pela Lei nº 14.333, de 2022)
X – vaga na escola pública de educação infantil ou de ensino fundamental mais próxima de sua residência a toda criança a partir do dia em que completar 4 (quatro) anos de idade. (Incluído pela Lei nº 11.700, de 2008).
XI – alfabetização plena e capacitação gradual para a leitura ao longo da educação básica como requisitos indispensáveis para a efetivação dos direitos e objetivos de aprendizagem e para o desenvolvimento dos indivíduos. (Incluído pela Lei nº 14.407, de 2022)
XII - educação digital, com a garantia de conectividade de todas as instituições públicas de educação básica e superior à internet em alta velocidade, adequada para o uso pedagógico, com o desenvolvimento de competências voltadas ao letramento digital de jovens e adultos, criação de conteúdos digitais, comunicação e colaboração, segurança e resolução de problemas. (Incluído pela Lei nº 14.533, de 2023) (Vide Decreto nº 11.713, de 2023)
Parágrafo único. Para efeitos do disposto no inciso XII do caput deste artigo, as relações entre o ensino e a aprendizagem digital deverão prever técnicas, ferramentas e recursos digitais que fortaleçam os papéis de docência e aprendizagem do professor e do aluno e que criem espaços coletivos de mútuo desenvolvimento. (Incluído pela Lei nº 14.533, de 2023)
Art. 4º-A. É assegurado atendimento educacional, durante o período de internação, ao aluno da educação básica internado para tratamento de saúde em regime hospitalar ou domiciliar por tempo prolongado, conforme dispuser o Poder Público em regulamento, na esfera de sua competência federativa. (Incluído pela Lei nº 13.716, de 2018).

Equilíbrio entre esporte e educação: o impacto na jornada escolar de jovens atletas à luz do ECA e da LDB

1 INTRODUÇÃO O futebol é amplamente conhecido como o esporte mais popular do mundo, tendo a FIFA (Federação Internacional das Associações de Futebol) ainda em 2006 declarado que na época existiam 207…
2
0

Projeto de Lei n° 4513/20: Contornos e argumentos da Política Nacional de Educação Digital

PALAVRAS-CHAVE: Argumentação Legislativa; Argumentação por Consequências; Legística; Política Nacional de Educação Digital; Projeto de Lei. 1. INTRODUÇÃO A produção do direito através de lei é uma…
2
0
Hiago Viniski, Advogado
há 8 meses

O direito no ensino básico: A necessidade da implementação de uma educação jurídica no Brasil

1.INTRODUÇÃO A Constituição federal de 1988 assegura a todos o acesso à justiça quando dispõe no inciso XXXV de seu artigo 5º que a lei não excluirá da apreciação do Poder Judiciário lesão ou ameaça…
1
0

Direito a proteção jurídica e políticas públicas para portadores de transtorno do espectro autista - TEA

DIREITO A PROTEÇÃO JURÍDICA E POLÍTICAS PÚBLICAS PARA PORTADORES DE TRANSTORNO DO ESPECTRO AUTISTA - TEA Joice Gomes Prando Paula da Silva Carneiro Maria Celestiana dos Reis Macedo RESUMO Este terá…
4
0
Renata Valera, Advogado
ano passado

Direitos das pessoas com transtorno do espectro autista (TEA)

Você sabia que pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA) possuem direitos específicos na área da saúde? Infelizmente, muitas vezes esses direitos são violados e a pessoa com TEA acaba não…
36
4
Camila Moreira, Pedagogo
ano passado

Curso técnico e curso livre, você sabe diferenciar?

Diante das diversas ofertas de cursos de curta duração que prometem qualificação profissional, quase sempre surge a dúvida sobre a sua validação e a exigência de registro em órgãos competentes com…
1
0

O direito à creche e o dever do Estado: uma análise da (in)constitucionalidade da política de educação infantil no município de Palmas frente ao ordenamento constitucional Brasileiro

RESUMO: A educação é um direito social de todos previsto no art. 6º da Constituição Federal de 1988, sendo dever do Estado efetivar o dever com a educação mediante as garantias previstas no artigo…
2
0

As consequências jurídicas da evasão escolar

Após a pandemia e a suspensão das aulas presenciais, pensou-se que haveria festa e alívio entre os estudantes, que, saltitantes, retornariam as escolas em mais uma gloriosa cena “ o bem vence o mal,…
2
0

Creche municipal sem vagas, o que fazer?

Dr., fui matricular meu filho na creche, a moça da secretaria disse que não tem mais vagas, porém disse que iria colocá-lo na lista de espera. É isso mesmo? Preciso trabalhar e não tenho com quem…
6
1

O direito da criança de estudar em escola próxima a sua residência

A lei de diretrizes e bases da educacao nacional (lei 9.394 /96) determina em seu artigo 6º que: “É dever dos pais ou responsáveis efetuar a matrícula das crianças na educação básica a partir dos 4…
6
0