Artigo 24 da Lei nº 9.430 de 27 de Dezembro de 1996

Lei nº 9.430 de 27 de Dezembro de 1996

Dispõe sobre a legislação tributária federal, as contribuições para a seguridade social, o processo administrativo de consulta e dá outras providências.
Art. 24. As disposições relativas a preços, custos e taxas de juros, constantes dos arts. 18 a 22, aplicam-se, também, às operações efetuadas por pessoa física ou jurídica residente ou domiciliada no Brasil, com qualquer pessoa física ou jurídica, ainda que não vinculada, residente ou domiciliada em país que não tribute a renda ou que a tribute a alíquota máxima inferior a vinte por cento. (Vide Lei nº 12.973, de 2014)
§ 1º Para efeito do disposto na parte final deste artigo, será considerada a legislação tributária do referido país, aplicável às pessoas físicas ou às pessoas jurídicas, conforme a natureza do ente com o qual houver sido praticada a operação.
§ 2º No caso de pessoa física residente no Brasil:
I - o valor apurado segundo os métodos de que trata o art. 18 será considerado como custo de aquisição para efeito de apuração de ganho de capital na alienação do bem ou direito;
II - o preço relativo ao bem ou direito alienado, para efeito de apuração de ganho de capital, será o apurado de conformidade com o disposto no art. 19;
III - será considerado como rendimento tributável o preço dos serviços prestados apurado de conformidade com o disposto no art. 19;
IV - serão considerados como rendimento tributável os juros determinados de conformidade com o art. 22.
§ 3o Para os fins do disposto neste artigo, considerar-se-á separadamente a tributação do trabalho e do capital, bem assim as dependências do país de residência ou domicílio.
(Revogado)
(Incluído pela Medida Provisória nº 22, de 2002)
§ 3º Para os fins do disposto neste artigo, considerar-se-á separadamente a tributação do trabalho e do capital, bem como as dependências do país de residência ou domicílio. (Redação dada pela Lei nº 10.451, de 2002)
§ 4o Considera-se também país ou dependência com tributação favorecida aquele cuja legislação não permita o acesso a informações relativas à composição societária de pessoas jurídicas, à sua titularidade ou à identificação do beneficiário efetivo de rendimentos atribuídos a não residentes. (Incluído pela Lei nº 11.727, de 2008)
Art. 24-A. Aplicam-se às operações realizadas em regime fiscal privilegiado as disposições relativas a preços, custos e taxas de juros constantes dos arts. 18 a 22 desta Lei, nas transações entre pessoas físicas ou jurídicas residentes e domiciliadas no País com qualquer pessoa física ou jurídica, ainda que não vinculada, residente ou domiciliada no exterior. (Incluído pela Lei nº 11.727, de 2008)
Parágrafo único. Para efeitos deste artigo, considera-se regime fiscal privilegiado aquele que: (Incluído pela Lei nº 11.727, de 2008)
(Revogado)
Parágrafo único. Para os efeitos deste artigo, considera-se regime fiscal privilegiado aquele que apresentar uma ou mais das seguintes características:
(Revogado)
(Redação dada pela Medida Provisória nº 449, de 2008)
(Revogado)
Parágrafo único. Para os efeitos deste artigo, considera-se regime fiscal privilegiado aquele que apresentar uma ou mais das seguintes características: (Redação dada pela Lei nº 11.941, de 2009)
I - não tribute a renda ou a tribute à alíquota máxima inferior a 20% (vinte por cento); (Incluído pela Lei nº 11.727, de 2008)
II - conceda vantagem de natureza fiscal a pessoa física ou jurídica não residente: (Incluído pela Lei nº 11.727, de 2008)
a) sem exigência de realização de atividade econômica substantiva no país ou dependência; (Incluído pela Lei nº 11.727, de 2008)
b) condicionada ao não exercício de atividade econômica substantiva no país ou dependência; (Incluído pela Lei nº 11.727, de 2008)
III - não tribute, ou o faça em alíquota máxima inferior a 20% (vinte por cento), os rendimentos auferidos fora de seu território; (Incluído pela Lei nº 11.727, de 2008)
IV - não permita o acesso a informações relativas à composição societária, titularidade de bens ou direitos ou às operações econômicas realizadas. (Incluído pela Lei nº 11.727, de 2008)
Art. 24-B. O Poder Executivo poderá reduzir ou restabelecer os percentuais de que tratam o caput do art. 24 e os incisos I e III do parágrafo único do art. 24-A, ambos desta Lei. (Incluído pela Lei nº 11.727, de 2008)
Parágrafo único. O uso da faculdade prevista no caput deste artigo poderá também ser aplicado, de forma excepcional e restrita, a países que componham blocos econômicos dos quais o País participe. (Incluído pela Lei nº 11.727, de 2008)

O Conceito do Beneficiário Final no Regime Jurídico e sua Evolução Histórica

e 24-A da Lei 9.430 , de 27 de dezembro de 1996; II - as entidades sem fins lucrativos que não atuem... 301, de 16 de abril de 1999 BRASIL. Lei 9.430 , de 27 de dezembro de 1996. Dispõe …

Tribunal Regional Federal da 3ª Região TRF-3 - APELAÇÃO CÍVEL : ApCiv 5001436-79.2017.4.03.6114 SP

º, e Lei 9.430, de 1996, arts. 24, § 2º, inciso IV, e 70, § 3º, inciso I): (...) VII - os rendimentos recebidos no..., combinado com os artigos 1º da Lei 4.506/1964, 4º da Lei 8.383/1991 e 55, …

Andamento do Processo n. 5001436-79.2017.4.03.6114 - Apelação Cível - 29/07/2020 do TRF-3

º, e Lei 9.430, de 1996, arts. 24, § 2º, inciso IV, e 70, § 3º, inciso I): (...) VII - os rendimentos recebidos no..., combinado comos artigos 1º da Lei4.506/1964, 4º da Lei8.383/1991 e 55, VII, …

Tribunal de Justiça de Santa Catarina TJ-SC - Apelação Cível : AC 0306504-57.2015.8.24.0008 Blumenau 0306504-57.2015.8.24.0008

, porque excede o limite de 20% (vinte por cento) previsto no art. 61 , § 2º , da Lei Federal n. 9.430 /1996, norma geral...) em decorrência de (i) exceder o limite de 20% (vinte por cento) previsto …

Página 1263 da Judiciário do Tribunal Regional do Trabalho da 12ª Região (TRT-12) de 19 de Fevereiro de 2020

despesa, na forma estabelecida no § 4º do art. 791-A da CLT. Por fim, observo que os honorários constituem direito do advogado e têm natureza alimentar, com os mesmos privilégios dos créditos…

TRT12 • Ação Trabalhista - Rito Sumaríssimo • 0000930-25.2019.5.12.0056 • VARA DO TRABALHO DE NAVEGANTES do Tribunal Regional do Trabalho da 12ª Região

, de 1988, art. 3º , § 4º , e Lei 9.430 , de 1996, arts. 24 , § 2º , inciso IV , e 70... .- JUSTIÇA GRATUITA Dispõe o art. 790 da CLT , com redação dada pela Lei 13.467 /17, verbatim : § 3º É …

Andamento do Processo n. 0002597-78.2010.8.19.0068 - 18/02/2020 do TJRJ

Proc. 0002597-78.2010.8.19.0068 - ESPÓLIO DE FABIO JOSE RIBEIRO ALVARES E OUTROS (Adv (s). Dr (a). CARLOS HENRIQUE CARDOSO DA PAIXÃO (OAB/RJ-117093) X MUNICIPIO DE RIO DAS OSTRAS (Adv (s). Dr (a).

Página 555 da IV - Judicial - 1ª Instância (Interior) do Diário de Justiça do Rio de Janeiro (DJRJ) de 18 de Fevereiro de 2020

Proc. 0001582-35.2014.8.19.0068 - NEUZA DOS SANTOS E OUTRO (Adv(s). Dr(a). DEFENSOR PÚBLICO (OAB/TJ-000002) X ESTRUTURA ADMINISTRADORA Despacho: Defiro o requerido à fl. 122v.Intime-se por meio de…

Página 1903 da Judiciário do Tribunal Regional do Trabalho da 12ª Região (TRT-12) de 23 de Janeiro de 2020

Ademais, as verbas deferidas nesta decisão não foram pagas pelo ex-empregador, não havendo como presumir já feito oportuna e regularmente o recolhimento, hipótese distinta da prevista no § 5º do art.

TRT12 • Ação Trabalhista - Rito Ordinário • 0001688-38.2018.5.12.0056 • VARA DO TRABALHO DE NAVEGANTES do Tribunal Regional do Trabalho da 12ª Região

prevista no art. 71 , § 4º , da CLT , com redação introduzida pela Lei 8.923 , de 27 de julho de 1994, quando não concedido... de publicação: DEJT 24/11/2017) "AGRAVO DE INSTRUMENTO EM RECURSO …

Termo ou Assunto relacionado