Artigo 276 do Decreto nº 3.048 de 06 de Maio de 1999

RPS - Decreto nº 3.048 de 06 de Maio de 1999

Aprova o Regulamento da Previdência Social, e dá outras providências.
Art. 276. Nas ações trabalhistas de que resultar o pagamento de direitos sujeitos à incidência de contribuição previdenciária, o recolhimento das importâncias devidas à seguridade social será feito no dia dois do mês seguinte ao da liquidação da sentença.
§ 1º No caso do pagamento parcelado, as contribuições devidas à seguridade social serão recolhidas na mesma data e proporcionalmente ao valor de cada parcela.
§ 2º Nos acordos homologados em que não figurarem, discriminadamente, as parcelas legais de incidência da contribuição previdenciária, esta incidirá sobre o valor total do acordo homologado.
§ 3º Não se considera como discriminação de parcelas legais de incidência de contribuição previdenciária a fixação de percentual de verbas remuneratórias e indenizatórias constantes dos acordos homologados, aplicando-se, nesta hipótese, o disposto no parágrafo anterior.
§ 4º A contribuição do empregado no caso de ações trabalhistas será calculada, mês a mês, aplicando-se as alíquotas previstas no art. 198, observado o limite máximo do salário-de-contribuição.
§ 5º Na sentença ou acordo homologado, cujo valor da contribuição previdenciária devida for inferior ao limite mínimo permitido para recolhimento na Guia da Previdência Social, é autorizado o recolhimento dos valores devidos cumulativamente com as contribuições normais de mesma competência. (Incluído pelo Decreto nº 4.032, de 2001)
§ 6º O recolhimento das contribuições do empregado reclamante deverá ser feito na mesma inscrição em que são recolhidas as contribuições devidas pela empresa. (Incluído pelo Decreto nº 4.032, de 2001)
§ 7º Se da decisão resultar reconhecimento de vínculo empregatício, deverão ser exigidas as contribuições, tanto do empregador como do reclamante, para todo o período reconhecido, ainda que o pagamento das remunerações a ele correspondentes não tenham sido reclamadas na ação, tomando-se por base de incidência, na ordem, o valor da remuneração paga, quando conhecida, da remuneração paga a outro empregado de categoria ou função equivalente ou semelhante, do salário normativo da categoria ou do salário mínimo mensal, permitida a compensação das contribuições patronais eventualmente recolhidas.(Incluído pelo Decreto nº 4.032, de 2001)
§ 8º Havendo reconhecimento de vínculo empregatício para empregado doméstico, tanto as contribuições do segurado empregado como as do empregador deverão ser recolhidas na inscrição do trabalhador.(Incluído pelo Decreto nº 4.032, de 2001)
§ 9º É exigido o recolhimento da contribuição previdenciária de que trata o inciso II do art. 201, incidente sobre o valor resultante da decisão que reconhecer a ocorrência de prestação de serviço à empresa, mas não o vínculo empregatício, sobre o valor total da condenação ou do acordo homologado, independentemente da natureza da parcela e forma de pagamento.(Incluído pelo Decreto nº 4.032, de 2001)

Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região TRT-3 - AGRAVO DE PETICAO : AP 0011380-39.2019.5.03.0036 MG 0011380-39.2019.5.03.0036

CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA. DESONERAÇÃO FISCAL. Prevalece nesta E. Turma o entendimento no sentido de que as regras sobre a desoneração da folha de pagamento são aplicáveis apenas aos contratos em …

Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região TRT-3 - AGRAVO DE PETICAO : AP 0010604-22.2017.5.03.0129 MG 0010604-22.2017.5.03.0129

ACORDO HOMOLOGADO EM FASE DE EXECUÇÃO. CONTRIBUIÇÕES PREVIDENCIÁRIAS. JUROS DE MORA. Consoante entendimento sedimentado na Orientação Jurisprudencial nº 376 da SDI-I do C. TST: "É devida a …

Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região TRT-3 - AGRAVO DE PETICAO : AP 0001571-64.2014.5.03.0112 MG 0001571-64.2014.5.03.0112

CONTRIBUIÇÕES PREVIDENCIÁRIAS. DESONERAÇÃO DA FOLHA DE PAGAMENTO. LEI 12.546/2011. A Lei 12.546/2011 é aplicável apenas sobre os contratos de trabalho em curso, referentes às contribuições …

Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região TRT-1 - Agravo de Petição : AP 01011988920195010025 RJ

AGRAVO DE PETIÇÃO DA EXECUTADA. AÇÃO COLETIVA. TRÂNSITO EM JULGADO. DETERMINAÇÃO DE DESMEMBRAMENTO DAS AÇÕES EXECUTIVAS. PROPOSITURA DE AÇÃO INDIVIDUAL DE CUMPRIMENTO. PRESCRIÇÃO INTERCORRENTE. NÃO …

Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região TRT-3 - AGRAVO DE PETICAO : AP 0000676-38.2014.5.03.0069 MG 0000676-38.2014.5.03.0069

AGRAVO DE PETIÇÃO. CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA. FATO GERADOR. JUROS DE MORA. SÚMULA 368, IV E V, DO TST. O Col. TST sedimentou a controvérsia em torno do fato gerador das contribuições …

Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região TRT-15 - AGRAVO DE PETICAO : AP 0013136-69.2016.5.15.0096 0013136-69.2016.5.15.0096

A executada, inconformada com a r. decisão de fls. 1523/1526, que rejeitou a impugnação à sentença de liquidação e os embargos à execução, interpôs Agravo de Petição. Além de alegar violação à …

Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região TRT-3 - AGRAVO DE PETICAO : AP 0010584-20.2019.5.03.0013 MG 0010584-20.2019.5.03.0013

AGRAVO DE PETIÇÃO. CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA. FATO GERADOR. JUROS DE MORA. SÚMULA 368, IV E V, DO TST. O Col. TST sedimentou a controvérsia em torno do fato gerador das contribuições …

Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região TRT-3 - AGRAVO DE PETICAO : AP 0010748-88.2020.5.03.0032 MG 0010748-88.2020.5.03.0032

AGRAVO DE PETIÇÃO. CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA. FATO GERADOR. JUROS DE MORA E MULTA. SÚMULA 368, IV E V, DO TST. O Col. TST sedimentou a controvérsia em torno do fato gerador das contribuições …

Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região TRT-3 - AGRAVO DE PETICAO : AP 0011191-60.2017.5.03.0156 MG 0011191-60.2017.5.03.0156

AGRAVO DE PETIÇÃO. CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA. FATO GERADOR. JUROS DE MORA E MULTA. SÚMULA 368, IV E V, DO TST. O Col. TST sedimentou a controvérsia em torno do fato gerador das contribuições …

Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região TRT-3 - AGRAVO DE PETICAO : AP 0010714-44.2020.5.03.0055 MG 0010714-44.2020.5.03.0055

AGRAVO DE PETIÇÃO. CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA. FATO GERADOR. JUROS DE MORA. SÚMULA 368, IV E V, DO TST. O Col. TST sedimentou a controvérsia em torno do fato gerador das contribuições …