Carregando...
Jusbrasil - Tópicos
21 de outubro de 2017
Artigo 1 do Decreto Lei nº 201 de 27 de Fevereiro de 1967

Art. 1 da Lei dos Prefeitos - Decreto Lei 201/67

Decreto Lei nº 201 de 27 de Fevereiro de 1967

Dispõe sobre a responsabilidade dos Prefeitos e Vereadores, e dá outras providências.

Art. 1º São crimes de responsabilidade dos Prefeitos Municipal, sujeitos ao julgamento do Poder Judiciário, independentemente do pronunciamento da Câmara dos Vereadores:

I - apropriar-se de bens ou rendas públicas, ou desviá-los em proveito próprio ou alheio;

Il - utilizar-se, indevidamente, em proveito próprio ou alheio, de bens, rendas ou serviços públicos;

Ill - desviar, ou aplicar indevidamente, rendas ou verbas públicas;

IV - empregar subvenções, auxílios, empréstimos ou recursos de qualquer natureza, em desacordo com os planos ou programas a que se destinam;

V - ordenar ou efetuar despesas não autorizadas por lei, ou realizá-Ias em desacordo com as normas financeiras pertinentes;

VI - deixar de prestar contas anuais da administração financeira do Município a Câmara de Vereadores, ou ao órgão que a Constituição do Estado indicar, nos prazos e condições estabelecidos;

VII - Deixar de prestar contas, no devido tempo, ao órgão competente, da aplicação de recursos, empréstimos subvenções ou auxílios internos ou externos, recebidos a qualquer titulo;

VIII - Contrair empréstimo, emitir apólices, ou obrigar o Município por títulos de crédito, sem autorização da Câmara, ou em desacordo com a lei;

IX - Conceder empréstimo, auxílios ou subvenções sem autorização da Câmara, ou em desacordo com a lei;

X - Alienar ou onerar bens imóveis, ou rendas municipais, sem autorização da Câmara, ou em desacordo com a lei;

XI - Adquirir bens, ou realizar serviços e obras, sem concorrência ou coleta de preços, nos casos exigidos em lei;

XII - Antecipar ou inverter a ordem de pagamento a credores do Município, sem vantagem para o erário;

XIII - Nomear, admitir ou designar servidor, contra expressa disposição de lei;

XIV - Negar execução a lei federal, estadual ou municipal, ou deixar de cumprir ordem judicial, sem dar o motivo da recusa ou da impossibilidade, por escrito, à autoridade competente;

XV - Deixar de fornecer certidões de atos ou contratos municipais, dentro do prazo estabelecido em lei.

XVI - deixar de ordenar a redução do montante da dívida consolidada, nos prazos estabelecidos em lei, quando o montante ultrapassar o valor resultante da aplicação do limite máximo fixado pelo Senado Federal; (Incluído pela Lei 10.028, de 2000)

XVII - ordenar ou autorizar a abertura de crédito em desacordo com os limites estabelecidos pelo Senado Federal, sem fundamento na lei orçamentária ou na de crédito adicional ou com inobservância de prescrição legal; (Incluído pela Lei 10.028, de 2000)

XVIII - deixar de promover ou de ordenar, na forma da lei, o cancelamento, a amortização ou a constituição de reserva para anular os efeitos de operação de crédito realizada com inobservância de limite, condição ou montante estabelecido em lei; (Incluído pela Lei 10.028, de 2000)

XIX - deixar de promover ou de ordenar a liquidação integral de operação de crédito por antecipação de receita orçamentária, inclusive os respectivos juros e demais encargos, até o encerramento do exercício financeiro; (Incluído pela Lei 10.028, de 2000)

XX - ordenar ou autorizar, em desacordo com a lei, a realização de operação de crédito com qualquer um dos demais entes da Federação, inclusive suas entidades da administração indireta, ainda que na forma de novação, refinanciamento ou postergação de dívida contraída anteriormente; (Incluído pela Lei 10.028, de 2000)

XXI - captar recursos a título de antecipação de receita de tributo ou contribuição cujo fato gerador ainda não tenha ocorrido; (Incluído pela Lei 10.028, de 2000)

XXII - ordenar ou autorizar a destinação de recursos provenientes da emissão de títulos para finalidade diversa da prevista na lei que a autorizou; (Incluído pela Lei 10.028, de 2000)

XXIII - realizar ou receber transferência voluntária em desacordo com limite ou condição estabelecida em lei. (Incluído pela Lei 10.028, de 2000)

§ 1º Os crimes definidos nêste artigo são de ação pública, punidos os dos itens I e II, com a pena de reclusão, de dois a doze anos, e os demais, com a pena de detenção, de três meses a três anos.

§ 2º A condenação definitiva em qualquer dos crimes definidos neste artigo, acarreta a perda de cargo e a inabilitação, pelo prazo de cinco anos, para o exercício de cargo ou função pública, eletivo ou de nomeação, sem prejuízo da reparação civil do dano causado ao patrimônio público ou particular.

RECURSO EM HABEAS CORPUS: RHC 90743 BA 2017/0270599-1

RECURSO EM HABEAS CORPUS Nº 90.743 - BA (2017/0270599-1) RELATOR : MINISTRO ANTONIO SALDANHA PALHEIRO RECORRENTE : VALDECIR ALVES BEZERRA ADVOGADOS : LUCIANO P. SEPULVEDA - BA016074 CLAUBER ROSSI SILVA LOBO - BA048823 RECORRIDO : MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL DECISAO Trata-se de recurso em habeas corpus, com pedido limina...

RECURSO EM HABEAS CORPUS: RHC 90737 BA 2017/0270596-6

RECURSO EM HABEAS CORPUS Nº 90.737 - BA (2017/0270596-6) RELATOR : MINISTRO ANTONIO SALDANHA PALHEIRO RECORRENTE : R DOS S ADVOGADO : GUILHERME NELSON CORRÊA DOS SANTOS - DF051242 RECORRIDO : MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL DECISAO Trata-se de recurso em habeas corpus, com pedido liminar, interposto por R. DOS S. contra acó...

RECURSO ESPECIAL: REsp 1683591 PI 2017/0169455-6

RECURSO ESPECIAL Nº 1.683.591 - PI (2017/0169455-6) RELATOR : MINISTRO RIBEIRO DANTAS RECORRENTE : NILMAR VALENTE DE FIGUEIREDO RECORRENTE : BENJAMIM VALENTE FILHO RECORRENTE : VALDIMAR DA SILVA VALENTE ADVOGADOS : VERA CARLA NELSON CRUZ SILVEIRA E OUTRO(S) - DF019640 EUSTÁQUIO NUNES SILVEIRA - DF025310 ROBERTA CORTEZ ...

HABEAS CORPUS: HC 416791 RJ 2017/0238844-5

HABEAS CORPUS Nº 416.791 - RJ (2017/0238844-5) RELATOR : MINISTRO JOEL ILAN PACIORNIK IMPETRANTE : DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO ADVOGADO : DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO IMPETRADO : TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO PACIENTE : FERNANDA MATOS DECISAO Trata-se de habeas cor...

Pg. 83. TRF-5 - Edição Judicial. Tribunal Regional Federal da 5ª Região TRF-5 de 20/10/2017

5. Socorro da jurisprudência do STJ e deste TRF5: STJ: HC 254.944/SC, Rel. Ministro ROGERIO SCHIETTI CRUZ, SEXTA TURMA, julgado em 07/05/2015, DJe 15/05/2015; AgRg no REsp 1304179/RS, Rel. Ministro

Pg. 84. TRF-5 - Edição Judicial. Tribunal Regional Federal da 5ª Região TRF-5 de 20/10/2017

atendido. 28. Dessa feita, diante da falta de provas de que o dinheiro do convênio tenha sido desviado em proveito do réu ou de terceiros (no caso, do empreiteiro), considero mais justo enquadrar a

Pg. 125. TRF-5 - Edição Judicial. Tribunal Regional Federal da 5ª Região TRF-5 de 20/10/2017

APDO : FRANCISCA DE FÁTIMA DA SILVA EMENTA ADMINISTRATIVO. APELAÇÃO. AÇÃO CIVIL PÚBLICA. IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA. MÁ GESTÃO DA UNIDADE PÚBLICA DE SAÚDE. MERA IRREGULARIDADE. AUSÊNCIA DE MÁ-FÉ OU

Inteiro Teor. : 416625120178260000 SP 0041662-51.2017.8.26.0000

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SAO PAUL O Registro: 2017.0000799436 ACÓRDAO Vistos, relatados e discutidos estes autos de Representação Criminal/notícia de Crime nº

AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL: AREsp 995254 SP 2016/0264346-4

AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL Nº 995.254 - SP (2016/0264346-4) RELATOR : MINISTRO SEBASTIAO REIS JÚNIOR AGRAVANTE : JEAN MARCEL FIAD ADVOGADOS : FRANCISCO NEVES COELHO - SP108055 LEONOR AZEVEDO ALVES COELHO E OUTRO(S) - SP098529 AGRAVADO : MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PENAL. AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL. SONEGAÇAO DE CONTRIBU...

HABEAS CORPUS: HC 405490 PR 2017/0153774-0

HABEAS CORPUS Nº 405.490 - PR (2017/0153774-0) RELATORA : MINISTRA MARIA THEREZA DE ASSIS MOURA IMPETRANTE : GUSTAVO BRITTA SCANDELARI E OUTROS ADVOGADOS : RENÊ ARIEL DOTTI - PR002612 GUSTAVO BRITTA SCANDELARI - PR040675 BRUNO CORREIA - PR063705 FERNANDA LOVATO FERRAZ SANTOS - PR073305 IMPETRADO : TRIBUNAL DE JUSTIÇA D...

×