Artigo 3 da Lei nº 9.034 de 03 de Maio de 1995

Lei nº 9.034 de 03 de Maio de 1995

Dispõe sobre a utilização de meios operacionais para a prevenção e repressão de ações praticadas por organizações criminosas.
Art. 3º Nas hipóteses do inciso III do art. 2º desta lei, ocorrendo possibilidade de violação de sigilo preservado pela Constituição ou por lei, a diligência será realizada pessoalmente pelo juiz, adotado o mais rigoroso segredo de justiça. (Vide Adin nº 1.570-2).
§ 1º Para realizar a diligência, o juiz poderá requisitar o auxílio de pessoas que, pela natureza da função ou profissão, tenham ou possam ter acesso aos objetos do sigilo.
§ 2º O juiz, pessoalmente, fará lavrar auto circunstanciado da diligência, relatando as informações colhidas oralmente e anexando cópias autênticas dos documentos que tiverem relevância probatória, podendo para esse efeito, designar uma das pessoas referidas no parágrafo anterior como escrivão ad hoc.
§ 3º O auto de diligência será conservado fora dos autos do processo, em lugar seguro, sem intervenção de cartório ou servidor, somente podendo a ele ter acesso, na presença do juiz, as partes legítimas na causa, que não poderão dele servir-se para fins estranhos à mesma, e estão sujeitas às sanções previstas pelo Código Penal em caso de divulgação.
§ 4º Os argumentos de acusação e defesa que versarem sobre a diligência serão apresentados em separado para serem anexados ao auto da diligência, que poderá servir como elemento na formação da convicção final do juiz.
§ 5º Em caso de recurso, o auto da diligência será fechado, lacrado e endereçado em separado ao juízo competente para revisão, que dele tomará conhecimento sem intervenção das secretarias e gabinetes, devendo o relator dar vistas ao Ministério Público e ao Defensor em recinto isolado, para o efeito de que a discussão e o julgamento sejam mantidos em absoluto segredo de justiça.

Inquérito Policial

ao crime organizado, o qual era disposto no art. 3º da Lei 9.034 /1995 e o procedimento de investigação expresso em seu art....htm> . Acesso: 05 mar. 2019. _______. Lei 9.034 , de 3 de maio

O Julgamento "Fake" News e a continuidade da ilegalidade

na antiga Lei do Crime Organizado (Lei 9.034 /95artigo 3º .), declarando sua inconstitucionalidade. Também se refere à... que todos os Ministros do STF são apontados como potenciais vítimas dos …

A subsistência do artigo 385 do Código de Processo Penal

A SUBSISTÊNCIA DO ARTIGO 385 DO CÓDIGO DE PROCESSO PENAL ROGÉRIO TADEU ROMANO I – INTRODUÇÃO Diz o artigo 385 do Código de Processo Penal que ¨nos crimes de ação pública, o juiz poderá proferir…

Andamento do Processo n. 00081913020188140069 - 08/01/2020 do TJPA

RESENHA: 16/12/2019 A 06/04/2020 - SECRETARIA DA VARA DE COMBATE AO CRIME ORGANIZADO DE BELEM - VARA: VARA DE COMBATE AO CRIME ORGANIZADO DE BELEM PROCESSO: 00081913020188140069 PROCESSO ANTIGO: ----…

Página 1051 do Diário de Justiça do Estado do Pará (DJPA) de 8 de Janeiro de 2020

envolvendo delitos dessa natureza, o que inviabiliza a persecução penal e acarreta a impunidade das pessoas privilegiadas no âmbito econômico, especialmente quando envolvidas nos meandros das…

Página 1051 da Edição Extraordinária do Diário de Justiça do Estado do Pará (DJPA) de 8 de Janeiro de 2020

envolvendo delitos dessa natureza, o que inviabiliza a persecução penal e acarreta a impunidade das pessoas privilegiadas no âmbito econômico, especialmente quando envolvidas nos meandros das…

Página 993 do Diário de Justiça do Estado do Pará (DJPA) de 24 de Setembro de 2019

complexos como são as organizações criminosas. Assim, as investigações de grupos organizados e profissionais devem ser sofisticadas também, com vigilância, campanas, vídeos, colaborações premiadas,…

Andamento do Processo n. Inexistência - 30/08/19 do TJPA

Processo regular - Inépcia afastada - Recebimento da denúncia que não exige análise do mérito -Interceptação telefônica Indício de prova - Diligência em continuidade que culmina com a apreensão do…

Página 1036 do Diário de Justiça do Estado do Pará (DJPA) de 3 de Setembro de 2019

Processo regular - Inépcia afastada - Recebimento da denúncia que não exige análise do mérito -Interceptação telefônica Indício de prova - Diligência em continuidade que culmina com a apreensão do…
Tie Hardoim, Advogado
ano passado

A Investigação Criminal Processual Deve Respeitar A Que Princípios?

A Investigação Criminal Processual Deve Respeitar A Que Princípios? Campo Grande A INVESTIGAÇÃO CRIMINAL PROCESSUAL DEVE RESPEITAR A QUE PRINCÍPIOS? Resumo Objetiva-se este artigo a discorrer sobre:…