Artigo 2 do Decreto Lei nº 2.454 de 19 de Agosto de 1988

Decreto Lei nº 2.454 de 19 de Agosto de 1988

Regulamenta a Lei no 12.711, de 29 de agosto de 2012, que dispõe sobre o ingresso nas universidades federais e nas instituições federais de ensino técnico de nível médio.
Art. 2o As instituições federais vinculadas ao Ministério da Educação que ofertam vagas de educação superior reservarão, em cada concurso seletivo para ingresso nos cursos de graduação, por curso e turno, no mínimo cinquenta por cento de suas vagas para estudantes que tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas, inclusive em cursos de educação profissional técnica, observadas as seguintes condições:
I - no mínimo cinquenta por cento das vagas de que trata o caput serão reservadas a estudantes com renda familiar bruta igual ou inferior a um inteiro e cinco décimos salário-mínimo per capita; e
II - proporção de vagas no mínimo igual à de pretos, pardos e indígenas na população da unidade da Federação do local de oferta de vagas da instituição, segundo o último Censo Demográfico divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE, que será reservada, por curso e turno, aos autodeclarados pretos, pardos e indígenas.
(Revogado)
II - as vagas de que trata o art. 1º da Lei nº 12.711, de 2012, serão preenchidas, por curso e turno, por autodeclarados pretos, pardos e indígenas e por pessoas com deficiência, nos termos da legislação pertinente, em proporção ao total de vagas, no mínimo, igual à proporção respectiva de pretos, pardos, indígenas e pessoas com deficiência na população da unidade federativa onde está instalada a instituição, segundo o último censo da Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE. (Redação dada pelo Decreto nº 9.034, de 2017)
Parágrafo único. Para os fins deste Decreto, consideram-se escolas públicas as instituições de ensino de que trata o inciso I do caput do art. 19 da Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996.

Tribunal Regional Federal da 1ª Região TRF-1 - APELAÇÃO CIVEL : AC 310 MA 2000.37.00.000310-9

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 1ª REGIÃO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 1ª REGIÃO fls.1/5 APELAÇÃO CÍVEL N. 2000.37.00.000310-9/MA RELATÓRIO O EXMO. SR. JUIZ FEDERAL…

Tribunal Regional Federal da 5ª Região TRF-5 - Apelação Civel : AC 0005182-47.2000.4.05.8000 AL 0005182-47.2000.4.05.8000

APELAÇÃO CÍVEL Nº 324750 AL (2000.80.00.005182-7) APTE : UNIÃO APDO : HELVIO DE CASTRO REIS E OUTROS ADV/PROC : GEORGE SARMENTO LINS E OUTRO ORIGEM : 1A VARA FEDERAL DE ALAGOAS - AL RELATOR : JUIZ FRA…

Tribunal Regional Federal da 5ª Região TRF-5 - Apelação Civel : AC 324179 AL 2000.80.00.004291-7

APELAÇÃO CÍVEL Nº 324179 AL (2000.80.00.004291-7) APTE : UNIÃO APDO : VALDICE SILVA DE CARVALHO E OUTROS ADV/PROC : GEORGE SARMENTO LINS E OUTROS ORIGEM : 1A VARA FEDERAL DE ALAGOAS - AL RELATOR : JUI…

Tribunal Regional Federal da 5ª Região TRF-5 - Apelação Civel : AC 324750 AL 2000.80.00.005182-7

APELAÇÃO CÍVEL Nº 324750 AL (2000.80.00.005182-7) APTE : UNIÃO APDO : HELVIO DE CASTRO REIS E OUTROS ADV/PROC : GEORGE SARMENTO LINS E OUTRO ORIGEM : 1A VARA FEDERAL DE ALAGOAS - AL RELATOR : JUIZ FRA…

Superior Tribunal de Justiça STJ - RECURSO ESPECIAL : REsp 722494 BA 2005/0018700-2

RECURSO ESPECIAL Nº 722.494 - BA (2005/0018700-2) RELATOR : MINISTRO LUIZ FUX RECORRENTE : FAZENDA NACIONAL PROCURADOR : PAULO EDUARDO MAGALDI NETTO E OUTROS RECORRIDO : JOSSAN DA BAHIA S/A ADVOGADA :…

Superior Tribunal de Justiça STJ - AGRAVO DE INSTRUMENTO : Ag 0019593-87.2010.4.05.0000 PE 2011/0131126-1

AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 1.421.927 - PE (2011/0131126-1) RELATOR : MINISTRO HUMBERTO MARTINS AGRAVANTE : INTEGRAL ENGENHARIA LTDA ADVOGADO : DANIELLA MEDEIROS RÊGO E OUTRO(S) AGRAVADO : UNIAO …

Página 1918 do Superior Tribunal de Justiça (STJ) de 2 de Setembro de 2011

É, no essencial, o relatório. O cerne do debate refere-se à verificação dos requisitos legais para o deferimento de benefícios fiscais nos termos da Lei n. 4.239/63. Sobre o tema assim se pronunciou…

Decreto no 1.041, de 11 de janeiro de 1994.

Aprova o regulamento para a cobrança e fiscalização do imposto sobre a Renda e Proventos de Qualquer Natureza.

Decreto nº 3.000, de 26 de Março de 1999.

Regulamenta a tributação, fiscalização, arrecadação e administração do Imposto sobre a Renda e Proventos de Qualquer Natureza.

Página 15 da Seção 1 do Diário Oficial da União (DOU) de 29 de Março de 2005

Portaria MF nº 30, de 25 de fevereiro de 2005, e no art.3º da Instrução Normativa SRF nº 466, de 4 de novembro de 2004, e considerando o contido no processo nº 10384.003647/2004-11, resolve: Art. 1º…

Termo ou Assunto relacionado