Artigo 8 do Decreto Lei nº 3.200 de 19 de Abril de 1941

Decreto Lei nº 3.200 de 19 de Abril de 1941

Dispõe sobre a organização e proteção da família
Art. 8º Ficam autorizados os institutos e caixas de previdência, assim como as caixas econômicas federais, a conceder, respectivamente, a seus associados, ou a trabalhadores de qualquer categoria de idade inferior a trinta anos e residente na localidade em que tenham sede, mútuos para casamento, nos termos do presente artigo.
§ 1º Serão os mútuos efetuados dentro do limite fixado, para cada instituição, pelo Presidente da República.
§ 2º Para obtenção do mútuo, apresentará o requerente declaração autêntica do propósito de casamento, feita pelo outro nubente, e submeter-se-ão ambos, sem qualquer dispêndio, a exame de sanidade pelo médico ou médicos que a instituição designar.
§ 3º Será dada, pelo médico ou pêlos médicos que hajam feito o exame, comunicação confidencial do resultado aos nubentes. Somente na hipótese de ser a conclusão favorável à realização do casamento, poderá ser concedido o mútuo, juntando-se o atestado ao processo respectivo. São os nubentes obrigados a sigilo, na conformidade do disposto no par.6º do art. 2º deste decreto-lei, sob as mesmas penas aí indicadas.
§ 5º Será feita a transcrição do título de transferência da propriedade, em nome do mutuário, com a averbação de bem de família, e com as cláusulas de inalienabilidade e de impenhorabilidade, a não ser pelo crédito da instituição mutuante.
§ 6º O resgate do mútuo se fará no prazo máximo de vinte anos, mediante amortizações mensais, com os juros de cinco por cento ao ano, ressalvado o disposto nos dois parágrafos seguintes.
§ 7º Por motivo do nascimento de cada filho do casal, mediante apresentação da certidão do respectivo registro e atestado de saúde passado por médico designado pela instituição credora, depois do trigésimo dia de vida, se fará no mútuo dedução da importância correspondente a dez por cento da importância inicialmente devida, ou redução de dez por cento da amortização mensal, como preferir o mutuário. Quando cada filho completar dez anos de idade, o mutuário, provando que lhe presta a assistência devida, educando-o convenientemente, obterá nova redução de dez por cento da importância do mútuo, ou, se preferir, de dez por cento da amortização mensal a que se obrigou.
§ 8º Po motivo comprovado de doença ou de perda involuntária de emprego, a administração da instituição mutuante poderá conceder moratória para o pagamento das quotas mensais de amortização ou reduzir temporariamente a importância destas.
§ 10. As quotas mensais de amortização serão pagas, mediante desconto das vantagens pecuniárias do empregado, diretamente pela pessoa natural ou jurídica que o tiver a seu serviço, desde que a instituição mutuante lhe comunique o mútuo realizado.
§ 11. O prédio adquirido na conformidade deste artigo, no distrito Federal e no Território do Acre, gozará de isenção de imposto predial, enquanto não pago o mútuo respectivo. A isenção do imposto predial nos Estados será estabelecida na conformidade do disposto no art. 41 deste decreto-lei.
§ 12. A instituição mutuante será pela União indenizada da importância da dívida que não possa receber do mutuário, excluídos os juros.

Recurso - TRT02 - Ação Multa de 40% do Fgts - Atsum - contra Cantina Flor de Coimbra

Fls.: 2 EXCELENTÍSSIMO (A) SENHOR (A) JUIZ (A) DO TRABALHO DA 02a VARA DO TRABALHO DE TABOÃO DA SERRA/SP. Processo n° , nos autos da RECLAMAÇÃO TRABALHISTA, que contende com CANTINA FLOR DE COIMBRA…

Documentos diversos - TRT01 - Ação Adjudicação - Msciv

Fls.: 2 C U 6' Ex mo. Sr. Dr. Juiz de Direito da 1a. Vara do Trabalho de ( Duque de Caxias Est. do Rio de Janeiro. RJ. Processo, n°. 0179600-26.19915.01.0201. Autor. . . Ré. Translifite Transportes e…

Petição - Ação Multa do Artigo 477 da Clt

EXCELENTÍSSIMO(A) SENHOR(A) DOUTOR(A) JUIZ(A) DA 1a VARA DO TRABALHO DE LONDRINA - paraná Autos n°. , já devidamente qualificado, por seu procurador judicial, ao final firmado, nos autos supra de…

Petição - Ação Multa do Artigo 477 da Clt contra Tedesco Administradora de Bens

EXCELENTÍSSIMO(A) SENHOR(A) DOUTOR(A) JUIZ(A) DA 1a VARA DO TRABALHO DE LONDRINA - PARANÁ Autos n°. , já devidamente qualificado, por seu procurador judicial, ao final firmado, nos autos supra de…

Petição - Ação Multa do Artigo 477 da Clt contra Tedesco Administradora de Bens

EXCELENTÍSSIMO(A) SENHOR(A) DOUTOR(A) JUIZ(A) DA 1a VARA DO TRABALHO DE LONDRINA - PARANÁ Autos n°. , devidamente qualificado, por seu procurador judicial, ao final firmado, nos autos supra de…

Petição - Ação Aviso Prévio

Dist SP T15 27 Proe 8141488311994002088$ o fel 1(7) L: - (-1 Cri Prot. Ordio rtt' 4r"0. rir JULGADO C/ RECURSO -4 NO PRAZO 31/88/2011 à 88/09/201.l 3.0 . 4 . r (71, (71 (C3 Processo N." ›./ FRANÇA…

Petição - Ação Aviso Prévio

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUÍZ DA 68a VARA DO TRABALHO DE SÃO PAULO - SP PROCESSO N° , já devidamente qualificado nos autos processo em epígrafe, que move contra VIAGEM PIZZAS LTDA , por sua…

Art. 1.711 - Subtítulo IV. Do Bem de Família - Código Civil Comentado - Ed. 2021

Subtítulo IV DO BEM DE FAMÍLIA Art. 1.711. Podem os cônjuges, ou a entidade familiar, mediante escritura pública ou testamento, destinar parte de seu patrimônio para instituir bem de família, desde…

Art. 586 - Seção II. Do Mútuo - Código Civil Comentado - Ed. 2021

Seção II Do mútuo Art. 586. O mútuo é o empréstimo de coisas fungíveis. O mutuário é obrigado a restituir ao mutuante o que dele recebeu em coisa do mesmo gênero, qualidade e quantidade. V. arts. 85,…

Art. 1.711 - Subtítulo IV. Do Bem de Família - Código Civil Comentado - Ed. 2020

Subtítulo IV DO BEM DE FAMÍLIA Art. 1.711. Podem os cônjuges, ou a entidade familiar, mediante escritura pública ou testamento, destinar parte de seu patrimônio para instituir bem de família, desde…