Carregando...
Jusbrasil - Tópicos
29 de maio de 2017
Mandado Monitório Editar Foto
×

Alterar Imagem

Envie uma imagem

Mandado Monitório

Adicione uma descrição a este tópico. Editar

caracteres restantes

Cancelar
Andamento do Processo n. 017365342.2016.8.06.0001 - Monitória - 15/03/2017 do TJCE

ADV: VIVIANE RUFINO PONTES (OAB 24451/CE), RICARDO RUFINO PONTES (OAB 27443/CE), JO O RODRIGO CACAU UCHOA (OAB 22733/CE), ALESSANDRA FERREIRA ARAGAO GURGEL (OAB 18013/CE) - Processo

Andamento do Processo n. 0175753-67.2016.8.06.0001 - Monitória - 15/03/2017 do TJCE

ADV: RAFAEL SOUTO ATAIDE GOMES (OAB 21725/CE), VIVIANE CHAVES DOS SANTOS (OAB 9880/CE) - Processo 0175753-67.2016.8.06.0001 - Monitória - Cheque - REQUERENTE: Nave Serviços Marítimos e Terrestres

Andamento do Processo n. 0184065-32.2016.8.06.0001 - Monitória - 15/03/2017 do TJCE

ADV: LAZARO FERREIRA DE MOURA MARTINS (OAB 31505/CE) - Processo 0184065-32.2016.8.06.0001 - Monitória -Cheque - REQUERENTE: Lazaro Ferreira de Moura Martins - REQUERIDA: Liliana Sales da Silva

Andamento do Processo n. 0119997-73.2016.8.06.0001 - Monitória - 15/06/2016 do TJCE

ADV: PAULO EDUARDO MACHADO OLIVEIRA DE BARCELLOS (OAB 79416/SP) - Processo 0119997-73.2016.8.06.0001 - Monitória - Duplicata - REQUERENTE: Hypermarcas S.a. - REQUERIDO: F. de Assis Possidonio de

Andamento do Processo n. 0133407-04.2016.8.06.0001 - Monitória - 15/06/2016 do TJCE

ADV: MAURO CRISTIANO MORAIS (OAB 26378/PR), ALBERTO XAVIER PEDRO (OAB 26935/PR), FLÁVIA LOYOLA (OAB 38476/PR) - Processo 0133407-04.2016.8.06.0001 - Monitória - Obrigações - REQUERENTE: Cmnet

Andamento do Processo n. 0003910-29.2014.8.26.0201 - Monitória - 04/02/2016 do TJSP

Processo 0003910-29.2014.8.26.0201 - Monitória - Pagamento - SPAIPA S/A - Indústria Brasileira de Bebidas - Serv Lar Comércio de Bebidas de Garça Ltda. - ME - tópico final: “(...) Ante o exposto, nos

Resultados da busca Jusbrasil para "Mandado Monitório"

STJ - RECURSO ESPECIAL REsp 1170037 RJ 2009/0231481-4 (STJ)

Data de publicação: 24/02/2010

Ementa: PROCESSUAL CIVIL. AÇÃO MONITÓRIA. FAZENDA PÚBLICA. CABIMENTO. SÚMULA 339/STJ. INADIMPLEMENTO DO MANDADO MONITÓRIO. ISENÇÃO DE HONORÁRIOS E CUSTAS. IMPOSSIBILIDADE. 1. A controvérsia consiste em saber se, ao reconhecer a dívida cobrada pelo autor da ação monitória e deixar de apresentar embargos ao mandado inicial, a Fazenda Pública ré goza da isenção de custas e honorários advocatícios estabelecida no art. 1.102-C, § 1º, do CPC ou se esse benefício encontra-se condicionado também ao imediato adimplemento do crédito da parte adversa – como decidiu a Corte de origem –. 2. A jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça acabou por orientar-se no sentido de que inexiste qualquer empecilho à propositura de ação monitória em desfavor da Fazenda Pública. Incidência da Súmula 339/STJ. 3. O administrador público, ante o princípio da moralidade, não só pode como deve cumprir voluntariamente a ordem de pagamento, caso reconheça a obrigação e o montante devido. Assim, se à administração é lícito adimplir espontaneamente a dívida, também pode resgatá-la em razão de um mandamento injuntivo ou sujeitar-se à execução fundada no título obtido pela via monitória, o que demonstra que a indisponibilidade do interesse público é apenas relativa. 4. Nem todo crédito oponível à Fazenda Pública necessita de execução forçada para seu regular cumprimento. As obrigações documentalmente assumidas pelo Poder Público, presumidamente, já contam com a indispensável dotação orçamentária, sob pena de caracterizar-se crime de responsabilidade do gestor público. 5. O procedimento injuntivo traz vantagem ao devedor que paga voluntariamente, cumprindo o mandado monitório, porque dispensa o pagamento de custas processuais e honorários advocatícios como preceituado no § 1o do art. 1.102-C do CPC . Dessa forma, caso o administrador público opte por cumprir o mandado monitório, essa decisão acaba favorecendo a Fazenda Pública por força da isenção que lhe beneficia. 6. No caso concreto, a Fazenda Estadual apenas reconheceu a existência do crédito da parte adversa e deixou de oferecer embargos, acarretando a formação do título executivo sem a isenção de honorários e custas, o que somente seria cabível caso ocorresse o imediato adimplemento da dívida em questão. 7. Não se pode admitir que a sabida inadimplência contumaz do Estado não somente force terceiros a ingressarem no Poder Judiciário para receberem o que lhes é devido, como também exclua o pagamento de honorários advocatícios sem que haja o pronto cumprimento da obrigação, circunstância que, sublinhe-se, representa exatamente o intento do legislador ao elaborar a norma contida no art. 1.102-C, § 1º, do CPC , beneficiando ambas as partes. 8. Recurso especial não provido....

TJ-SP - Apelação APL 970501720098260000 SP 0097050-17.2009.8.26.0000 (TJ-SP)

Data de publicação: 05/05/2011

Ementa: EMBARGOS AO MANDADO MONITÓRIO - Notícia de desistência do recurso - Homologação.

TJ-SP - Apelação APL 154453320108260576 SP 0015445-33.2010.8.26.0576 (TJ-SP)

Data de publicação: 24/10/2011

Ementa: EMBARGOS AO MANDADO MONITÓRIO - COMISSÃO DE PERMANÊNCIA - Legalidade da cobrança desde que não cumulada com juros remuneratorios, moratórios, correção monetária e multa, bem como limitada à taxa de juros prevista em contrato.

×