Carregando...
Jusbrasil - Tópicos
15 de novembro de 2018
Artigo 13A do Decreto Lei nº 3.689 de 03 de Outubro de 1941

Art. 13A do Código Processo Penal - Decreto Lei 3689/41

CPP - Decreto Lei nº 3.689 de 03 de Outubro de 1941

Art. 13-A. Nos crimes previstos nos arts. 148, 149 e 149-A, no § 3º do art. 158 e no art. 159 do Decreto-Lei no 2.848, de 7 de dezembro de 1940 (Código Penal), e no art. 239 da Lei no 8.069, de 13 de julho de 1990 (Estatuto da Criança e do Adolescente), o membro do Ministério Público ou o delegado de polícia poderá requisitar, de quaisquer órgãos do poder público ou de empresas da iniciativa privada, dados e informações cadastrais da vítima ou de suspeitos. (Incluído pela Lei nº 13.344, de 2016) (Vigência)

Parágrafo único. A requisição, que será atendida no prazo de 24 (vinte e quatro) horas, conterá: (Incluído pela Lei nº 13.344, de 2016) (Vigência)

I - o nome da autoridade requisitante; (Incluído pela Lei nº 13.344, de 2016) (Vigência)

II - o número do inquérito policial; e (Incluído pela Lei nº 13.344, de 2016) (Vigência)

III - a identificação da unidade de polícia judiciária responsável pela investigação. (Incluído pela Lei nº 13.344, de 2016) (Vigência)

Art. 13-B. Se necessário à prevenção e à repressão dos crimes relacionados ao tráfico de pessoas, o membro do Ministério Público ou o delegado de polícia poderão requisitar, mediante autorização judicial, às empresas prestadoras de serviço de telecomunicações e/ou telemática que disponibilizem imediatamente os meios técnicos adequados - como sinais, informações e outros - que permitam a localização da vítima ou dos suspeitos do delito em curso. (Incluído pela Lei nº 13.344, de 2016) (Vigência)

§ 1o Para os efeitos deste artigo, sinal significa posicionamento da estação de cobertura, setorização e intensidade de radiofrequência. (Incluído pela Lei nº 13.344, de 2016) (Vigência)

§ 2o Na hipótese de que trata o caput, o sinal: (Incluído pela Lei nº 13.344, de 2016) (Vigência)

I - não permitirá acesso ao conteúdo da comunicação de qualquer natureza, que dependerá de autorização judicial, conforme disposto em lei; (Incluído pela Lei nº 13.344, de 2016) (Vigência)

II - deverá ser fornecido pela prestadora de telefonia móvel celular por período não superior a 30 (trinta) dias, renovável por uma única vez, por igual período; (Incluído pela Lei nº 13.344, de 2016) (Vigência)

III - para períodos superiores àquele de que trata o inciso II, será necessária a apresentação de ordem judicial. (Incluído pela Lei nº 13.344, de 2016) (Vigência)

§ 3o Na hipótese prevista neste artigo, o inquérito policial deverá ser instaurado no prazo máximo de 72 (setenta e duas) horas, contado do registro da respectiva ocorrência policial. (Incluído pela Lei nº 13.344, de 2016) (Vigência)

§ 4o Não havendo manifestação judicial no prazo de 12 (doze) horas, a autoridade competente requisitará às empresas prestadoras de serviço de telecomunicações e/ou telemática que disponibilizem imediatamente os meios técnicos adequados - como sinais, informações e outros - que permitam a localização da vítima ou dos suspeitos do delito em curso, com imediata comunicação ao juiz. (Incluído pela Lei nº 13.344, de 2016) (Vigência)

Andamento do Processo n. 0001455-48.2017.8.24.0167 - Ação Penal - Procedimento Ordinário / Estupro de Vulnerável - 05/07/2018 do TJSC

ADV: CELSO SOUZA LINS (OAB 27911/SC) Processo 0001455-48.2017.8.24.0167 - Ação Penal - Procedimento Ordinário - Estupro de vulnerável - Acusado: P. de S. - Autor: M. P. do E. de S. C. - 1.1. Ante o

Pg. 729. Caderno Jurisdicional das Comarcas. Diário de Justiça do Estado de Santa Catarina DJSC de 05/07/2018

poderá ser reabilitado para o exercício da sua atividade profissional habitual? Por se tratar de jurisdição delegada, os honorários periciais correrão por conta da Justiça Federal, em conformidade

Tráfico internacional de pessoas para fins de exploração sexual de mulheres

Adilane Santos batista Cardoso [1] Irineu Ruiz Martins júnior [2] RESUMO: O presente artigo científico compreende uma análise presente que produz protesto e inquietude nas sociedades em âmbito

Pg. 2120. Caderno Jurisdicional das Comarcas. Diário de Justiça do Estado de Santa Catarina DJSC de 06/06/2018

Ordinário - Roubo Majorado - Acusado: Joilton Fernando Geremias - Autor: Ministério Público do Estado de Santa Catarina - 1) Havendo justa causa para a deflagração da ação penal, consistente na

Leonida Oliveira

Leonida Oliveira -

Inclusão dos arts. 13-A e 13-B no Código de Processo Penal Através da Lei nº13.344/2016

INCLUSÃO DOS ARTS. 13-A E 13-B NO CÓDIGO DE PROCESSO PENAL ATRAVÉS DA LEI 13.344/2016: Alterações a respeito da legitimidade na requisição de informações na investigação preliminar. [1] Antonia

Julio Araujo

Julio Araujo -

Ressonâncias da Lei 13.344/2016 na investigação preliminar policial

Sumário: 1. Introdução; 2. A lei 13.344 /16 e a ampliação o poder requisitório do delegado. 2.1 Poder requisitório do delegado de polícia e sua abrangência no atual cenário normativo. 3. A prevenção

Pg. 4721. Judicial - 1ª Instância - Interior - Parte II. Diário de Justiça do Estado de São Paulo DJSP de 13/06/2017

Processo 1000925-98.2017.8.26.0481 - Mandado de Segurança - Desobediência - T.C. - Vistos. Trata-se de mandado de segurança impetrado por TIM CELULAR S.A em face do ato praticado pelo DELEGADO DA

A Lei nº 13.344/2016 x ADI 5642
A Lei nº 13.344/2016 x ADI 5642

Assinada em seis de outubro de 2016 a LEI Nº 13.344 que visa combater o Tráfico Interno e Internacional de Pessoas, e que alterou diversas disposições do Código de Processo Penal é...

MEDIDA CAUTELAR NA AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE: MC ADI 5642 DF - DISTRITO FEDERAL 0000241-89.2017.1.00.0000

Decisão: Trata-se de Ação Direta de Inconstitucionalidade, com pedido de medida cautelar, proposta pela Associação Nacional das Operadoras Celulares - ACEL, a qual tem por objeto o art. 11 da Lei nº 13.344, de 6 de outubro de 2016, que dispõe sobre prevenção e repressão ao tráfico interno e internacional de pessoas e s...

×