Art. 39, § 2 da Lei 13465/17

Lei nº 13.465 de 11 de Julho de 2017

Dispõe sobre a regularização fundiária rural e urbana, sobre a liquidação de créditos concedidos aos assentados da reforma agrária e sobre a regularização fundiária no âmbito da Amazônia Legal; institui mecanismos para aprimorar a eficiência dos procedimentos de alienação de imóveis da União; altera as Leis nos 8.629, de 25 de fevereiro de 1993, 13.001, de 20 de junho de 2014, 11.952, de 25 de junho de 2009, 13.340, de 28 de setembro de 2016, 8.666, de 21 de junho de 1993, 6.015, de 31 de dezembro de 1973, 12.512, de 14 de outubro de 2011, 10.406, de 10 de janeiro de 2002 (Código Civil), 13.105, de 16 de março de 2015 (Código de Processo Civil), 11.977, de 7 de julho de 2009, 9.514, de 20 de novembro de 1997, 11.124, de 16 de junho de 2005, 6.766, de 19 de dezembro de 1979, 10.257, de 10 de julho de 2001, 12.651, de 25 de maio de 2012, 13.240, de 30 de dezembro de 2015, 9.636, de 15 de maio de 1998, 8.036, de 11 de maio de 1990, 13.139, de 26 de junho de 2015, 11.483, de 31 de maio de 2007, e a 12.712, de 30 de agosto de 2012, a Medida Provisória no 2.220, de 4 de setembro de 2001, e os Decretos-Leis nos 2.398, de 21 de dezembro de 1987, 1.876, de 15 de julho de 1981, 9.760, de 5 de setembro de 1946, e 3.365, de 21 de junho de 1941; revoga dispositivos da Lei Complementar no 76, de 6 de julho de 1993, e da Lei no 13.347, de 10 de outubro de 2016; e dá outras providências.
Art. 39. Para que seja aprovada a Reurb de núcleos urbanos informais, ou de parcela deles, situados em áreas de riscos geotécnicos, de inundações ou de outros riscos especificados em lei, estudos técnicos deverão ser realizados, a fim de examinar a possibilidade de eliminação, de correção ou de administração de riscos na parcela por eles afetada.
§ 2o Na Reurb-S que envolva áreas de riscos que não comportem eliminação, correção ou administração, os Municípios deverão proceder à realocação dos ocupantes do núcleo urbano informal a ser regularizado.

Tribunal de Justiça de São Paulo TJ-SP - Apelação Cível : AC 10037585820188260577 SP 1003758-58.2018.8.26.0577

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SAO PAULO Registro: 2019.0000476465 ACÓRDAO Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação Cível nº 1003758-58.2018.8.26.0577, da Comarca de...

Tribunal de Justiça da Paraíba TJ-PB : 00073221120118152001 PB

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DA PARAÍBA TRIBUNAL DE JUSTIÇA GAB. DES. JOSÉ RICARDO PORTO ACÓRDAO APELAÇAO CÍVEL Nº 0007322-11.2011.815.2001 RELATOR : Des. José Ricardo Porto APELANTE : João Pereira de...

Tribunal de Justiça de São Paulo TJ-SP - Apelação Cível : AC 1013004-78.2018.8.26.0577 SP 1013004-78.2018.8.26.0577

PROCESSUAL CIVIL. Ação Demolitória. Desrespeito à ordem Urbanística do Município que possibilita a ordem de demolição, admitida no ordenamento jurídico (Art. 203 da Lei Complementar Municipal nº 26...

Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul TJ-RS - Agravo de Instrumento : AI 70079453577 RS

AGRAVO DE INSTRUMENTO. AÇÃO DE MANUTENÇÃO DE POSSE. IMÓVEL PERTENCENTE AO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL. DETERMINAÇÃO PARA REALOCAÇÃO DOS RECORRENTES EM NÚCLEO PRÓPRIO PARA MORADIA. Não há falar em c...

Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul TJ-RS - Embargos de Declaração : ED 70077494755 RS

DDP Nº 70077494755 (Nº CNJ: 0114687-53.2018.8.21.7000) 2018/Cível EMBARGOS DE DECLARAÇAO. OMISSÕES NA DECISAO EMBARGADA. EFEITOS INFRINGENTES. Embargos de declaração acolhidos para suprir omissões...

A Regularização Fundiária Urbana: uma análise dos Núcleos Urbanos Informais

A REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA URBANA: UMA ANÁLISE DOS NÚCLEOS URBANOS INFORMAIS Danilo Bendia Laurindo [1] RESUMO O respectivo artigo tem por objeto apresentar a Regularização Fundiária e seus aspectos...

Página 59 do Associação Rondoniense de Municípios (AROM) de 14 de Junho de 2018

Rondônia , 14 de Junho de 2018 • Diário Oficial dos M § 1º. As intervenções previstas no inciso II do caput consistem em obras de implantação da infraestrutura essencial, serviços e compensações. §...

DECRETO Nº 9.310, DE 15 DE MARÇO DE 2018

Institui as normas gerais e os procedimentos aplicáveis à Regularização Fundiária Urbana e estabelece os procedimentos para a avaliação e a alienação dos imóveis da União....

Página 16 da Seção 1 do Diário Oficial da União (DOU) de 16 de Março de 2018

§ 1º O prazo de validade da avaliação a que se refere o caput será de, no máximo, doze meses. § 2º No condomínio edilício, as áreas comuns, excluídas as suas benfeitorias, serão adicionadas na fração...

Termos/Assuntos relacionados