Raíck Silva, Estudante de Direito
mês passado

Justiça criminal, racismo e violência:

Resenha crítica proposta como trabalho final para aprovação na disciplina " Antropologia do Direito " ministrada pelo professor Welliton Caixeta Maciel no curso de graduação da Faculdade de Direito...

Laudos periciais antropológicos, responsabilidades sociais

Paper apresentado no Simpósio Ciências Sociais e Direito: discussões contemporâneas, 37º Encontro Anual da ANPOCS, Águas de Lindóia, setembro de 2013: Os campos da Antropologia e do Direito na...

Pela Constitucionalidade do Decreto 4887/2003, pelos Direitos das Comunidades Quilombolas: nenhum quilombo a menos!

Na pauta do STF de 16 de agosto de 2017 está a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 3239, proposta pelo antigo PFL, atual DEM, em 2004, em face do Decreto 4887 de 2003, que regulamenta os...

Regulamentação Jurídica das Identidades: sobre Comunidades Remanescentes de Quilombos

O quilombo, como direito, é uma espécie de potência que atravessa a Sociedade e o Estado em suas mais diversas formas: ele embaralha as identidades fixas, a configuração do parentesco, da região e da...

Resultados da busca Jusbrasil para "Antropologia do Direito"
Antropologia e Direitos Humanos: o remanejamento da comunidade Tradicional Itamatatiua em função da implantação do centro de lançamento de Alcântara (Cla)
Artigos19/11/2016Illany C S
Artigo de sociologia jurídica escrito pela graduanda Illany Rayany Carvalho de Sousa do curso de Direito- UNDB. RESUMO Será abordado neste artigo os impactos materiais e simbólicos sofridos pelos membros da comunidade tradicional quilombola Itamatatiua em Alcântara- MA ao serem remanejados para outra localidade devido à implantação do Centro de Lançamento de Alcântara (CLA) com base em entrevista informal com uma quilombola oriunda desta comunidade, notícias jornalísticas e teóricos, tais como R...
Antropologia e Direitos Humanos: o remanejamento da comunidade Tradicional Itamatatiua em função da implantação do centro de lançamento de Alcântara (Cla)
Artigos15/08/2016Isac
Isac da Silva Viana Illany Rayany Carvalho de Sousa RESUMO Será abordado neste artigo os impactos materiais e simbólicos sofridos pelos membros da comunidade tradicional quilombola Itamatatiua em Alcântara- MA ao serem remanejados para outra localidade devido à implantação do Centro de Lançamento de Alcântara (CLA) com base em entrevista informal com uma quilombola oriunda desta comunidade, notícias jornalísticas e teóricos, tais como Roberto Da Matta, Renato Ortiz, Choairy, etc. Somando-se a is...
UFMA retifica o edital do Concurso e mantém Processo Seletivo inalterado
Notícias04/04/2016PCI Concursos
A Universidade Federal do Maranhão (UFMA) divulga nova retificação do edital do Concurso Público e mantém o Processo Seletivo. Desta vez fica adiado a realização da Provas especificamente para as áreas de Coordenação do Curso de Bacharelado Interdisciplinar em Ciência e Tecnologia do Campus de Balsas. Em nosso site você tem acesso aos editais completos e pode obter mais informações. Anteriormente este mesmo edital teve o período de inscrições alterado até o dia 18 de março de 2016, e também foi ...
UFMA realiza Concurso Público e Processo Seletivo em vários Campi
Notícias22/02/2016PCI Concursos
A Universidade Federal do Maranhão (UFMA) está com inscrições abertas para Concurso Público e Processo Seletivo, que juntos, destinam-se ao preenchimento de 25 vagas, em vários Campi, para Professor Adjunto, Assistente e Auxiliar. O edital 41/2016 tem 17 vagas destinadas à Professor do Magistério Superior nas áreas de: Teoria Econômica (1); Artes Visuais (1); Artes Cênicas/ Ensino do Teatro e Prática Artística (1); Geoprocessamento (1); Sociologia da Educação (1); Antropologia (1); Direito Públi...
TRF-1 25/02/2016 - Pág. 71 - Caderno Administrativo - TRF1 - Tribunal Regional Federal da 1ª Região
Diários Oficiais25/02/2016Tribunal Regional Federal da 1ª Região
h) Mediação Definição e conceitualização. Conceito e filosofia. Mediação judicial e extrajudicial, prévia e incidental; Etapas - Pré-mediação e Mediação propriamente dita (acolhida, declaração inicial das partes, planejamento, esclarecimentos dos interesses ocultos e negociação do acordo). Técnicas ou ferramentas (co-mediação, recontextualização, identificação das propostas implícitas, formas de perguntas, escuta ativa, produção de opção, acondicionamento das questões e interesses das partes, te
TJ-ES 03/03/2016 - Pág. 5 - Tribunal de Justiça do Estado do Espírito Santo
Diários Oficiais03/03/2016Tribunal de Justiça do Estado do Espírito Santo
b) Os princípios da mediação e papel do mediador e a co-mediação; c) Etapas da mediação: Adeclaração de abertura; d) O estabelecimento do Rapport; e) O controle sobre o processo; f) Contornando as dificuldades: situações de desequilíbrio, descontrole emocional, embriaguez e desrespeito; g) Reunião de informações. Aescuta ativa. Atécnica do resumo. Arecontextualização. O cuidado ao fazer perguntas. A transformação de adversários em parceiros. Comunicação efetiva. Afago. Espelhamento. Aula 4 – 31
TJ-ES 01/03/2016 - Pág. 5 - Tribunal de Justiça do Estado do Espírito Santo
Diários Oficiais01/03/2016Tribunal de Justiça do Estado do Espírito Santo
b) Os princípios da mediação e papel do mediador e a co-mediação; c) Etapas da mediação: Adeclaração de abertura; d) O estabelecimento do Rapport; e) O controle sobre o processo; f) Contornando as dificuldades: situações de desequilíbrio, descontrole emocional, embriaguez e desrespeito; g) Reunião de informações. Aescuta ativa. Atécnica do resumo. Arecontextualização. O cuidado ao fazer perguntas. A transformação de adversários em parceiros. Comunicação efetiva. Afago. Espelhamento. Aula 4 – 31
TJ-ES 02/03/2016 - Pág. 5 - Tribunal de Justiça do Estado do Espírito Santo
Diários Oficiais02/03/2016Tribunal de Justiça do Estado do Espírito Santo
b) Os princípios da mediação e papel do mediador e a co-mediação; c) Etapas da mediação: Adeclaração de abertura; d) O estabelecimento do Rapport; e) O controle sobre o processo; f) Contornando as dificuldades: situações de desequilíbrio, descontrole emocional, embriaguez e desrespeito; g) Reunião de informações. Aescuta ativa. Atécnica do resumo. Arecontextualização. O cuidado ao fazer perguntas. A transformação de adversários em parceiros. Comunicação efetiva. Afago. Espelhamento. Aula 4 – 31
TRF-1 04/03/2016 - Pág. 11 - Caderno Judicial - SJPI - Tribunal Regional Federal da 1ª Região
Diários Oficiais04/03/2016Tribunal Regional Federal da 1ª Região
g) Conciliação Conceito e filosofia. Conciliação judicial e extrajudicial. Técnicas (recontextualização, identificação das propostas implícitas, afago, escuta ativa, espelhamento, produção de opção, acondicionamento das questões e interesses das partes, teste de realidade). Finalização da conciliação -Formalização do acordo. Dados essenciais do termo de conciliação (qualificação das partes, número de identificação, natureza do conflito...). Redação do acordo: requisitos mínimos e exequibilidade.
DOU 16/04/2014 - Pág. 87 - Seção 3 - Diário Oficial da União
Diários Oficiais16/04/2014Diário Oficial da União
1. A formação do Estado moderno e seus fundamentos; 2. Políticas públicas: estruturas e processos; 3. Processos de tomada de decisões políticas; 4. Ciclo de política: formulação, implementação e avaliação de políticas; 5. Abordagens recentes e reflexão sobre atores nas políticas; 6. Análise crítica das instituições, de planos e de programas de integração e de desenvolvimento re- Políticas Públicas, desenvolvimento e sociedade. 1 gional; 7. Avaliação crítica de instrumentos de fomento ao desenvol
Buscar mais 15.788 resultados sobre "Antropologia do Direito" na busca Jusbrasil