Artigo 54 da Lei nº 11.977 de 07 de Julho de 2009

Lei nº 11.977 de 07 de Julho de 2009

Dispõe sobre o Programa Minha Casa, Minha Vida – PMCMV e a regularização fundiária de assentamentos localizados em áreas urbanas; altera o Decreto-Lei no 3.365, de 21 de junho de 1941, as Leis nos 4.380, de 21 de agosto de 1964, 6.015, de 31 de dezembro de 1973, 8.036, de 11 de maio de 1990, e 10.257, de 10 de julho de 2001, e a Medida Provisória no 2.197-43, de 24 de agosto de 2001; e dá outras providências.
Art. 54. O projeto de regularização fundiária de interesse social deverá considerar as características da ocupação e da área ocupada para definir parâmetros urbanísticos e ambientais específicos, além de identificar os lotes, as vias de circulação e as áreas destinadas a uso público. (Revogado pela Medida Provisória nº 759, de 2016)
Art. 54. O projeto de regularização fundiária de interesse social deverá considerar as características da ocupação e da área ocupada para definir parâmetros urbanísticos e ambientais específicos, além de identificar os lotes, as vias de circulação e as áreas destinadas a uso público.
(Revogado pela Medida Provisória nº 759, de 2016)
(Revogado pela Medida Provisória nº 759, de 2016)
(Revogado pela Lei nº 13.465, de 2017)
(Revogado pela Lei nº 13.465, de 2017)
§ 1o O Município poderá, por decisão motivada, admitir a regularização fundiária de interesse social em Áreas de Preservação Permanente, ocupadas até 31 de dezembro de 2007 e inseridas em área urbana consolidada, desde que estudo técnico comprove que esta intervenção implica a melhoria das condições ambientais em relação à situação de ocupação irregular anterior. (Revogado pela Medida Provisória nº 759, de 2016)
§ 1o O Município poderá, por decisão motivada, admitir a regularização fundiária de interesse social em Áreas de Preservação Permanente, ocupadas até 31 de dezembro de 2007 e inseridas em área urbana consolidada, desde que estudo técnico comprove que esta intervenção implica a melhoria das condições ambientais em relação à situação de ocupação irregular anterior.
(Revogado pela Medida Provisória nº 759, de 2016)
(Revogado pela Medida Provisória nº 759, de 2016)
(Revogado pela Lei nº 13.465, de 2017)
(Revogado pela Lei nº 13.465, de 2017)
§ 2o O estudo técnico referido no § 1o deverá ser elaborado por profissional legalmente habilitado, compatibilizar-se com o projeto de regularização fundiária e conter, no mínimo, os seguintes elementos: (Revogado pela Medida Provisória nº 759, de 2016)
§ 2o O estudo técnico referido no § 1o deverá ser elaborado por profissional legalmente habilitado, compatibilizar-se com o projeto de regularização fundiária e conter, no mínimo, os seguintes elementos:
(Revogado pela Medida Provisória nº 759, de 2016)
(Revogado pela Medida Provisória nº 759, de 2016)
(Revogado pela Lei nº 13.465, de 2017)
(Revogado pela Lei nº 13.465, de 2017)
I – caracterização da situação ambiental da área a ser regularizada;
I – caracterização da situação ambiental da área a ser regularizada;
(Revogado pela Medida Provisória nº 759, de 2016)
(Revogado pela Medida Provisória nº 759, de 2016)
(Revogado pela Lei nº 13.465, de 2017)
(Revogado pela Lei nº 13.465, de 2017)
II – especificação dos sistemas de saneamento básico;
II – especificação dos sistemas de saneamento básico;
(Revogado pela Medida Provisória nº 759, de 2016)
(Revogado pela Medida Provisória nº 759, de 2016)
(Revogado pela Lei nº 13.465, de 2017)
(Revogado pela Lei nº 13.465, de 2017)
III – proposição de intervenções para o controle de riscos geotécnicos e de inundações;
III – proposição de intervenções para o controle de riscos geotécnicos e de inundações;
(Revogado pela Medida Provisória nº 759, de 2016)
(Revogado pela Medida Provisória nº 759, de 2016)
(Revogado pela Lei nº 13.465, de 2017)
(Revogado pela Lei nº 13.465, de 2017)
IV – recuperação de áreas degradadas e daquelas não passíveis de regularização;
IV – recuperação de áreas degradadas e daquelas não passíveis de regularização;
(Revogado pela Medida Provisória nº 759, de 2016)
(Revogado pela Medida Provisória nº 759, de 2016)
(Revogado pela Lei nº 13.465, de 2017)
(Revogado pela Lei nº 13.465, de 2017)
V – comprovação da melhoria das condições de sustentabilidade urbano-ambiental, considerados o uso adequado dos recursos hídricos e a proteção das unidades de conservação, quando for o caso;
V – comprovação da melhoria das condições de sustentabilidade urbano-ambiental, considerados o uso adequado dos recursos hídricos e a proteção das unidades de conservação, quando for o caso;
(Revogado pela Medida Provisória nº 759, de 2016)
(Revogado pela Medida Provisória nº 759, de 2016)
(Revogado pela Lei nº 13.465, de 2017)
(Revogado pela Lei nº 13.465, de 2017)
VI – comprovação da melhoria da habitabilidade dos moradores propiciada pela regularização proposta; e (Revogado pela Medida Provisória nº 759, de 2016)
(Revogado)
VI – comprovação da melhoria da habitabilidade dos moradores propiciada pela regularização proposta; e (Revogado pela Medida Provisória nº 759, de 2016)
(Revogado pela Lei nº 13.465, de 2017)
(Revogado pela Lei nº 13.465, de 2017)
VII – garantia de acesso público às praias e aos corpos d´água, quando for o caso.
VII – garantia de acesso público às praias e aos corpos d´água, quando for o caso.
(Revogado pela Medida Provisória nº 759, de 2016)
(Revogado pela Lei nº 13.465, de 2017)
(Revogado pela Lei nº 13.465, de 2017)
§ 3o A regularização fundiária de interesse social em áreas de preservação permanente poderá ser admitida pelos Estados, na forma estabelecida nos §§ 1o e 2o deste artigo, na hipótese de o Município não ser competente para o licenciamento ambiental correspondente. (Incluído pela Medida Provisória nº 514, de 2010)
(Revogado)
§ 3o A regularização fundiária de interesse social em áreas de preservação permanente poderá ser admitida pelos Estados, na forma estabelecida nos §§ 1o e 2o deste artigo, na hipótese de o Município não ser competente para o licenciamento ambiental correspondente. (Incluído pela Medida Provisória nº 514, de 2010)
(Revogado pela Medida Provisória nº 759, de 2016)
(Revogado pela Medida Provisória nº 759, de 2016)
(Revogado pela Lei nº 13.465, de 2017)
(Revogado pela Lei nº 13.465, de 2017)
§ 3º A regularização fundiária de interesse social em áreas de preservação permanente poderá ser admitida pelos Estados, na forma estabelecida nos §§ 1o e 2o deste artigo, na hipótese de o Município não ser competente para o licenciamento ambiental correspondente, mantida a exigência de licenciamento urbanístico pelo Município. (Incluído único pela Lei nº 12.424, de 2011)
(Revogado)
§ 3º A regularização fundiária de interesse social em áreas de preservação permanente poderá ser admitida pelos Estados, na forma estabelecida nos §§ 1o e 2o deste artigo, na hipótese de o Município não ser competente para o licenciamento ambiental correspondente, mantida a exigência de licenciamento urbanístico pelo Município. (Incluído único pela Lei nº 12.424, de 2011)
(Revogado pela Medida Provisória nº 759, de 2016)
(Revogado pela Medida Provisória nº 759, de 2016)
(Revogado pela Lei nº 13.465, de 2017)
(Revogado pela Lei nº 13.465, de 2017)

Tribunal de Justiça de Santa Catarina TJ-SC - Apelação : APL 0309962-36.2017.8.24.0033 Tribunal de Justiça de Santa Catarina 0309962-36.2017.8.24.0033

Apelação Nº 0309962-36.2017.8.24.0033/SC RELATOR: Desembargador PAULO HENRIQUE MORITZ MARTINS DA SILVA APELANTE: MUNICÍPIO DE ITAJAÍ/SC (RÉU) APELADO: HERCULES MARTINS PINTO (AUTOR) APELADO: VERONICA…

Tribunal de Justiça de Santa Catarina TJ-SC - Apelação : APL 0305378-77.2018.8.24.0036 Tribunal de Justiça de Santa Catarina 0305378-77.2018.8.24.0036

Apelação Nº 0305378-77.2018.8.24.0036/SC RELATOR: Desembargador CARLOS ADILSON SILVA APELANTE: MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE SANTA CATARINA (MP) APELADO: CLARICE KAISEKAMP (REQUERENTE) APELADO:…

Tribunal de Justiça de Santa Catarina TJ-SC - Apelação : APL 0300845-52.2016.8.24.0034 Tribunal de Justiça de Santa Catarina 0300845-52.2016.8.24.0034

Apelação Nº 0300845-52.2016.8.24.0034/SC RELATOR: Desembargador JAIME RAMOS APELANTE: CLARICE DE OLIVEIRA (REQUERENTE) APELANTE: VOLMIR WELTER (REQUERENTE) APELANTE: VANESSA SALES (REQUERENTE)…

Tribunal de Justiça de Santa Catarina TJ-SC - Apelação : APL 0300381-91.2017.8.24.0034 Tribunal de Justiça de Santa Catarina 0300381-91.2017.8.24.0034

Apelação Nº 0300381-91.2017.8.24.0034/SC RELATOR: Desembargador CARLOS ADILSON SILVA APELANTE: MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE SANTA CATARINA (MP) APELADO: JOSEANE SPIES (REQUERENTE) APELADO: MARIA…

Tribunal de Justiça de Santa Catarina TJ-SC - Apelação : APL 0006665-44.2014.8.24.0019 Tribunal de Justiça de Santa Catarina 0006665-44.2014.8.24.0019

Apelação Nº 0006665-44.2014.8.24.0019/SC RELATOR: Desembargador ARTUR JENICHEN FILHO APELANTE: ALCIR ROSA DA SILVA APELANTE: ENIO LUIZ FERREIRA APELANTE: MARIA FERREIRA APELANTE: LENI DE ALMEIDA…

Tribunal de Justiça de Santa Catarina TJ-SC - Apelação : APL 0304332-80.2015.8.24.0061 Tribunal de Justiça de Santa Catarina 0304332-80.2015.8.24.0061

Apelação Nº 0304332-80.2015.8.24.0061/SC RELATOR: Desembargador JAIME RAMOS APELANTE: MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE SANTA CATARINA APELADO: VLADINEI VOLSTEIN APELADO: GILMAR ZIMMERMANN APELADO:…

Tribunal de Justiça de São Paulo TJ-SP - Apelação Cível : AC 1001669-66.2017.8.26.0587 SP 1001669-66.2017.8.26.0587

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SAO PAULO Registro: 2021.0000352191 ACÓRDAO Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação Cível nº 1001669-66.2017.8.26.0587, da Comarca de…

Tribunal de Justiça de Santa Catarina TJ-SC - Apelação : APL 0302647-67.2015.8.24.0019 Tribunal de Justiça de Santa Catarina 0302647-67.2015.8.24.0019

Apelação Nº 0302647-67.2015.8.24.0019/SC RELATOR: Desembargador ARTUR JENICHEN FILHO APELANTE: MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE SANTA CATARINA APELADO: LUIS CARLOS ARRUDA JUNIOR APELADO: DEFENDI…

Tribunal de Justiça de Santa Catarina TJ-SC - Apelação : APL 0306060-66.2017.8.24.0036 Tribunal de Justiça de Santa Catarina 0306060-66.2017.8.24.0036

Apelação Nº 0306060-66.2017.8.24.0036/SC RELATOR: Desembargador JAIME RAMOS APELANTE: MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE SANTA CATARINA APELADO: IRACI LAZZARETTI DA SILVA APELADO: JOAO FELIPE RODRIGUES…

Tribunal de Justiça de Santa Catarina TJ-SC - Apelação : APL 0301021-67.2015.8.24.0001 Tribunal de Justiça de Santa Catarina 0301021-67.2015.8.24.0001

Apelação Nº 0301021-67.2015.8.24.0001/SC RELATORA: Desembargadora VERA LÚCIA FERREIRA COPETTI APELANTE: ANTONIO ROQUE VAZ (REQUERENTE) ADVOGADO: ODAIR ROBERTO LIPPERT (OAB SC046464) APELANTE: ZENILDE…

Termo ou Assunto relacionado