Carregando...
Jusbrasil - Tópicos
24 de novembro de 2017
Código de Ética e Disciplina da OAB

Código de Ética e Disciplina da OAB

Adicione uma descrição a este tópico. Editar

caracteres restantes

Cancelar
O sigilo profissional do Advogado

O sigilo profissional do Advogado O sigilo profissional do Advogado O Código de Ética e Disciplina da OAB.... Assim nos deparamos com o disposto no Código de Ética e disciplina da OAB. De fato, a publicidade voltada para as massas... rápida, e o disposto no Código de Ética e Disciplina da OAB. Isso gera uma incerteza, ...

Ética na Advocacia

para com os colegas, respeito à lei, e aos princípios enumerados no Código de Ética do Estatuto da Ordem dos Advogados..., parágrafo único, inciso VI, do Código de Ética, diz que, “ São deveres do advogado: estimular a conciliação... sob o seu patrocínio ou de um colega. Nesse sentido, o art. 33, inciso II, do Código ...

Comentários das questões de Ética – XXIV Exame de Ordem – OAB

: O Código de Ética e Disciplina veda veementemente ao advogado responder com habitualidade a consulta sobre matéria...Comentários das questões de Ética – XXIV Exame de OrdemOAB * Texto retirado do blog Jus In Pauta Olá, pessoal... notório conhecedor das normas procedimentais e disciplinares do Estatuto da Advocacia...

TIKAL TECH

TIKAL TECH -

Guia de marketing jurídico para bacharéis e estudantes de Direito

O mercado jurídico no Brasil é muito competitivo por diversos fatores (crise econômica, escândalos políticos, muitos profissionais em formação e por aí vai), o que acaba dificultando a entrada no

Por que você não consegue prospectar clientes na advocacia?

Para prospectar clientes na advocacia de forma efetiva, o advogado precisa de uma boa dose de estratégia e perspicácia. Como o Código de Ética e Disciplina da OAB impõe uma série de limites às

Walmor Salgueiro

Walmor Salgueiro -

Advocacia Pro Bono no Código de Ética e Disciplina da OAB

   Considera-se Advocacia Pro Bono aquela "prestação gratuita, eventual e voluntária de serviços jurídicos" sempre levando-se em conta que o beneficiário não possui recursos suficientes para

Como o inbound marketing pode ser aplicado à advocacia?

Inbound marketing é uma nova estratégia de marketing digital jurídico que faz a gestão do ciclo de vida do cliente, da fase ATRAIR até a fase de RECONQUISTA de um ex-cliente. É um conjunto de ações

Alessandra Strazzi

Alessandra Strazzi -

Blog de Direito - 7 Dicas da Alê para um blog jurídico de Sucesso

Prezados colegas advogados, olá! Há tempos vinha querendo atualizar este artigo e republicá-lo, pois sei que muitos advogados gostariam de iniciar um blog de direito. Como muitos sabem, eu amo

Preparatório 1ª etapa da OAB - Módulo Estatuto Advocacia e Direito Público

Sobre o Curso O curso Preparatório para a 1ª fase da OAB oferece videoaulas focadas na resolução de questões de provas anteriores com abordagem dos pontos do conteúdo que tem sido mais cobrados nas

OAB discutirá no conselho penitenciário situação de advogado preso

A seccional paulista da Ordem dos Advogados do Brasil e o conselho penitenciário estadual discutirão, nesta terça-feira (17/10), as condições oferecidas a advogados presos. A OAB-SP será representada

Resultados da busca Jusbrasil para "Código de Ética e Disciplina da OAB"

STJ - RECURSO ESPECIAL REsp 705269 SP 2004/0166580-2 (STJ)

Data de publicação: 05/05/2008

Ementa: PROCESSO CIVIL. PROCEDIMENTO SUMÁRIO. AUDIÊNCIA DE CONCILIAÇÃO E JULGAMENTO. COMPARECIMENTO PESSOAL DO AUTOR. COISA JULGADA. EXTINÇÃO DO PROCESSO. IMPOSSIBILIDADE. REALIZAÇÃO DE NOVA AUDIÊNCIA. ART. 23 DO CÓDIGO DE ÉTICA E DISCIPLINA DA OAB. INAPLICABILIDADE. 1. A teor do disposto no art. 277 , § 3º , do CPC , na audiência de conciliação e julgamento promovida no procedimento sumário, a parte autora não necessita comparecer pessoalmente, sendo bastante a presença de seu advogado dotado de poderes expressos para transigir. 2. Em respeito ao postulado do respeito à coisa julgado, não mais pode ser revista no julgamento da apelação a matéria decidida pelo Tribunal a quo em sede de agravo de instrumento. 3. As disposições inscritas no art. 38 do CPC , com a redação dada pela Lei nº 8.952 /1994, não exigem o reconhecimento da firma do outorgante na hipótese de concessão poderes gerais ou especiais para o foro. Precedentes. 4. Em não havendo o comparecimento pessoal do autor na audiência de conciliação no procedimento sumário, deve o magistrado, ao invés de extinguir o feito, determinar a realização de nova audiência com base no disposto no art. 331 , §§ 1º e 2º , do CPC . 5. As disposições inscritas no art. 23 do Código de Ética e Disciplina da OAB – regulamento destinado a firmar as normas de conduta dos advogados, sobretudo no âmbito no âmbito administrativo da OAB –, não tem o condão de afastar a possibilidade prevista na legislação processual civil de regência ( CPC , art. 267 , § 3º , do CPC ) de autor fazer-se representar pelo seu patrono. 6. Recurso parcialmente conhecido e provido

STJ - RECURSO ESPECIAL REsp 705269 SP 2004/0166580-2 (STJ)

Data de publicação: 05/05/2008

Ementa: PROCESSO CIVIL. PROCEDIMENTO SUMÁRIO. AUDIÊNCIA DE CONCILIAÇÃO E JULGAMENTO. COMPARECIMENTO PESSOAL DO AUTOR. COISA JULGADA. EXTINÇÃO DO PROCESSO. IMPOSSIBILIDADE. REALIZAÇÃO DE NOVA AUDIÊNCIA. ART. 23 DO CÓDIGO DE ÉTICA E DISCIPLINA DA OAB. INAPLICABILIDADE. 1. A teor do disposto no art. 277 , § 3º , do CPC , na audiência de conciliação e julgamento promovida no procedimento sumário, a parte autora não necessita comparecer pessoalmente, sendo bastante a presença de seu advogado dotado de poderes expressos para transigir. 2. Em respeito ao postulado do respeito à coisa julgado, não mais pode ser revista no julgamento da apelação a matéria decidida pelo Tribunal a quo em sede de agravo de instrumento. 3. As disposições inscritas no art. 38 do CPC , com a redação dada pela Lei nº 8.952 /1994, não exigem o reconhecimento da firma do outorgante na hipótese de concessão poderes gerais ou especiais para o foro. Precedentes. 4. Em não havendo o comparecimento pessoal do autor na audiência de conciliação no procedimento sumário, deve o magistrado, ao invés de extinguir o feito, determinar a realização de nova audiência com base no disposto no art. 331 , §§ 1º e 2º , do CPC . 5. As disposições inscritas no art. 23 do Código de Ética e Disciplina da OAB – regulamento destinado a firmar as normas de conduta dos advogados, sobretudo no âmbito no âmbito administrativo da OAB –, não tem o condão de afastar a possibilidade prevista na legislação processual civil de regência ( CPC , art. 267 , § 3º , do CPC ) de autor fazer-se representar pelo seu patrono. 6. Recurso parcialmente conhecido e provido.

Encontrado em: CET:****** ANO:1995 ART :00023 CÓDIGO DE ÉTICA E DISCIPLINA DA OAB LJE-95 LEG:FED LEI: 009099... ED ., FLORIANÓPOLIS, OAB/SC, 2006, P. 213.. SÉRGIO SAHIONE FADEL CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL COMENTADO,... DE 1973 LEG:FED LEI: 008952 ANO:1994 CEDA-95 LEG:FED CET:****** ANO:1995 ART :00023 CÓDIGO DE ÉTICA...

TJ-RS - Recurso Cível 71003234788 RS (TJ-RS)

Data de publicação: 14/05/2012

Ementa: AÇÃO DE RESSARCIMENTO. AUSÊNCIA DE CONTRATO ESCRITO RELATIVO A HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS. DESATENDIMENTO DO CÓDIGO DE ÉTICA E DISCIPLINA DA OAB . IMPOSSIBILIDADE DE RETENÇÃO DE VALOR RECEBIDO POR MEIO DE ALVARÁ JUDICIAL, PERTENCENTE À PARTE. DEVIDA A RESTITUIÇÃO. NECESSIDADE DE ARBITRAMENTO DE HONORÁRIOS EM AÇÃO PRÓPRIA NO JUÍZO COMUM. INCOMPETÊNCIA DO JUIZADO. NECESSIDADE DE PROVA PERICIAL. RECUSO IMPROVIDO. (Recurso Cível Nº 71003234788, Segunda Turma Recursal Cível, Turmas Recursais, Relator: Alexandre de Souza Costa Pacheco, Julgado em 09/05/2012)

×