Artigo 33 da Lei nº 12.305 de 02 de Agosto de 2010

Lei nº 12.305 de 02 de Agosto de 2010

Art. 33. São obrigados a estruturar e implementar sistemas de logística reversa, mediante retorno dos produtos após o uso pelo consumidor, de forma independente do serviço público de limpeza urbana e de manejo dos resíduos sólidos, os fabricantes, importadores, distribuidores e comerciantes de: (Regulamento)
I - agrotóxicos, seus resíduos e embalagens, assim como outros produtos cuja embalagem, após o uso, constitua resíduo perigoso, observadas as regras de gerenciamento de resíduos perigosos previstas em lei ou regulamento, em normas estabelecidas pelos órgãos do Sisnama, do SNVS e do Suasa, ou em normas técnicas;
II - pilhas e baterias;
III - pneus;
IV - óleos lubrificantes, seus resíduos e embalagens;
V - lâmpadas fluorescentes, de vapor de sódio e mercúrio e de luz mista;
VI - produtos eletroeletrônicos e seus componentes.
§ 1o Na forma do disposto em regulamento ou em acordos setoriais e termos de compromisso firmados entre o poder público e o setor empresarial, os sistemas previstos no caput serão estendidos a produtos comercializados em embalagens plásticas, metálicas ou de vidro, e aos demais produtos e embalagens, considerando, prioritariamente, o grau e a extensão do impacto à saúde pública e ao meio ambiente dos resíduos gerados.
§ 2o A definição dos produtos e embalagens a que se refere o § 1o considerará a viabilidade técnica e econômica da logística reversa, bem como o grau e a extensão do impacto à saúde pública e ao meio ambiente dos resíduos gerados.
§ 3o Sem prejuízo de exigências específicas fixadas em lei ou regulamento, em normas estabelecidas pelos órgãos do Sisnama e do SNVS, ou em acordos setoriais e termos de compromisso firmados entre o poder público e o setor empresarial, cabe aos fabricantes, importadores, distribuidores e comerciantes dos produtos a que se referem os incisos II, III, V e VI ou dos produtos e embalagens a que se referem os incisos I e IV do caput e o § 1o tomar todas as medidas necessárias para assegurar a implementação e operacionalização do sistema de logística reversa sob seu encargo, consoante o estabelecido neste artigo, podendo, entre outras medidas:
I - implantar procedimentos de compra de produtos ou embalagens usados;
II - disponibilizar postos de entrega de resíduos reutilizáveis e recicláveis;
III - atuar em parceria com cooperativas ou outras formas de associação de catadores de materiais reutilizáveis e recicláveis, nos casos de que trata o § 1o.
§ 4o Os consumidores deverão efetuar a devolução após o uso, aos comerciantes ou distribuidores, dos produtos e das embalagens a que se referem os incisos I a VI do caput, e de outros produtos ou embalagens objeto de logística reversa, na forma do § 1o.
§ 5o Os comerciantes e distribuidores deverão efetuar a devolução aos fabricantes ou aos importadores dos produtos e embalagens reunidos ou devolvidos na forma dos §§ 3o e 4o.
§ 6o Os fabricantes e os importadores darão destinação ambientalmente adequada aos produtos e às embalagens reunidos ou devolvidos, sendo o rejeito encaminhado para a disposição final ambientalmente adequada, na forma estabelecida pelo órgão competente do Sisnama e, se houver, pelo plano municipal de gestão integrada de resíduos sólidos.
§ 7o Se o titular do serviço público de limpeza urbana e de manejo de resíduos sólidos, por acordo setorial ou termo de compromisso firmado com o setor empresarial, encarregar-se de atividades de responsabilidade dos fabricantes, importadores, distribuidores e comerciantes nos sistemas de logística reversa dos produtos e embalagens a que se refere este artigo, as ações do poder público serão devidamente remuneradas, na forma previamente acordada entre as partes.
§ 8o Com exceção dos consumidores, todos os participantes dos sistemas de logística reversa manterão atualizadas e disponíveis ao órgão municipal competente e a outras autoridades informações completas sobre a realização das ações sob sua responsabilidade.

Andamento do Processo n. 0010260-89.2023.5.03.0142 - ATOrd - 26/02/2024 do TRT-3

Processo Nº ATOrd-0010260-89.2023.5.03.0142 AUTOR WILLIAM ARAUJO DE OLIVEIRA ADVOGADO MAGNO AZEVEDO RODRIGUES (OAB: 109707/MG) RÉU NEMAK ALUMINIO DO BRASIL LTDA ADVOGADO SERGIO CARNEIRO ROSI (OAB:…

Andamento do Processo n. 0010260-89.2023.5.03.0142 - ATOrd - 26/02/2024 do TRT-3

Processo Nº ATOrd-0010260-89.2023.5.03.0142 AUTOR WILLIAM ARAUJO DE OLIVEIRA ADVOGADO MAGNO AZEVEDO RODRIGUES (OAB: 109707/MG) RÉU NEMAK ALUMINIO DO BRASIL LTDA ADVOGADO SERGIO CARNEIRO ROSI (OAB:…

Página 6948 da Judiciário do Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região (TRT-3) de 26 de Fevereiro de 2024

das atividades do Reclamante, das informações recebidas e documentos apresentados, pela caracterização da periculosidade e da insalubridade. O perito concluiu que (f. 955): “ 13. CONCLUSÃO O…
0
0

Página 6958 da Judiciário do Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região (TRT-3) de 26 de Fevereiro de 2024

das máquinas, com contato com óleo mineral durante a manutenção das máquinas, bem assim que, em análise das fichas de EPIs do Reclamante, não se verificou o fornecimento de luvas impermeáveis,…
0
0

Página 3902 do Superior Tribunal de Justiça (STJ) de 20 de Fevereiro de 2024

AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL Nº 2394357 - PR (2023/XXXXX-0) RELATOR : MINISTRO MAURO CAMPBELL MARQUES AGRAVANTE : MUNICIPIO DE LONDRINA PROCURADOR : FABIO CESAR TEIXEIRA - PR037041 AGRAVADO :…
0
0

Página 3903 do Superior Tribunal de Justiça (STJ) de 20 de Fevereiro de 2024

666/668. Insurge-se o agravante contra essa decisão afirmando que, ao contrário do que supõe a origem, o recurso especial reúne condições de processamento. É o relatório. Decido. Presentes os…
0
0

Publicação do processo nº 2023/0203912-0 - Disponibilizado em 20/02/2024 - STJ

AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL Nº 2394357 - PR (2023/0203912-0) RELATOR : MINISTRO MAURO CAMPBELL MARQUES AGRAVANTE : MUNICIPIO DE LONDRINA PROCURADOR : FABIO CESAR TEIXEIRA - PR037041 AGRAVADO :…

Página 14 da Poder Legislativo do Diário Oficial do Estado de Pernambuco (DOEPE) de 7 de Fevereiro de 2024

DIÁRIO OFICIAL DE - 02/02/2024 APROVADO(A) Discussão Única da Indicação nº 5173/2024 Autor: Dep. Jarbas Filho Apelo à Governadora do Estado e à Secretária do Desenvolvimento Agrário, Agricultura,…
0
0

Página 7 da Poder Legislativo do Diário Oficial do Estado de Pernambuco (DOEPE) de 6 de Fevereiro de 2024

Apelo à Governadora do Estado e ao Secretário de Defesa Social de Pernambuco no sentido de designar em caráter de urgência, um delegado titular, um escrivão e um comissário para delegacia do…
0
0

Página 259 do Associação dos Municípios do Mato Grosso do Sul (ASSOMASUL) de 1 de Fevereiro de 2024

5.21.1 POLÍGONO I PASSEIOS ECOLÓGICOS TERRESTRES COM FINS COMERCIAIS (Ex: TRILHAS, CAVALGADA, QUADRICICLO). “EM ÁREA RURAL” LIO CA / PGR / MGP / Mapa georeferenciado identificando percurso e/ou área…
0
0