Sociologia Criminal

Ciência desenvolvida por Ferri explica a correlação crime-sociedade. Sustenta a influência do ambiente social na gênese da criminalidade e lhe confere predominância relativamente aos demais fatores. Esse autor, em sua classificação de criminosos, como fizera Lombroso, inclui a categoria do criminoso nato, entretanto, fez questão de frisar que, inobstante as características somático-psíquicas, se a pessoa vivesse em ambiente sadio, poderia passar toda a vida sem incidir na esfera criminal. Ao contrário, apesar de ausência de tendências físicas para a delinqüência, o indivíduo cometeria crimes, ou porque pertencesse a um ambiente de marginais, ou por confluência eventual de certos fatores, como aconteceria com o criminoso ocasional.

Livro - Dos Delitos e das Penas - Resenha Criminal 02

, assim como aos estudantes de criminologia e da sociologia criminal. Tendo linguagem acessível e conhecimento essencial...Livro - Dos Delitos e das Penas - Resenha Criminal 02  Quando a sociedade …

O direito como extensão histórica e social

originalmente no site Sala Criminal: http://www.salacriminal.com/ O direito como extensão histórica e social...

A Teoria do Etiquetamento Social ou Labeling Approach e o seletivo sistema de controle penal

a criminologia tradicional da sociologia criminal são estudos acerca o interacionismo simbólico e como os processos.... Esta seleção se chama criminalização.” [39] BARATTA entende que os estudos da …

Criminologia Crítica

da criminalidade, não dispondo de meios de combatê-la, apenas funcionando como selecionadora de sua clientela habitual nas classes... dos. Teoria da pena: fundamentos políticos de aplicação …
Direito Fasipe, Estudante de Direito
há 2 meses

Criminalização da Homofobia

O STF decidiu no dia 13 de junho de 2019, por 8 votos a 3, permitir a criminalização da homofobia e da transgenia. O Supremo atendeu parcialmente as ações apresentadas pelo antigo partido PPS, junto…
Carina Rosa, Estudante de Direito
há 4 meses

Direito & Controle Social na ótica foucaultiana

Focault em sua obra " a verdade e as formas jurídicas " aborda como se formam os domínios de saber (novos objetos, novos conceitos, novas técnicas, formas totalmente novas de sujeitos e sujeitos de…

Fim da prisão em segunda instância. Mais uma decisão histórica do STF.

A imagem acima não deixa qualquer dúvida sobre o meu artigo Como amar ou odiar os ministros do STF, advogados, jornalistas e a própria CRFB de 1988 . Outros dois artigos, também de minha autoria,…

Justiça o lado moral na internet — Parte XVII. Rodrigo Janot versus Gilmar Mendes

Imagens das redes sociais A primeira imagem é uma montagem. A imagem real é da ativista Greta Thunberg em defesa do meio ambiente. Como nessa montagem, de Janot apontando armar de fogo para Gilmar…

Crime, arte e literatura: entrevista com Iverson Kech Ferreira

Por Redação A equipe de redação do Canal Ciências Criminais recebe hoje o advogado e professor Iverson Kech Ferreira. Na entrevista, Iverson fala um pouco sobre seu livro Crime, Arte e Literatura,…

A Criminalidade em Barra Mansa

Passaremos a abordar a questão da Criminologia através das escolas norteadoras dos procedimentos adotados em Segurança Pública. A princípio nesta abordagem nos deparamos com a Escola Pré-clássica que…
Resultados da busca Jusbrasil para "Sociologia Criminal"
Sociologia criminal
Definições16/04/2009Jb
Ciência desenvolvida por Ferri explica a correlação crime-sociedade. Sustenta a influência do ambiente social na gênese da criminalidade e lhe confere predominância relativamente aos demais fatores. Esse autor, em sua classificação de criminosos, como fizera Lombroso, inclui a categoria do criminoso nato, entretanto, fez questão de frisar que, inobstante as características somático-psíquicas, se a pessoa vivesse em ambiente sadio, poderia passar toda a vida sem incidir na esfera criminal. Ao con...
Módulo Tópicos em Sociologia Criminal é apresentado na ESMP
O professor Bruno da Silva Azevedo deu início, na manhã de quinta-feira, 29, ao módulo "Tópicos em Sociologia Criminal", na Escola Superior do Ministério Público (ESMP). Na primeira parte, o expositor, mestre em Antropologia, tratou do indivíduo no interior das instituições criminais, tendo como referência principal os estudos do sociólogo estadunidense Erving Goffman, autor de "Manicômios, Prisões e Conventos". "Certas instituições excluem o indivíduo de um contato social mais amplo, criando um...
Modelos Sociológicos (Sociologia Criminal) - Parte XVII
Notícias19/07/2008Rede de Ensino Luiz Flávio Gomes
/W3C//DTD HTML 4.01 Transitional//EN""http://www.w3.org/TR/html4/loose.dtd"> if (document.getElementById){ document.write ('\n') document.write ('.dropcontent {display:none;>\n') document.write ('\n') > function abre_fecha (n,menu) { var troca = (document.getElementsByName (menu)[n].style.display == 'inline')?1:0; for (x=0;x LFG - Modelos Sociológicos (Sociologia Criminal) - Parte XVII var cleared = 0; function clearField (field) { if (cleared != 1) { field.value =" " cleared = 1 > else { cleare...
O crime de colarinho branco sob o ponto de vista da sociologia criminal
Artigos31/08/2015Pedro
Artigo apresentado como atividade da disciplina de Criminologia para o 1º Semestre de Direito da UNIC Sinop. Assista ao vídeo com o resumo deste artigo: http://pedro-araujo.com/v6/?p=1546 Introdução A definição do que é “crime de colarinho branco” não é totalmente precisa, embora sua ideia esteja diretamente ligada a crimes de ordem econômica e política, em sua maioria, cometidos por integrantes das parcelas de nosso organograma social que detêm o poder nestas áreas. Do ponto de vista da sociolo...
Alessandro Baratta e a Criminologia Crítica e Crítica do Direito Penal: Introdução à Sociologia do Direito Penal
Baratta define a Sociologia Jurídica e a diferencia da Sociologia Jurídica Penal, trazendo a ideia de uma Sociologia Criminal que vem a desmistificar as análises realizadas ao longo do tempo pela criminologia, observando o comportamento desviante, sua gênese e sua função dentro da estrutura social. Iverson Kech Ferreira Com apresentação de Nillo Batista e prefácio de Juarez Cirino dos Santos, a obra surgiu para complementar uma lacuna que gera parte da crise do direito penal e criminal. A crimin...
DOERJ 07/08/2013 - Pág. 24 - Poder Executivo - Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro
Diários Oficiais07/08/2013Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro
NOÇÕES DE DIREITO ADMINISTRATIVO      NOME  PONTOS  FRANCIMAR DA SILVA TOLEDO  115  ADRIALVARO JORGE DO NASCIMENTO  50  NOÇÕES DE DIREITO CONSTITUCIONAL      NOME  PONTOS  FRANCIMAR DA SILVA TOLEDO  115  ADRIALVARO JORGE DO NASCIMENTO  50  ORDEM UNIDA      NOME  PONTOS  RAFAEL COUTO PATRICIO  95  DERNIVAL GOMES PAIXAO  55  FLAVIO CASTRO MENEZES  55  WALLACE FERREIRA LIMA  50  POLÍCIA COMUNITÁRIA      NOME  PONTOS  ALEXANDRE LEITE ALVES  60  POLICIAMENTO OSTENSIVO      NOME  PONTOS  ALEXANDRE LEI
00005277420158260535 SP 0000527-74.2015.8.26.0535 (TJ-SP)
Jurisprudência20/03/2018Tribunal de Justiça de São Paulo
Ementa: Legítimo é o argumento judicial que, escorado em escólio da Sociologia Criminal, apõe maior gravidade concreta à receptação de veículos, pelas consequências deletérias envolvendo bens de alto valor patrimonial. Contudo, a mera existência de processo-crime ainda em curso não pode ser invocada como parte das justificativas para o incremento punitivo. Inteligência da Súmula nº 444 do C. STJ. Primariedade. Presunção de não culpabilidade. Parcial provimento ao recurso para redução da pena inicial (fração de aumento fixada em 1/6), com deferimento do pedido de substituição da pena corporal por penas restritivas de direitos, porque ainda presentes os requisitos legais do art. 44 do CP . Parcialmente provido.
Agravo de Execução Penal EP 00646567820148260000 SP 0064656-78.2014.8.26.0000 (TJ-SP)
Jurisprudência03/03/2015Tribunal de Justiça de São Paulo
Ementa: Fatos devidamente comprovados pelos agentes de segurança penitenciária Admissão dos fatos pelo recluso Falta grave caracterizada Insuficiência de provas Inadmissibilidade O acervo probatório mostra-se suficiente à comprovação da falta disciplinar, sendo válido o argumento de experiência (quod plerumque accidit) e de sociologia criminal, os quais demonstram o estreito liame entre tais condutas e o uso dos fios soltos para improvisar carregadores de celulares. 2) Marco interruptivo para obtenção de benefícios Efeito ex lege inderrogável Princípio da isonomia que busca privilegiar os sentenciados que se conformam à disciplina penitenciária e ao processo de ressocialização Precedentes jurisprudenciais, inclusive perante o C. STJ. Regressão ao regime fechado de rigor Inteligência do artigo 118 , I , da Lei nº 7.210 /84. 3) Dias remidos Subtração à fração de 1/3 (um terço) Decisão de 1º grau adequadamente justificada com base nas peculiaridades do caso concreto Princípio do livre convencimento motivado. Recurso desprovido, rejeitados, ainda, os pedidos subsidiários.
Modelos Sociológicos (Sociologia Criminal) - Parte XXI
Notícias05/08/2008Rede de Ensino Luiz Flávio Gomes
Visando a divulgar a moderna Criminologia no Brasil, passamos a publicar nesta seção alguns trechos do livro Criminologia, de autoria de Antonio García-Pablos de Molina e do Dr. Luiz Flávio Gomes (5.ed.rev. e atual.- São Paulo: Revista dos Tribinais, 2007. b) Tipologias "versus" carreiras criminais . O paradigma das carreiras criminais tem um caráter marcadamente empírico[ 302 ] que, em princípio, o torna compatível com distintas perspectivas teóricas e encontra especial projeção no âmbito do tr...
Apelação APL 00095541820148260050 SP 0009554-18.2014.8.26.0050 (TJ-SP)
Jurisprudência18/05/2015Tribunal de Justiça de São Paulo
Ementa: APELAÇÃO CRIMINAL. Tráfico de drogas e associação para o tráfico. 1) Mérito – Provas - Absolvição – Improcedência – Materialidade delitiva irretorquível e provas orais seguras de envolvimento do réu em atividade de traficância – Apesar da negativa do réu em interrogatório, não há que se falar em injustiça da condenação, quando a versão do acusado resta isolada do acervo probatório colhido na instrução – Policiais militares – Legitimidade nas provas orais colhidas com seus depoimentos – Réu que apresentou versão pouco plausível e sem respaldo no conjunto de provas. Condenação de rigor. 2) Desclassificação – Tipo penal previsto no art. 28 da Lei nº 11.343 /06 – Inviabilidade – A quantidade e a diversidade das drogas (cocaína e maconha), assim como a forma de acondicionamento, jungidas às peculiaridades do caso concreto, mostram claramente que as drogas destinavam-se à mercancia, não ao consumo pessoal – Regras da experiência (quod plerumque accidit) jungidas à sociologia criminal que permitem deduzir pela hipótese de tráfico, não de uso de drogas. 3) Pena corporal – Substituição por penas restritivas de direitos – Impossibilidade – A substituição é, in casu, inadequada, em vista das finalidades da pena, eis que as incursões delitivas iniciais precisam ser reprimidas em vista, sobretudo, da prevenção específica da reprimenda – Presença do redutor do artigo 33 , § 4º , da Lei nº 11.343 /06 que não nulifica a natureza de crime equiparado a hediondo – Inteligência da Súmula nº 512 do C. Superior Tribunal de Justiça. Recurso desprovido, rejeitados, ainda, os pleitos subsidiários.
Buscar mais 7.423 resultados sobre "Sociologia Criminal" na busca Jusbrasil