Andamento do Processo n. 1011742-21.2014.8.26.0032 - Execução de Título Extrajudicial - 16/06/2015 do TJSP

Processo 1011742-21.2014.8.26.0032 - Execução de Título Extrajudicial - Duplicata - Rafael Forti Mareto Me - Wagner Henrique Ribeiro - - Gerson Dias de Carvalho e outro - Vistos. Fls. 93/94: O…
Gm M., Representante Comercial
há 5 anos

Microsoft libera correção para vulnerabilidade do IE e inclui o XP

A Microsoft anunciou há poucas horas que liberou hoje um ajuste (patch) emergencial de segurança para consertar a falha zero-day descoberta há cinco dias em todas as versões do seu navegador de web…
Gm M., Representante Comercial
há 5 anos

Saiba se proteger contra a vulnerabilidade do Internet Explorer

A Microsoft liberou no último sábado (26) um alerta de segurança para informar aos usuários sobre uma vulnerabilidade ( CVE-2014-1776 ) que afeta todas as versões do Internet Explorer (da 6 até a…
Gm M., Representante Comercial
há 6 anos

HP dá mais de US$ 600 mil em prêmios para especialistas em segurança

Os prêmios serão concedidos em um cronograma corrido, com 100 mil dólares para o primeiro a hackear o Chrome ou o IE11 no Windows 8.1. A Zero Day Initiative (ZDI) da HP estabeleceu as regras para o…
Daniel Murta, Advogado
há 7 anos

Opção que protege privacidade de internautas no IE 10 causa polêmica

Se você tem alguma dúvida sobre segurança da informação (antivírus, invasões, cibercrime, roubo de dados, etc), vá até o fim da reportagem e utilize a seção de comentários. A coluna responde…
Resultados da busca Jusbrasil para "Internet Explorer"
Versão do Internet Explorer prejudica visualização do Portal MJ
Notícias08/08/2014Ministério da Justiça
Brasília, 8/8/14 – A Comunidade Plone do Governo informa que a Microsoft lançou uma atualização do IE – Internet Explorer KB927917 que ocasiona erros em todos os portais dos órgãos do governo que utilizam a plataforma Plone. As versões 8 e 9 do Internet Explorer não carregam o layout das páginas, causando problemas na visualização e dando impressão que foi mal construído. As soluções para esse problema são: - Baixar gratuitamente o Internet Explorer 11.0 ou qualquer outro que não seja os mencion...
Saiba se proteger contra a vulnerabilidade do Internet Explorer
Notícias29/04/2014Gm
Falha 0-day permite a execução remota de um código malicioso e controle da máquina (de acordo com os privilégios de usuário da vítima). A Microsoft liberou no último sábado (26) um alerta de segurança para informar aos usuários sobre uma vulnerabilidade ( CVE-2014-1776 ) que afeta todas as versões do Internet Explorer (da 6 até a 11). Esta é uma falha 0-day, ou seja, está atualmente sem correção e ativamente sendo explorada por cibercriminosos. De acordo com a Microsoft, a falha permite a execuç...
Microsoft revela problema no Internet Explorer - Veja navegadores que podem substituí-lo
Notícias28/04/2014Associação dos Magistrados Mineiros
A Microsoft divulgou um alerta neste sábado, 26, de que as versões 6, 7, 8, 9, 10 e 11 do navegador Internet Explorer estão vulneráveis a ataques em função de um problema descoberto recentemente. A empresa afirmou que está tomando providências para solucionar a questão. Veja aqui sete opções de navegadores que podem substituir o Internet Explorer.
Medidas Protetivas Estatuto do Idoso 80122360320188050000 (TJ-BA)
Jurisprudência14/06/2018Tribunal de Justiça do Estado da Bahia
Ementa: PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA BAHIA Primeira Câmara Criminal 1ª Turma Normal 0 21 false false false PT-BR X-NONE X-NONE MicrosoftInternetExplorer4 ORGÃO: 1ª TURMA CRIMINAL - PRIMEIRA CÂMARA CRIMINAL CLASSE: HABEAS CORPUS EUNÁPOLIS PROCESSO: 8012236-03.2018.8.05.0000 IMPETRANTE: DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DA BAHIA PACIENTE: PEDRO ANTONIO DA SILVA NETO IMPETRADO: M.M. JUIZ DE DIREITO DA 1ª VARA CRIME DA COMARCA DE EUNÁPOLIS RELATORA: NARTIR DANTAS WEBER ACORDÃO Normal 0 21 false false false PT-BR X-NONE X-NONE MicrosoftInternetExplorer4 HABEAS CORPUS ¿ ART. 121 , § 2º , INCISOS I E IV , C/C ART. 29 DO CÓDIGO PENAL BRASILEIRO ¿ NECESSIDADE DA CUSTÓDIA CAUTELAR ¿ PRISÃO CALCADA NA GARANTIA DA ORDEM PÚBLICA ¿ PACIENTE ACUSADO DE HOMICÍDIO DUPLAMENTE QUALIFICADO ¿ DELITO SUPOSTAMENTE MOTIVADO PELO CONFLITO ENTRE FACÇÕES CRIMINOSAS ¿ QUALIDADES PESSOAIS SEQUER COMPROVADAS PELA IMPETRANTE - ORDEM DENEGADA. I ¿ Defesa de paciente preso no dia 10/08/2017 acusado da prática de homicídio duplamente qualificado, impetra Habeas Corpus sob alegação de ausência de requisitos para a decretação da prisão preventiva. II ¿ Como facilmente se extrai do decreto preventivo, foi demonstrado fundamento da garantia da ordem pública, evidenciado pela gravidade concreta do delito, supostamente perpetrado em concurso de agentes, mediante emprego de arma de fogo e por motivo torpe, qual seja, o conflito entre organizações criminosas com atuação em Eunápolis. III- As supostas qualidades pessoais favoráveis à soltura tais como primariedade, ocupação lícita e o endereço certo, sequer foram comprovadas pela Impetrante, que sendo Defensora Pública tem a obrigação de instruir a sua peça com a comprovação de suas alegações, ORDEM DENEGADA.
Medidas Protetivas Estatuto do Idoso 80122360320188050000 (TJ-BA)
Jurisprudência20/07/2018Tribunal de Justiça do Estado da Bahia
Ementa: PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA BAHIA Primeira Câmara Criminal 1ª Turma Normal 0 21 false false false PT-BR X-NONE X-NONE MicrosoftInternetExplorer4 ORGÃO: 1ª TURMA CRIMINAL - PRIMEIRA CÂMARA CRIMINAL CLASSE: HABEAS CORPUS EUNÁPOLIS PROCESSO: 8012236-03.2018.8.05.0000 IMPETRANTE: DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DA BAHIA PACIENTE: PEDRO ANTONIO DA SILVA NETO IMPETRADO: M.M. JUIZ DE DIREITO DA 1ª VARA CRIME DA COMARCA DE EUNÁPOLIS RELATORA: NARTIR DANTAS WEBER ACORDÃO Normal 0 21 false false false PT-BR X-NONE X-NONE MicrosoftInternetExplorer4 HABEAS CORPUS ¿ ART. 121 , § 2º , INCISOS I E IV , C/C ART. 29 DO CÓDIGO PENAL BRASILEIRO ¿ NECESSIDADE DA CUSTÓDIA CAUTELAR ¿ PRISÃO CALCADA NA GARANTIA DA ORDEM PÚBLICA ¿ PACIENTE ACUSADO DE HOMICÍDIO DUPLAMENTE QUALIFICADO ¿ DELITO SUPOSTAMENTE MOTIVADO PELO CONFLITO ENTRE FACÇÕES CRIMINOSAS ¿ QUALIDADES PESSOAIS SEQUER COMPROVADAS PELA IMPETRANTE - ORDEM DENEGADA. I ¿ Defesa de paciente preso no dia 10/08/2017 acusado da prática de homicídio duplamente qualificado, impetra Habeas Corpus sob alegação de ausência de requisitos para a decretação da prisão preventiva. II ¿ Como facilmente se extrai do decreto preventivo, foi demonstrado fundamento da garantia da ordem pública, evidenciado pela gravidade concreta do delito, supostamente perpetrado em concurso de agentes, mediante emprego de arma de fogo e por motivo torpe, qual seja, o conflito entre organizações criminosas com atuação em Eunápolis. III- As supostas qualidades pessoais favoráveis à soltura tais como primariedade, ocupação lícita e o endereço certo, sequer foram comprovadas pela Impetrante, que sendo Defensora Pública tem a obrigação de instruir a sua peça com a comprovação de suas alegações, ORDEM DENEGADA.
APELAÇÃO APL 70047359720168220004 RO 7004735-97.2016.822.0004 (TJ-RO)
Jurisprudência03/04/2018Tribunal de Justiça de Rondônia
Ementa: 800x600 Normal 0 21 false false false PT-BR X-NONE X-NONE MicrosoftInternetExplorer4 Recursos de apelação. Improbidade administrativa. Nomeações precárias para o cargo de enfermeira. Detrimento a aprovados em concurso público para o mesmo cargo. Elemento subjetivo. Análise indispensável. Terceiros beneficiados. 1. Não há de ser conhecido apelo que, em descompasso com o que dispõe o art. 932 , III , do CPC , deixou de fundamentar especificamente os tópicos da sentença a merecer reforma. 2. Para que terceiro beneficiado pelo ato tido por ímprobo seja alcançado pelas sanções da LIA , a exemplo do agente público, imperioso que seja apontado o elemento subjetivo. 3. Para efeito de prequestionamento, consideram-se incluídos no acórdão os elementos suscitados. Inteligência do art. 1.025 do CPC . 4. Não se tem como afastar a conduta dolosa de agente político que assume a responsabilidade pelo ato apontado como ímprobo e, quando instado a corrigir o malfeito, persiste no erro e suspende nomeações de aprovados em regular concurso público. 5. O elemento subjetivo necessário para caracterizar a improbidade administrativa é o dolo genérico, ou seja, a vontade de realizar ato que atente contra os princípios da Administração Pública, evidenciando-se ser desnecessária a presença de dolo específico, com a comprovação da intenção do agente. Precedentes do STJ. 6. Recursos não providos.
Medidas Protetivas Estatuto do Idoso 80111708520188050000 (TJ-BA)
Jurisprudência13/06/2018Tribunal de Justiça do Estado da Bahia
Ementa: PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA BAHIA Primeira Câmara Criminal 1ª Turma Normal 0 21 false false false PT-BR X-NONE X-NONE MicrosoftInternetExplorer4 ÓRGÃO: PRIMEIRA TURMA - PRIMEIRA CÂMARA CRIMINAL CLASSE: HABEAS CORPUS ¿ FEIRA DE SANTANA PROCESSOS: 8011170-85.2018.8.05.0000, APENSO AO HC Nº 8012748-83.2018.8.05.0000 IMPETRANTES: THIAGO DA CRUZ SILVA e LARISSA CARREGOSA DE CARVALHO SANTANA PACIENTE: SILVANA DE JESUS IMPETRADO: M.M. JUIZ DE DIREITO DA 1ª VARA DE TÓXICOS DA COMARCA DE FEIRA DE SANTANA RELATORA: JUÍZA EM SUBSTITUIÇÃO NARTIR DANTAS WEBER ACORDÃO Normal 0 21 false false false PT-BR X-NONE X-NONE MicrosoftInternetExplorer4 HABEAS CORPUS ¿ JULGAMENTOS SIMULTÂNEOS ¿ TRÁFICO DE DROGAS - ALEGAÇÃO DE FALTA DE FUNDAMENTAÇÃO NA DECISÃO QUE DECRETOU A PRISÃO PREVENTIVA DA PACIENTE ¿ NECESSIDADE DA CUSTÓDIA CAUTELAR, ANTE A DEMONSTRAÇÃO DE PERSONALIDADE VOLTADA PARA A PRÁTICA DE DELITOS ¿ PRISÃO CALCADA NA GARANTIA DA ORDEM PÚBLICA ¿ PLEITO DE CONCESSÃO DE PRISÃO DOMICILIAR ¿ PACIENTE QUE POSSUI FILHOS COM IDADE INFERIOR A 12 (DOZE) ANOS ¿ INACOLHIMENTO ¿ SITUAÇÃO EXCEPCIONAL - ORDENS DENEGADAS. I ¿ Paciente presa no dia 24/05/2018 acusada de tráfico de drogas, tem em seu favor impetrados 02 (dois) Habeas Corpus sob alegação de ausência de requisitos para a manutenção da custódia cautelar, falta de fundamentação da decisão que aplicou a medida, bem como formulação de pedido de conversão de prisão preventiva em domiciliar, ante a existência de filhos menores de 12 (doze) anos de idade. II - Como facilmente se extrai do decreto preventivo, foi demonstrado fundamento da garantia da ordem pública, evidenciado pela gravidade concreta do delito e pela vida pregressa da paciente, que já havia sido condenada por tráfico e, beneficiada com prisão domiciliar, supostamente voltou a cometer delito da mesma natureza, quando foi presa em flagrante.
Medidas Protetivas Estatuto do Idoso 80111708520188050000 (TJ-BA)
Jurisprudência04/08/2018Tribunal de Justiça do Estado da Bahia
Ementa: PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA BAHIA Primeira Câmara Criminal 1ª Turma Normal 0 21 false false false PT-BR X-NONE X-NONE MicrosoftInternetExplorer4 ÓRGÃO: PRIMEIRA TURMA - PRIMEIRA CÂMARA CRIMINAL CLASSE: HABEAS CORPUS ¿ FEIRA DE SANTANA PROCESSOS: 8011170-85.2018.8.05.0000, APENSO AO HC Nº 8012748-83.2018.8.05.0000 IMPETRANTES: THIAGO DA CRUZ SILVA e LARISSA CARREGOSA DE CARVALHO SANTANA PACIENTE: SILVANA DE JESUS IMPETRADO: M.M. JUIZ DE DIREITO DA 1ª VARA DE TÓXICOS DA COMARCA DE FEIRA DE SANTANA RELATORA: JUÍZA EM SUBSTITUIÇÃO NARTIR DANTAS WEBER ACORDÃO Normal 0 21 false false false PT-BR X-NONE X-NONE MicrosoftInternetExplorer4 HABEAS CORPUS ¿ JULGAMENTOS SIMULTÂNEOS ¿ TRÁFICO DE DROGAS - ALEGAÇÃO DE FALTA DE FUNDAMENTAÇÃO NA DECISÃO QUE DECRETOU A PRISÃO PREVENTIVA DA PACIENTE ¿ NECESSIDADE DA CUSTÓDIA CAUTELAR, ANTE A DEMONSTRAÇÃO DE PERSONALIDADE VOLTADA PARA A PRÁTICA DE DELITOS ¿ PRISÃO CALCADA NA GARANTIA DA ORDEM PÚBLICA ¿ PLEITO DE CONCESSÃO DE PRISÃO DOMICILIAR ¿ PACIENTE QUE POSSUI FILHOS COM IDADE INFERIOR A 12 (DOZE) ANOS ¿ INACOLHIMENTO ¿ SITUAÇÃO EXCEPCIONAL - ORDENS DENEGADAS. I ¿ Paciente presa no dia 24/05/2018 acusada de tráfico de drogas, tem em seu favor impetrados 02 (dois) Habeas Corpus sob alegação de ausência de requisitos para a manutenção da custódia cautelar, falta de fundamentação da decisão que aplicou a medida, bem como formulação de pedido de conversão de prisão preventiva em domiciliar, ante a existência de filhos menores de 12 (doze) anos de idade. II - Como facilmente se extrai do decreto preventivo, foi demonstrado fundamento da garantia da ordem pública, evidenciado pela gravidade concreta do delito e pela vida pregressa da paciente, que já havia sido condenada por tráfico e, beneficiada com prisão domiciliar, supostamente voltou a cometer delito da mesma natureza, quando foi presa em flagrante.
Medidas Protetivas Estatuto do Idoso 80111708520188050000 (TJ-BA)
Jurisprudência19/06/2018Tribunal de Justiça do Estado da Bahia
Ementa: PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA BAHIA Primeira Câmara Criminal 1ª Turma Normal 0 21 false false false PT-BR X-NONE X-NONE MicrosoftInternetExplorer4 ÓRGÃO: PRIMEIRA TURMA - PRIMEIRA CÂMARA CRIMINAL CLASSE: HABEAS CORPUS ¿ FEIRA DE SANTANA PROCESSOS: 8011170-85.2018.8.05.0000, APENSO AO HC Nº 8012748-83.2018.8.05.0000 IMPETRANTES: THIAGO DA CRUZ SILVA e LARISSA CARREGOSA DE CARVALHO SANTANA PACIENTE: SILVANA DE JESUS IMPETRADO: M.M. JUIZ DE DIREITO DA 1ª VARA DE TÓXICOS DA COMARCA DE FEIRA DE SANTANA RELATORA: JUÍZA EM SUBSTITUIÇÃO NARTIR DANTAS WEBER ACORDÃO Normal 0 21 false false false PT-BR X-NONE X-NONE MicrosoftInternetExplorer4 HABEAS CORPUS ¿ JULGAMENTOS SIMULTÂNEOS ¿ TRÁFICO DE DROGAS - ALEGAÇÃO DE FALTA DE FUNDAMENTAÇÃO NA DECISÃO QUE DECRETOU A PRISÃO PREVENTIVA DA PACIENTE ¿ NECESSIDADE DA CUSTÓDIA CAUTELAR, ANTE A DEMONSTRAÇÃO DE PERSONALIDADE VOLTADA PARA A PRÁTICA DE DELITOS ¿ PRISÃO CALCADA NA GARANTIA DA ORDEM PÚBLICA ¿ PLEITO DE CONCESSÃO DE PRISÃO DOMICILIAR ¿ PACIENTE QUE POSSUI FILHOS COM IDADE INFERIOR A 12 (DOZE) ANOS ¿ INACOLHIMENTO ¿ SITUAÇÃO EXCEPCIONAL - ORDENS DENEGADAS. I ¿ Paciente presa no dia 24/05/2018 acusada de tráfico de drogas, tem em seu favor impetrados 02 (dois) Habeas Corpus sob alegação de ausência de requisitos para a manutenção da custódia cautelar, falta de fundamentação da decisão que aplicou a medida, bem como formulação de pedido de conversão de prisão preventiva em domiciliar, ante a existência de filhos menores de 12 (doze) anos de idade. II - Como facilmente se extrai do decreto preventivo, foi demonstrado fundamento da garantia da ordem pública, evidenciado pela gravidade concreta do delito e pela vida pregressa da paciente, que já havia sido condenada por tráfico e, beneficiada com prisão domiciliar, supostamente voltou a cometer delito da mesma natureza, quando foi presa em flagrante.
Medidas Protetivas Estatuto do Idoso 80111708520188050000 (TJ-BA)
Jurisprudência30/05/2018Tribunal de Justiça do Estado da Bahia
Ementa: PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA BAHIA Primeira Câmara Criminal 1ª Turma Normal 0 21 false false false PT-BR X-NONE X-NONE MicrosoftInternetExplorer4 ÓRGÃO: PRIMEIRA TURMA - PRIMEIRA CÂMARA CRIMINAL CLASSE: HABEAS CORPUS ¿ FEIRA DE SANTANA PROCESSOS: 8011170-85.2018.8.05.0000, APENSO AO HC Nº 8012748-83.2018.8.05.0000 IMPETRANTES: THIAGO DA CRUZ SILVA e LARISSA CARREGOSA DE CARVALHO SANTANA PACIENTE: SILVANA DE JESUS IMPETRADO: M.M. JUIZ DE DIREITO DA 1ª VARA DE TÓXICOS DA COMARCA DE FEIRA DE SANTANA RELATORA: JUÍZA EM SUBSTITUIÇÃO NARTIR DANTAS WEBER ACORDÃO Normal 0 21 false false false PT-BR X-NONE X-NONE MicrosoftInternetExplorer4 HABEAS CORPUS ¿ JULGAMENTOS SIMULTÂNEOS ¿ TRÁFICO DE DROGAS - ALEGAÇÃO DE FALTA DE FUNDAMENTAÇÃO NA DECISÃO QUE DECRETOU A PRISÃO PREVENTIVA DA PACIENTE ¿ NECESSIDADE DA CUSTÓDIA CAUTELAR, ANTE A DEMONSTRAÇÃO DE PERSONALIDADE VOLTADA PARA A PRÁTICA DE DELITOS ¿ PRISÃO CALCADA NA GARANTIA DA ORDEM PÚBLICA ¿ PLEITO DE CONCESSÃO DE PRISÃO DOMICILIAR ¿ PACIENTE QUE POSSUI FILHOS COM IDADE INFERIOR A 12 (DOZE) ANOS ¿ INACOLHIMENTO ¿ SITUAÇÃO EXCEPCIONAL - ORDENS DENEGADAS. I ¿ Paciente presa no dia 24/05/2018 acusada de tráfico de drogas, tem em seu favor impetrados 02 (dois) Habeas Corpus sob alegação de ausência de requisitos para a manutenção da custódia cautelar, falta de fundamentação da decisão que aplicou a medida, bem como formulação de pedido de conversão de prisão preventiva em domiciliar, ante a existência de filhos menores de 12 (doze) anos de idade. II - Como facilmente se extrai do decreto preventivo, foi demonstrado fundamento da garantia da ordem pública, evidenciado pela gravidade concreta do delito e pela vida pregressa da paciente, que já havia sido condenada por tráfico e, beneficiada com prisão domiciliar, supostamente voltou a cometer delito da mesma natureza, quando foi presa em flagrante.
Buscar mais 21.516 resultados sobre "Internet Explorer" na busca Jusbrasil