De Bia a Val, o que pensa a nojenta elite brasileira

De Bia a Val, o que pensa a nojenta elite brasileira “Eu insulto o burguês! O burguês-níquel, o burguês-burguês... entre as duas legítimas representantes da elite endinheirada da Paulicéia …

Democracia: realidade social ou ficção jurídica?

Por Antonio Luiz M. C. Costa Qual o verdadeiro poder nas chamadas democracias modernas? Rios de tinta correm sobre o assunto desde o fim do século XVIII. Argumentos de senso comum, políticos e…
Pedro Salgueiro, Advogado
há 6 anos

"Ei, Dilma, vai tomar no..." - Viva a democracia

É comum a vinculação entre democracia e Constituição , relacionando uma à outra quanto ao surgimento ou consolidação. Isto é, entende-se erroneamente que a democracia surge ou se consolida em um país…

Democracia é o oposto a liberdade e tolerância

Um dos mitos mais persistentes sobre a democracia é que ela é o mesmo que 'liberdade'. Para muitas pessoas, 'liberdade e democracia' caminham juntas, como as estrelas e a lua. Mas, na verdade, a…
Resultados da busca Jusbrasil para "Teoria das Elites"
A solução para as elites é puni-las e reeduca-las
Notícias17/11/2012Consultor Jurídico
A Democracia não implica que não haja Elites: implica sim um certo princípio específico de formação das Elites Karl Mannheim 1956 Gaudêncio Torquato a quem de longa data admiro por seu extraordinário tirocínio, provado e comprovado em seus artigos dominicais publicados no estadão, afirma, em artigo recente, que, muito embora tenha havido no Brasil um enorme contingente de pessoas transportadas das classes sociais no pé da pirâmide para o meio do losango segundo ele, não se trata mais de consider...
DOSP 01/04/1971 - Pág. 139 - Suplemento - Poder Executivo - Diário Oficial do Estado de São Paulo
Diários Oficiais01/04/1971Diário Oficial do Estado de São Paulo
ARLO OFICITIZ B'ST.D. DO S8O R-* . Y R O * : *9 DE PROGRAMACAO PARA SUPRIOR FORTRAN) ; O DE APLICACAO CONJUNTO COM A F.A.S. O INSTITUTO INTERNACIONAL PAUTE \ COMPUTADOR ODRE1 MADIO E DO FRIO A INDUSTRIA (EM DO FRIO E O INSTITUTO DE TECNOLOGIA DE ALIMENTOS); O DE CONTROLE DA QUALIDADE DE:ALIMENTOS; O DE ANALISE QUIMICA DE ALIMENTOS; O DE QUIMICA SAAPLICADA A INDUSTRIA; O DE BIO-ESTATISTICA; O DE TEORIA DOS ELITES «ARTIFICIAIS; O DE ALGEBRA DE MISSIL 0 DE IRRIGACAO E DRE NGM E O DE OD ODONTOPEDIAT
Democracia: realidade social ou ficção jurídica?
Notícias05/01/2016Jorge
Uma análise estatística comprova que, ante o poder dos lobbies e das elites, a democracia não passa de uma ficção jurídica Por Antonio Luiz M. C. Costa Qual o verdadeiro poder nas chamadas democracias modernas? Rios de tinta correm sobre o assunto desde o fim do século XVIII. Argumentos de senso comum, políticos e filosóficos foram intensamente debatidos, mas raramente se buscou testar as hipóteses com métodos quantitativos. À luz da campanha eleitoral dos pré-candidatos democratas e republicano...
Democracia é o oposto a liberdade e tolerância
Notícias16/06/2014Instituto Ludwig von Mises Brasil
Um dos mitos mais persistentes sobre a democracia é que ela é o mesmo que 'liberdade'. Para muitas pessoas, 'liberdade e democracia' caminham juntas, como as estrelas e a lua. Mas, na verdade, a liberdade e a democracia são opostas. Em uma democracia, todos devem se submeter às decisões do governo. O fato de que o governo é eleito pela maioria, é irrelevante. Coerção é coerção, quer seja ela exercida pela maioria ou por um único governante. Em nossa democracia, ninguém pode escapar das decisões ...
Elites Parlamentares
Artigos10/04/2019Barbara
Uma abordagem das elites políticas no pós-redemocratização Bárbara Sabrine B. de Oliveira Resumo Este trabalho tem a intenção de relatar os principais argumentos que envolvem abordagens que analisam a política sob a perspectiva valorativa, revelando não só suas contribuições, mas também seus impasses. De modo mais detalhado, a intenção é reforçar que a compreensão dos fenômenos políticos requer o fortalecimento de abordagens teórico-metodológicas, que os percebam como manifestações culturais, qu...
DOU 04/03/2009 - Pág. 33 - Seção 3 - Diário Oficial da União
Diários Oficiais04/03/2009Diário Oficial da União
7.4. A prova de defesa de projeto de pesquisa consistirá de uma apresentação de 15 (quinze) a 20 (vinte) minutos pelo candidato, seguida de argüição pela Comissão Julgadora. 7.5. A prova didática versará sobre tópicos pertinentes referentes ao conteúdo programático da sub-área escolhida no momento da inscrição, especificado no Anexo I. 7.5.1. A matéria para a prova didática será sorteada com 24 (vinte e quatro) horas de antecedência, de uma lista de 20 (vinte) pontos organizada pela Comissão Jul
DOU 01/03/2016 - Pág. 81 - Seção 3 - Diário Oficial da União
Diários Oficiais01/03/2016Diário Oficial da União
5.7. O resultado referente à etapa prevista no subitem 5.6 deste Edital será divulgado na página da UFSM, em Editais, e na página da PROGEP, em www.ufsm.br/progep; 5.8. Na hipótese de constatação de declaração falsa, o candidato será eliminado da Seleção Pública e, se tiver sido contratado, ficará sujeito à anulação da sua admissão, após procedimento administrativo em que lhe sejam assegurados o contraditório e a ampla defesa, sem prejuízo de outras sanções cabíveis; 5.9. Serão admitidos recurso
DOU 30/10/2014 - Pág. 60 - Seção 3 - Diário Oficial da União
Diários Oficiais30/10/2014Diário Oficial da União
cação Intercultural: a Antropologia na formação de professores. Educação, Sociedade & Culturas, n. 12, 1999. 123-162. 35 - WEBER, Max. Ensaios de sociologia. Rio de Janeiro, Ed. Guanabara, 1982. 36 - ZALUAR, Alba. A máquina e a revolta. São Paulo, Brasiliense, 1985. Faculdade: FCH; Área: Ciência Política/Teoria Política Contemporânea PONTOS: 01 - Estado e Sociedade Civil no mundo contemporâneo; 02A teoria das elites: limites e persistências; 03 -Marxismo e política contemporânea. 04 - Pluralismo
DOU 02/12/2003 - Pág. 101 - Seção 3 - Diário Oficial da União
Diários Oficiais02/12/2003Diário Oficial da União
FACULDADE INTERNACIONAL DE CURITIBA AVISO DE ALTERAÇÃO GRADE CURRICULAR Nova grade curricular do Curso de Ciência Política, aprovada em Reunião do CEPE Conselho de Ensino Pesquisa e Extensão da Faculdade Internacional de Curitiba - FACINTER, realizada no dia 04 de novembro . Os currículos alterados são aplicáveis e vinculam aos alunos que ingressarem a partir do 1 semestre de 2004. O 1 PERÍODO     O 5 PERÍODO     Introdução à Ciência Política  68  Teorias Contemporâneas do Estado  68  Introdução
DOU 03/01/2018 - Pág. 13 - Seção 3 - Diário Oficial da União
Diários Oficiais03/01/2018Diário Oficial da União
internacionais. 5.1 Meios de solução: diplomáticos, políticos e jurisdicionais. 5.1.1 Soluções pacíficas de controvérsias internacionais (Capítulo VI da Carta da ONU). 5.1.2 Ação relativa a ameaças à paz, ruptura da paz e atos de agressão (Capítulo VII da Carta da ONU). 5.3 Cortes internacionais. 6 Domínio público internacional: mar; águas interiores; mar territorial; zona contígua; zona econômica; plataforma continental; alto-mar; rios internacionais; espaço aéreo; normas convencionais; naciona
Buscar mais 5.109 resultados sobre "Teoria das Elites" na busca Jusbrasil