Carregando...
Jusbrasil - Tópicos
18 de agosto de 2018
Indenização por Dano Temporal Editar Foto
×

Alterar Imagem

Envie uma imagem

Indenização por Dano Temporal Editar

Cancelar
Adicione uma descrição a este tópico. Editar

caracteres restantes

Cancelar
Entenda a jurisprudência sobre a perda do tempo do consumidor

do consumidor. O dano temporal suportado pelos consumidores é aquele causado por um atendimento moroso e pouco eficiente... reconhecida a responsabilidade do fornecedor por dano temporal em caso de consumidor cobrado indevidamente por serviço... perda do tempo nas relações de consumo. In: BORGES, Gustavo; MAIA, Mauríl...

Indenização sobre o tempo de vida perdido. O QUE FAZER?

, chamamos isso de DANO TEMPORAL, o tempo é um bem jurídico, finito, inacumulável e irrecuperável e sua perda é...Indenização sobre o tempo de vida perdido. O QUE FAZER? Certo dia estava numa fila de banco e pensei: “O que fiz para... merecer isso?” Podemos pedir indenização com relação a fornecedores que se aproveitam...

Pérecles Reges

Pérecles Reges -

STJ confirma: consumidor pode ser indenizado por “perder seu tempo” na solução de problemas gerados pelos fornecedores

STJ confirma: consumidor pode ser indenizado por “perder seu tempo” na solução de problemas gerados pelos fornecedores... do fornecedor indenizar o consumidor por ter, literalmente, perdido seu tempo para solucionar um prejuízo advindo de um ato... por manter a condenação da Renault (réu na ação) por ter ocasionado dan...

Marcos Dessaune

Marcos Dessaune -

Livro sobre “Dano Temporal” é vencedor do Prêmio Ada Pellegrini Grinover 2018 na categoria melhor obra coletiva

Livro sobre “Dano Temporal” é vencedor do Prêmio Ada Pellegrini Grinover 2018 na categoria melhor obra coletiva...; “Dano temporal: o tempo como valor jurídico” , organizado por Gustavo Borges e Maurilio Casas Maia e editado pela Empório... escritos por estudiosos do “dano temporal”, entre os quais estão Alexandre Mora...

Vitor Guglinski

Vitor Guglinski -

Lançamento: Dano Temporal - O Tempo como Valor Jurídico

Lançamento: Dano Temporal - O Tempo como Valor Jurídico Com muita alegria comunico o lançamento da obra Dano Temporal... contemporânea. A obra está disponível para venda neste link: http://emporiododireito.com.br/produto/livros/dano-temporal...-o-tempo-como-valor-juridico Um forte abraço! Vitor Guglinski Lançamento: Da...

Vitor Guglinski

Vitor Guglinski -

Consumidor pode ser indenizado pelo tempo perdido com fornecedor

Consumidor pode ser indenizado pelo tempo perdido com fornecedor Caros amigos do Jusbrasil, Segue ao final o link para.../radioBancoAudio/multimidia/2018/marco/160318DEFENDASEUSDIREIT... Consumidor pode ser indenizado pelo tempo perdido com fornecedor...

Vitor Guglinski

Vitor Guglinski -

Defesa do consumidor: para Justiça, tempo do cliente é dinheiro

. O próprio Dessaune, que se dedica há mais de uma década a estudar o chamado dano temporal, foi vítima de abuso. No... a conceder indenização pela perda do tempo livre, tema que mereceu um capítulo do seu livro sobre dano moral. Na época... do consumidor Ricardo Morishita, a introdução do dano temporal traz paridade e...

O tempo como bem imaterial indenizável de natureza autônoma

, o dano existencial e o dano temporal do qual cuidamos nestas linhas. Se pudéssemos nos valer de um quadro-negro, lançaríamos... da jurisprudência encontrou para afastar a indenização imaterial: entender que todo e qualquer dano não-material passa..., seria apenas a perda do tempo útil ou produtivo capaz de gerar dan...

Aline Gurgel

Aline Gurgel -

Responsabilidade civil por dano temporal nas relações de consumo

RESUMO: O presente trabalho apresenta como tema central o chamado dano temporal nas relações de consumo e a discussão acerca da possibilidade de responsabilização civil do fornecedor como

Resultados da busca Jusbrasil para "Indenização por Dano Temporal"

TST - AGRAVO DE INSTRUMENTO EM RECURSO DE REVISTA AIRR 1205020115020463 (TST)

Data de publicação: 15/04/2014

Ementa: AGRAVO DE INSTRUMENTO. RECURSO DE REVISTA. INDENIZAÇÃO POR DANO MORAL. VALOR ARBITRADO. PENSÃO MENSAL. DELIMITAÇÃO TEMPORAL. INTERVALO INTRAJORNADA. Nega-se provimento ao agravo de instrumento por meio do qual a parte não consegue desconstituir os fundamentos da decisão agravada. Agravo de instrumento a que se nega provimento.

TST - ARR 556003120105170010 (TST)

Data de publicação: 06/12/2013

Ementa: AGRAVO DE INSTRUMENTO DO ESPÓLIO. DANOS MATERIAIS. PENSÃO MENSAL. LIMITE TEMPORAL E VALOR DA INDENIZAÇÃO. DANO MORAL. VALOR DA INDENIZAÇÃO. DESPROVIMENTO. Diante da ausência de violação do preceito indicado e da demonstração de divergência jurisprudencial apta ao confronto de teses, não há como ser admitido o recurso de revista. Agravo de instrumento desprovido. RECURSOS DE REVISTA DE AMBAS AS RECLAMADAS . MATÉRIAS COMUNS. ANÁLISE CONJUNTA. ACIDENTE DO TRABALHO. INDENIZAÇÃO POR DANOS MORAIS E MATERIAIS. SEGURANÇA ARMADA. VIGILANTE. ASSALTO QUE LEVOU O EMPREGADO A ÓBITO. ATIVIDADE DE RISCO . RESPONSABILIDADE OBJETIVA. Depreende-se do v. acórdão regional que o reclamante foi vítima de assalto com uso de arma de fogo nas dependências da empresa para a qual prestava serviços de vigilante. A responsabilidade do empregador é objetiva, em razão do risco sobre o qual o empregado realizou suas funções, adotando a teoria do risco profissional com o fim de preservar valores sociais e constitucionais fundamentais para as relações jurídicas, em especial a dignidade da pessoa humana. Recursos de revista não conhecidos . DANO MORAL. VALOR DA INDENIZAÇÃO. FALECIMENTO DO EMPREGADO. R$ 250.000,00. A indenização por danos morais, prevista no art. 5º , V , da Constituição Federal , não tem o propósito de enriquecer a parte, mas sim de assegurar proporcionalmente à recomposição do dano, observada à sua extensão, a capacidade econômica do responsável, as condições pessoais e sociais do ofendido e, por fim, o grau de censurabilidade do agente. No caso, não há campo propício para a revisão do valor arbitrado, na medida em que o juízo de valor emitido na origem já levou em consideração a gravidade do dano sofrido, a culpa do empregador, bem como o caráter pedagógico da penalidade, dentro de critérios de razoabilidade e proporcionalidade. Recursos de revista não conhecidos . HONORÁRIOS DE ADVOGADO. CREDENCIAL SINDICAL. INEXISTÊNCIA. Na Justiça do Trabalho a condenação em honorários...

TST - AGRAVO DE INSTRUMENTO EM RECURSO DE REVISTA AIRR 511006920085020054 51100-69.2008.5.02.0054 (TST)

Data de publicação: 18/10/2013

Ementa: AGRAVO DE INSTRUMENTO. INDENIZAÇÃO POR DANO MATERIAL. LUCROS CESSANTES. LIMITE TEMPORAL. O Colegiado a quo , ao dar parcial provimento ao recurso ordinário patronal, apenas reduziu o valor da condenação a título de danos materiais, nos quais estão incluídos os lucros cessantes, sem manifestar-se sobre o tempo em que a reclamada deveria continuar pagando a indenização, não havendo também discussão acerca do fato de a reclamante já estar apta ou não ao exercício de outra atividade profissional. Carece, portanto, o art. 950 do Código Civil , sob o enfoque do limite temporal e das condições físicas da reclamante, do necessário prequestionamento, nos moldes da Súmula 297 do TST. Agravo de instrumento a que se nega provimento.

×