Inciso I do Artigo 496 da Lei nº 13.105 de 16 de Março de 2015

Lei nº 13.105 de 16 de Março de 2015

Código de Processo Civil.
Art. 496. Está sujeita ao duplo grau de jurisdição, não produzindo efeito senão depois de confirmada pelo tribunal, a sentença:
I - proferida contra a União, os Estados, o Distrito Federal, os Municípios e suas respectivas autarquias e fundações de direito público;
DR DFR REGO, Advogado
há 3 meses

Uma análise jurídica acerca das prerrogativas trazidas no Novo Código de Processo Civil

Macapá-AP 2018 DANIEL FERREIRA RÊGO EXECUÇÃO CONTRA A FAZENDA PÚBLICA Uma análise jurídica acerca das prerrogativas trazidas no Novo Código de Processo Civil Monografia apresentada à Faculdade…

A taxa de expediente cobrada no IPTU é constitucional?

De acordo com o artigo 77 do Código Tributário Nacional e o artigo 145 , II da Constituição o fato gerador das taxas sempre será o exercício regular do poder de polícia ou a utilização efetiva ou…
Nayron Toledo, Advogado
há 2 anos

A remessa necessária no NCPC

1. Histórico Legislativo O instituto da Remessa Necessária, também é conhecido como duplo grau de jurisdição obrigatório, ou remessa ex offício , tem sua origem no Direito Português vinculado ao…

Segurança Jurídica e Processo: Recursos, Ação Rescisória E Coisa Julgada

1. Tomando o conceito fixado por Paulo de Barros Carvalho [1] acerca do princípio da segurança jurídica: “dirigido à implantação de um valor específico, qual seja o de coordenar o fluxo das…
há 5 anos

Novo Código de Processo Civil - Incidente de resolução de demandas repetitivas

O presente trabalho nasceu da intenção de promover o debate sobre o chamado Incidente de resolução de demandas repetitivas (IRDR), novidade no novo código de processo civil e de suma importância para…
Gisele Leite, Advogado
há 6 anos

O poder dos precedentes judiciais no CPC/2015

Resumo: O texto apesar de extenso vem expor de forma didática a existência, formação e poder dos precedentes judiciais principalmente em face do CPC de 2015. Não se furtou a trazer as razões…