Artigo 308 da Lei nº 13.105 de 16 de Março de 2015

Lei nº 13.105 de 16 de Março de 2015

Código de Processo Civil.
Art. 308. Efetivada a tutela cautelar, o pedido principal terá de ser formulado pelo autor no prazo de 30 (trinta) dias, caso em que será apresentado nos mesmos autos em que deduzido o pedido de tutela cautelar, não dependendo do adiantamento de novas custas processuais.
§ 1º O pedido principal pode ser formulado conjuntamente com o pedido de tutela cautelar.
§ 2º A causa de pedir poderá ser aditada no momento de formulação do pedido principal.
§ 3º Apresentado o pedido principal, as partes serão intimadas para a audiência de conciliação ou de mediação, na forma do art. 334, por seus advogados ou pessoalmente, sem necessidade de nova citação do réu.
§ 4º Não havendo autocomposição, o prazo para contestação será contado na forma do art. 335 .
FCQ Advogados, Advogado
há 2 meses

Justiça do Trabalho impede greve total de metrôs em SP

O desembargador Valdir Florindo, do TRT da 2ª região, atendeu ao pedido de concessionarias de metrô e determinou que o serviço de transporte não seja paralisado integralmente, em razão de greve…
Espaço Vital
há 2 anos

Novo e complicado capítulo da novela Maurício Dal Agnol

Sentença proferida ontem (7) na 4ª Vara Cível da comarca de Passo Fundo, pela juíza Marli Inês Miozzo, julga extinta a cautelar ajuizada pela Defensoria Pública em junho de 2014 – porque a ação…
há 2 anos

Deferimento de tutela cautelar contestada não dispensa abertura de prazo para contestação do pedido principal

O deferimento de tutela cautelar antecedente que tenha sido contestada pela parte adversária não dispensa o juízo responsável pela demanda de designar a audiência de conciliação e, se for o caso,…
Diego Carvalho, Advogado
há 2 anos

Deferimento de tutela cautelar contestada não dispensa abertura de prazo para contestação do pedido principal

O deferimento de tutela cautelar antecedente que tenha sido contestada pela parte adversária não dispensa o juízo responsável pela demanda de designar a audiência de conciliação e, se for o caso,…

Cautelar impugnada não dispensa prazo para contestar pedido principal, afirma STJ

O deferimento de tutela cautelar antecedente que tenha sido contestada pela parte adversária não dispensa o juízo responsável pela demanda de designar a audiência de conciliação e, se for o caso,…

Deferimento de tutela cautelar contestada não dispensa abertura de prazo para contestação do pedido principal

O deferimento de tutela cautelar antecedente que tenha sido contestada pela parte adversária não dispensa o juízo responsável pela demanda de designar a audiência de conciliação e, se for o caso,…

Deferimento de tutela cautelar contestada não dispensa abertura de prazo para contestação do pedido principal

O deferimento de tutela cautelar antecedente que tenha sido contestada pela parte adversária não dispensa o juízo responsável pela demanda de designar a audiência de conciliação e, se for o caso,…
Correio Forense
há 4 anos

Desembargadora do TRT-4 derruba decisão de juíza que interferiu em honorários contratuais

Em meio ao confronto entre advogados e juízes do Trabalho, uma auspiciosa decisão para a classe advocatícia. A desembargadora Brígida Joaquina Charão Barcelos Toschi, do TRT-4, concedeu liminar em…
Espaço Vital
há 4 anos

Desembargadora do TRT-4 derruba decisão de juíza que interferiu em honorários contratuais

Em meio ao confronto entre advogados e juízes do Trabalho, uma auspiciosa decisão para a classe advocatícia. A desembargadora Brígida Joaquina Charão Barcelos Toschi, do TRT-4, concedeu liminar em…

Tutelas provisórias no novo Código de Processo Civil

O presente artigo, portanto, tem por objetivo simplificar e estruturar o panorama geral das tutelas provisórias a partir da interpretação dos artigos 294 a 311 do CPC/2015 , sem pretensão de esgotar…