Carregando...
Jusbrasil - Tópicos
19 de outubro de 2017
Benefício Previdenciário

Benefício Previdenciário

Benefício previdenciário

Benefício previsto em sistema previdenciário, a que faz jus o filiado, ou seu dependente.

Dá pra pedir Revisão direto no INSS? #RapidinhasPrevidenciárias

Ao constatar um erro no valor do benefício de cliente, nosso primeiro impulso, como advogados, costuma ser pensar imediatamente em pedir Revisão judicial deste benefício, né? No entanto, é importante

STJ: Decisão favorável aos segurados em gozo de auxílio-doença

Em 28/09/2017, por oportunidade do julgamento do REsp nº 1599554/BA, a Primeira Turma do STJ, à unanimidade, entendeu por declarar ilegal a alta programada, prática corriqueiramente utilizada pelo

Andamento do Processo n. 0000583-40.2017.5.21.0014 - RTOrd - 18/10/2017 do TRT-21

Processo Nº RTOrd-0000583-40.2017.5.21.0014 AUTOR ROSANE NOBREGA ALMEIDA ADVOGADO pacelli da rocha martins(OAB: 11047/PB) ADVOGADO VITO LEAL PETRUCCI(OAB: 18041/PB) ADVOGADO JANAINA ANTUNES DOS

Quais as diferenças entre o auxílio doença acidentário e o auxílio doença comum?

Muitas pessoas ainda confundem o auxílio doença acidentário e o auxílio doença comum que, apesar das semelhanças nos nomes, tratam-se de dois benefícios totalmente distintos. A seguir, veja a

Seu Beneficio no INSS Foi Indeferido, Você Sabe, Por Quê? Como ter maiores chances do seu Beneficio Previdenciário ser DEFERIDO ?

Primeiramente, se você “entrou” sem advogado vou lhe perguntar, sabe o que é CNIS , Justificação Administrativa , SISBEN , MICRO FICHA , DER , INSTRUÇÃO NORMATIVA 77 , VOCÊ SABE SE O INSS PODE NEGAR

Flavio Vieira

Flavio Vieira -

Advogados terão atendimentos prioritários nas agências do INSS

Não é de hoje que o INSS faz pouco caso das prerrogativas dos advogados, especialmente a exigência de prévio agendamento para requerer benefícios. Além de impedir mais de um protocolo por

Ramiro Maycon

Ramiro Maycon -

Como comprovar a qualidade de segurado especial para trabalhadores rurais? Eis as respostas!

Um dos temas que mais causam dúvidas aos segurados do INSS é a comprovação da atividade rural para obter benefícios. Sabemos do grande número de benefícios rurais que são negados todos os dias nas

Flavio Vieira

Flavio Vieira -

Perda do Beneficio na Perícia do INSS O que fazer?

O QUE FAZER SE O SEU BENEFICIO FOR CORTADO NO PENTE FINO DO INSS? 1. Por que o INSS corta os benefícios auxílio doença e aposentadoria por invalidez A função da perícia médica do inss é avaliar se o

Andamento do Processo n. 0002853-21.2014.4.03.6127 - Apelação Cível - 22/09/2017 do TRF-3

00015 APELAÇÃO CÍVEL Nº 0002853-21.2014.4.03.6127/SP 2014.61.27.002853-5/SP RELATOR : Juiz Federal Convocado Rodrigo Zacharias APELANTE : Instituto Nacional do Seguro Social - INSS APELADO(A) : PEDRO

O que fazer quando o benefício previdenciário foi cessado?

Por vezes, ocorre que os beneficiários são pegos de surpresa ou não concordam com a cassação do benefício. Em regra, nenhum benefício por incapacidade é definitivo. Os mais comuns são a aposentadoria

Resultados da busca Jusbrasil para "Benefício Previdenciário"

STF - AG.REG. NO AGRAVO DE INSTRUMENTO AI 548081 SC (STF)

Data de publicação: 30/10/2012

Ementa: TETO – ALTERAÇÃO – BENEFÍCIO PREVIDENCIÁRIO. Uma vez alterado o teto relativo a benefício previdenciário, como ocorreu mediante a Emenda Constitucional nº 20 /98, cumpre ter presente o novo parâmetro fixado, observados os cálculos primitivos.

STF - AG.REG. NO AGRAVO DE INSTRUMENTO AI 467458 SP (STF)

Data de publicação: 05/10/2012

Ementa: BENEFÍCIO PREVIDENCIÁRIO CONCEDIDO APÓS A CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988. REVISÃO. ÍNDICES DE REAJUSTE. MATÉRIA INFRACONSTITUCIONAL. PRINCÍPIO DA ISONOMIA. A matéria relativa aos índices de revisão de benefício previdenciário é de índole infraconstitucional, configurando ofensa meramente reflexa ao Texto Constitucional . Não cabe ao Poder Judiciário, sob o argumento de ofensa ao princípio da isonomia, majorar benefício previdenciário. Agravo regimental a que se nega provimento.

STJ - AGRAVO REGIMENTAL NO AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL AgRg no AREsp 50048 PE 2011/0221843-4 (STJ)

Data de publicação: 12/03/2013

Ementa: ADMINISTRATIVO E PREVIDENCIÁRIO. CUMULAÇÃO DE PENSÃO ESPECIAL DEEX-COMBATENTE COM BENEFÍCIO PREVIDENCIÁRIO. A prescrição nas relações de trato sucessivo não alcança o fundode direito (STJ - Súmula nº 85). A viúva não precisa renunciar ao benefício previdenciário para sehabilitar à pensão de ex-combatente. Agravo regimental desprovido.

×