Carregando...
Jusbrasil - Tópicos
29 de maio de 2017
Teoria da Pena

Teoria da Pena Editar

Cancelar
Teoria da pena

Vide fins e fundamentos da pena.

A evolução da pena e sua atual crise no Brasil

A evolução da pena e sua atual crise 1. INTRODUÇÃO Desde as primeiras comunidades formadas por seres humanos... que a pena hoje possui. Aplicar as sansões ao transgressor das regras que regiam o interesse do grupo era uma questão... do grupo [2]. Há de se ter em mente, também, que a chamada “evolução da pena” não se de...

A semelhança entre as penas de crimes discrepantes

1. INTRODUÇÃO É sabido que o Código Penal , mais especificamente em sua Parte Especial, bem como em legislações penais esparsas, são responsáveis, evidentemente através da atividade legislativa, pela

Daniel Cassiano

Daniel Cassiano -

Teoria da pena: resumo

1 – Natureza da pena No decorrer da história do direito penal, houveram três correntes que tentaram explicar a natureza da pena. São elas: absoluta (retributiva), relativa (utilitarista) e mista

Dévon Defaci

Dévon Defaci -

As Teorias das Penas e o Garantismo Penal, de Luigi Ferrajoli

1. Síntese acerca das teorias das penas Ao longo da evolução do direito penal, surgiram várias teorias que buscam definir a função da pena: a) A teoria absoluta ou retribucionista , pela qual a pena

A pena como paradigma de controle estatal: aspectos sobre a falibilidade do sistema prisional e as relações de poder

Amanda Caroline de Azevedo Mendes Soares RESUMO O presente trabalho tem como cerne averiguar e examinar a lógica do funcionamento penitenciário, com presunção analítica quanto á forma de tratamento e

A possibilidade da aplicação da pena restritiva de direitos no Tráfico de Drogas

SUMÁRIO INTRODUÇÃO .. 03 CAPÍTULO I – TEORIAS E ESPÉCIES DE PENA 04 1.1 Conceito de pena 04 1.2 Espécies de pena. 04 1.3 Penas privativas de liberdade. 05 1.4 Penas restritivas de direito. 06 1.5

Resultados da busca Jusbrasil para "Teoria da Pena"

Teoria da pena

Vide fins e fundamentos da pena.

Definição • Jb • 16/04/2009

STJ - RECURSO ESPECIAL REsp 1198046 RJ 2010/0111603-9 (STJ)

Data de publicação: 04/10/2010

Ementa: PROCESSUAL CIVIL. AUSÊNCIA DE PREQUESTIONAMENTO. SÚMULA N. 211 /STJ. TAXAS. VIOLAÇÃO AO ART. 77 DO CTN . MATÉRIA CONSTITUCIONAL. DIVERGÊNCIA ENTRE JULGADOS DO MESMO TRIBUNAL. SÚMULA N. 13 /STJ. 1. O prequestionamento dos dispositivos legais tidos por violados constitui requisito específico de admissibilidade do recurso especial. Na hipótese, não ocorreu. Incide, assim, a Súmula 211 /STJ. 2. O artigo 77 do Código Tributário Nacional repete o texto constitucional , razão por que não cabe a esta Corte a análise de alegação de ofensa a seu teor, sob pena de usurpação da competência do Supremo Tribunal Federal. Precedentes. 3. "A divergência entre julgados do mesmo tribunal não enseja recurso especial" (Súmula n.º 13 /STJ). 4. Recurso especial não conhecido.

TJ-PR - 8799077 PR 879907-7 (Acórdão) (TJ-PR)

Data de publicação: 06/09/2012

Ementa: APELAÇÃO CRIMINAL. ABSOLVIÇÃO SUMÁRIA. FURTO QUALIFICADO. RECURSO DO MINISTÉRIO PÚBLICO PRETENDENDO A CONDENAÇÃO. PRINCÍPIO DA INSIGNIFICÂNCIA E DA PROPORCIONALIDADE. APLICABILIDADE. BEM DE PEQUENÍSSIMO VALOR. RECURSO CONHECIDO, MAS NÃO PROVIDO. O princípio da insignificância, por dizer respeito ao desvalor da conduta, se aplica essencialmente à teoria do crime e não à teoria da pena. O furto de uma blusa, de pequeníssimo valor econômico, com a qual estava vestido o agente por ocasião da prisão, se constitui em conduta de mínima ofensividade jurídica e de escassa periculosidade social, e, por isso, não viola o fundamento da norma de proteção, sendo atípica, notadamente em razão da proporcionalidade que deve haver entre a violação da norma e a punição de seu autor.

×