Carregando...
Jusbrasil - Tópicos
17 de dezembro de 2018
Princípio in Dubio Pro Reo Editar Foto
×

Alterar Imagem

Envie uma imagem

Princípio in Dubio Pro Reo Editar

Cancelar
In dubio pro reo

Princípio de Direito Processual Penal que recomenda ao juiz, na incerteza quanto à materialidade ou à autoria da infração, absolver o réu. Não se aplica em Direito Penal, como se pensa vulgarmente.

Andamento do Processo n. 5327-39.2016.8.06.0060/1 - Recurso Inominado - 08/08/2018 do DJCE

5327-39.2016.8.06.0060/1 - RECURSO INOMINADO Recorrente : FRANCISCO FELIX DE MOURA Rep. Jurídico : 29925 - CE RONY JONATHAN ALBUQUERQUE JANUÁRIO Rep. Jurídico : 33122 - CE LUIZ HUELITON MORAES SANTOS

Gleisson Dias

Gleisson Dias -

O DNA nem sempre diz tudo!

Em muitos casos criminais, o DNA desempenha um papel importante, especialmente quando há uma coincidência com o suspeito. A presença do DNA do suspeito na cena do crime, em um objeto móvel utilizado

Andamento do Processo n. 00000168920098140060 - 26/04/2018 do TJPA

1-PROCESSO: 00000168920098140060 PROCESSO ANTIGO: 201330122809 MAGISTRADO (A)/RELATOR (A)/SERVENTUÁRIO (A): PRESIDENTE DO TRIBUNAL Ação: Apelação em: 26/04/2018---APELADO:JUSTIÇA PÚBLICA APELANTE:A.

Presunção de Inocência a luz da Constituição Federal

SÍNTESE DO ENTENDIMENTO DE PRESUNÇÃO DE INOCÊNCIA PELO AUTOR Inicio esse artigo já trazendo a esta lauda a diferença da presunção de inocência prevista em nossa carta magna com a legislação vigente

Andamento do Processo n. 0002718-70.2016.4.05.8200 - 13/03/2018 do TRF-5

3 - 0002718-70.2016.4.05.8200 MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL (Adv. YORDAN MOREIRA DELGADO) x FERNANDO DA MATTA RIBEIRO (Adv. JOSE CARLOS SCORTECCI HILST, LUIZ EDUARDO DE ANDRADE HILST). S E N T E N Ç A

In dubio pro societate e o tribunal do júri

Por Evinis Talon O tribunal do júri é competente para julgar os crimes dolosos contra a vida. No rito desses crimes, há uma fase inicial de instrução, que tem o objetivo de examinar se a acusação é

Qual a diferença entre absolvição própria e absolvição imprópria?

Sabe-se que entre as decisões definitivas que podem ser proferidas pelo juízo a quo encontram-se as decisões condenatória, absolutória ou declaratória. Por decisão definitiva podemos vislumbrar

Resultados da busca Jusbrasil para "Princípio in Dubio Pro Reo"

STM - APELAÇÃO AP 1542220107010301 RJ 0000154-22.2010.7.01.0301 (STM)

Data de publicação: 24/04/2013

Ementa: APELAÇÃO. FURTO. INSUFICIÊNCIA DE PROVAS. MATERIALIDADE E AUTORIA NÃO COMPROVADAS. APLICAÇÃO DO PRINCÍPIO IN DUBIO PRO REO. PROVIMENTO DO APELO DEFENSIVOAs provas produzidas durante a instrução processual não são suficientes para amparar o decreto condenatório, sendo imperativa a aplicação do princípio do in dubio pro reo. Não há elementos de convicção suficientes que demonstrem a ligação do Apelantecom o fato delituoso. Incerteza do julgador acerca do nexo entre a autoria, a materialidade e o resultado.Apelo defensivo provido. Decisão unânime.

Encontrado em: SUSTENTAÇÃO, CONDENAÇÃO. DESCONHECIMENTO, AUTORIA, DELITO. APLICAÇÃO, PRINCÍPIO IN DUBIO PRO REO.... RAZÕES, APELAÇÃO, AUSÊNCIA, PROVAS, AUTORIA. ALTERNATIVA, APLICAÇÃO, PRINCÍPIO INSIGNIFICÂNCIA.... MINISTÉRIO PÚBLICO MILITAR, CONTRARRAZÕES, IMPOSSIBILIDADE, APLICAÇÃO, PRINCÍPIO INSIGNIFICÂNCIA. SUPERIOR...

Militar é absolvido pelo princípio do in dubio pro reo

periciados. Por isso, o relator votou pela aplicação do princípio in dubio pro reo afirmando que “as provas constantes

Notícia Jurídica • Superior Tribunal Militar • 09/05/2012

Militar é absolvido pelo princípio do in dubio pro reo

votou pela aplicação do princípio in dubio pro reo afirmando que “as provas constantes dos autos

Notícia Jurídica • Academia Brasileira de Direito • 10/05/2012

×