Carregando...
Jusbrasil - Tópicos
20 de junho de 2018
Justiça do Trabalho

Justiça do Trabalho

Justiça do trabalho

A Constituição de 1934, em seu artigo 122, instituiu a Justiça do Trabalho, ?para dirimir questões entre empregadores e empregados, regidos pela legislação social?, a ela não se aplicando as disposições relativas ao Poder Judiciário. Previu apenas que a constituição dos tribunais do Trabalho e das comissões de conciliação obedeceriam sempre o princípio de eleição dos membros, metade pelas associações representativas dos empregados e metade pela dos empregadores, sendo o presidente de livre nomeação do governo, escolhido dentre pessoas de experiência notória e de capacidade moral e intelectual. Manteve, assim, as comissões mistas. Foi a Carta Constitucional de 1937, em seu artigo 139, que manteve a instituição de Justiça do Trabalho ?para dirimir os conflitos oriundos das relações entre empregadores e empregados, reguladas na legislação social?, determinando ao mesmo tempo que a justiça do Trabalho seria regulada em lei, sem as prerrogativas de Justiça comum. A partir de 1941 veio a se instalar a Justiça do Trabalho como organismo autônomo, não só em relação ao Poder Executivo, como também em face da Justiça comum, uma vez que a execução dos seus julgados passou, desde então, a ser obra de seus próprios tribunais. Apesar de não estar incluída entre os órgãos do Poder Judiciário, o Superior Tribunal Federal reconheceu a natureza judiciária dos tribunais trabalhistas. A Constituição de 1946 incluiu a Justiça do Trabalho no Poder Judiciário. Em seu artigo 123, dispôs que a ela competiria conciliar e julgar os dissídios individuais e coletivos entre empregados e empregadores, fixando, no 2º parágrafo, que a lei especificaria os casos em que as decisões, nos dissídios coletivos, poderiam estabelecer normas e condições de trabalho. Compete à Justiça do Trabalho conciliar e julgar os dissídios individuais e coletivos entre trabalhadores e empregadores, abrangidos os entes de direito público externo e da Administração Pública direta e indireta dos Municípios, do Distrito Federal, dos Estados e da União, e, na forma da lei, outras controvérsias decorrentes da relação de trabalho, bem como os litígios que tenham origem no cumprimento de suas próprias sentenças, inclusive coletivas (artigo 114 da Constituição Federal). Os dissídios oriundos das relações entre empregados e empregadores, bem como de trabalhadores avulsos e seus tomadores de serviços, em atividades reguladas na legislação social, serão dirimidos pela Justiça do Trabalho, de acordo com o Título VII da Consolidação das Leis do Trabalho e na forma estabelecida pelo processo judiciário do trabalho. As questões concernentes à Previdência Social serão decididas pelos órgãos e autoridades previstos no Capítulo V do Título VIII da Consolidação das Leis do Trabalho e na legislação sobre o seguro social.

O Sócio Retirante pode ser responsabilizado pelo crédito trabalhista? O que você acha?

dos prejuízos causados ao consumidor (use trabalhador, no lugar de consumidor). Por outro lado, com a Teoria maior, citamos...O Sócio Retirante pode ser responsabilizado pelo crédito trabalhista? O que você acha? A resposta para o questionamento.... O principal motivo pelo qual o sócio retirante irá se responsabilizar...

Andamento do Processo n. 0001245-13.1992.8.17.1090 - Habilitação de Crédito - 19/06/2018 do TJPE

-13.1992.8.17.1090 Natureza da Ação: Habilitação de Crédito Autor: Justiça do Trabalho Autor: Emanoel Martins de Souza Réu... de Crédito Em cumprimento ao disposto no Provimento do Conselho da Magistratura do Tribunal de Justiça de Pernambuco nº 08... poderá ser excluído dos trabalhos do júri ou deixar de ser alistado ...

Andamento do Processo n. 0001247-80.1992.8.17.1090 - Habilitação de Crédito - 19/06/2018 do TJPE

-80.1992.8.17.1090 Natureza da Ação: Habilitação de Crédito Autor: Justiça do Trabalho Autor: Cícera Josefa Alves Réu... ao disposto no Provimento do Conselho da Magistratura do Tribunal de Justiça de Pernambuco nº 08/2009, publicado no DOPJ... dos trabalhos do júri ou deixar de ser alistado em razão de cor ou etnia, r...

Andamento do Processo n. 01037361820158140301 - 19/06/2018 do TJPA

PROCESSO: 01037361820158140301 PROCESSO ANTIGO: ---- MAGISTRADO(A)/RELATOR(A)/SERVENTUÁRIO(A): FRANCISCO DE PAULA ALMEIDA MOREIRA Ação: Cumprimento de sentença em: 11/06/2018 REQUERENTE:E. D. O.

Andamento do Processo n. 00014454020128140043 - 19/06/2018 do TJPA

PROCESSO: 00014454020128140043 PROCESSO ANTIGO: -- MAGISTRADO(A)/RELATOR(A)/SERVENTUÁRIO(A): --- Ação: --- em: ---MENOR: R. T. REQUERENTE: J. T. Representante(s): OAB 10880 - ADILSON DOS SANTOS

Andamento do Processo n. 1048527-67.2017.8.26.0002 - Procedimento Comum - Reconhecimento / Dissolução - 19/06/2018 do TJSP

do TJSP Processo 1048527-67.2017.8.26.0002 - Procedimento Comum - Reconhecimento / Dissolução - J.T. - E.L.B. - - A...

Andamento do Processo n. 5001325-89.2018.8.13.0313 - 19/06/2018 do TJMG

00116 - 5001325-89.2018.8.13.0313 Requerente : B B; Requerido : J T. Adv - Adriano Batista Santos => Esta publicação não possui efeito de intimação.

Acordo extrajudicial na Justiça do Trabalho

Acordo extrajudicial na Justiça do Trabalho A homologação de acordo extrajudicial na Justiça do Trabalho é... o acordo e de dar quitação geral à relação de trabalho, ou seja, o empregado nada mais poderá pleitear na Justiça do Trabalho....giarllarielli.adv.br/distrato-entenda-essa-modalidade-de-acordo/ [3] http://www3....

Andamento do Processo n. 00009142220108140043 - 18/06/2018 do TJPA

PROCESSO: 00009142220108140043 PROCESSO ANTIGO: 201020004763 MAGISTRADO (A)/RELATOR (A)/SERVENTUÁRIO (A): JACOB ARNALDO CAMPOS FARACHE Ação: Ação Penal de Competência do Júri em:

Andamento do Processo n. 00009142220108140043 - 18/06/2018 do TJPA

PROCESSO: 00009142220108140043 PROCESSO ANTIGO: 201020004763 MAGISTRADO (A)/RELATOR (A)/SERVENTUÁRIO (A): CARLOS RODRIGUES DA SILVA Ação: Ação Penal de Competência do Júri em: 14/06/2018---VITIMA:J.

×