Tribunal Superior do Trabalho

Tribunal Superior do Trabalho

O Tribunal Superior do Trabalho, com sede na capital da República e jurisdição em todo o território nacional, é a instância superior da Justiça do Trabalho. O Tribunal funciona na plenitude de sua composição ou dividido em Turmas, com observância da paridade de representação de empregados e empregadores. Dentre os juízes togados do Tribunal Superior do Trabalho, alheios aos interesses profissionais, serão eleitos o presidente, o vice-presidente e o corregedor, além dos presidentes das Turmas, na forma estabelecida em seu regimento interno. O não comparecimento do membro do tribunal, sem motivo justificado, a mais de três sessões ordinárias consecutivas, importará em renúncia. As sessões do Tribunal serão públicas e começarão às 14 horas, terminando às 17 horas, mas poderão ser prorrogadas pelo presidente em caso de manifesta necessidade. As sessões extraordinárias do Tribunal só se realizarão quando forem comunicadas aos membros com 24 horas, no mínimo, de antecedência. Nas sessões do Tribunal, os debates poderão tornar-se secretos, desde que, por motivo de interesse público, assim resolver a maioria de seus membros (artigo 701 da CLT). Em caso de licença superior a trinta dias, ou de vacância (tempo de durante o qual permanece vago um cargo), enquanto não for preenchido o cargo, os ministros do Tribunal poderão ser substituídos mediante convocação dos juízes, de igual categoria, de qualquer dos Tribunais Regionais do Trabalho, na forma que dispuser o Regimento do Tribunal Superior do Trabalho. As sessões do Tribunal serão públicas, mas os debates poderão tornar-se secretos, desde que, por motivo de interesse público, assim resolver a maioria de seus membros (artigos 690 a 701 da CLT). O Tribunal Superior do Trabalho, nos processos de sua competência, será dividido em Turmas e seções especializadas para conciliação e julgamento de dissídios de natureza econômica ou jurídica e de dissídios individuais, respeitada a paridade da representação classista. O Regimento Interno do Tribunal disporá sobre a constituição e o funcionamento de cada uma das seções especializadas do Tribunal Superior do Trabalho, bem como sobre o número, composição e funcionamento das respectivas turmas do Tribunal. Caberá ao presidente do Tribunal Superior do Trabalho presidir os atos de julgamento das sessões especializadas, delas participando o vice-presidente e o corregedor-geral, este quando não estiver ausente em função corregedora. As turmas do Tribunal Superior do Trabalho terão, cada uma, a seguinte competência: a) julgar os recursos de revista interpostos de decisões dos Tribunais Regionais do Trabalho, nos casos previstos em lei; b) julgar, em última instância, os agravos de instrumento dos despachos de presidente de Tribunal Regional que denegarem seguimento a recurso de revista, explicitando em que efeito a revista deve ser processada, caso provida; c) julgar em última instância, os agravos regimentais; d) julgar os embargos de declaração opostos aos seus acórdãos. Nos dissídios coletivos de natureza econômica ou jurídica de competência originária ou recursal da seção normativa do Tribunal Superior do Trabalho a sentença poderá ser objeto de ação de cumprimento com a publicação da certidão de julgamento.

Gostaria de acompanhar Tribunal Superior do Trabalho?
Seja avisado sempre que houver novas publicações com o nome escolhido no Jusbrasil
DR. ADEvogado, Administrador
há 19 horas

TRT-15 condena trabalhador que entregou atestado, foi à praia e postou fotos

TRT-15 condena trabalhador que entregou atestado, foi à praia e postou fotos A 2ª Turma da 4ª Câmara do Tribunal... Regional do Trabalho da 15ª Região, em Campinas, confirmou sentença de juizado de …
Dica De Ouro, Advogado
há 17 horas

Trabalhador que apresentou atestado e foi à praia tem mantida condenação por má-fé

Trabalhador que apresentou atestado e foi à praia tem mantida condenação por má-fé Um trabalhador que apresentou... câmara do TRT da 15ª região. O ex-funcionário ajuizou ação contra a empresa …

Andamento do Processo n. 170909 - Conflito de Competência - 20/02/2020 do STJ

SUPERIOR DO TRABALHO INTERES. : SANDRA ZANINI DA SILVA RELATORA : MINISTRA NANCY ANDRIGHI - SEGUNDA SEÇÃO Distribuição... SUSCITADO : JUÍZO DE DIREITO DA 1A VARA DE FALÊNCIAS E RECUPERAÇÕES …
DR. ADEvogado, Administrador
há 3 dias

Carnaval não é feriado e trabalhador que faltar está sujeito a demissão

Carnaval não é feriado e trabalhador que faltar está sujeito a demissão Apesar de muitas empresas concederem folga.... Por isso, o trabalhador que faltar para aproveitar a folia pode ser dispensado. …

Andamento do Processo n. 1000668-53.2018.5.02.0062 - ROT - 19/02/2020 do TRT-2

296, I, do TST. 3. Quanto ao primeiro julgado colacionado, a tese nele contida, de que o trabalho em regime de dedicação... ACORDAM os magistrados da 17ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da …

Afinal: Carnaval é ou não feriado?

grandioso de lado, vamos falar de algo bem mais próximo: tenho que trabalhar no Carnaval? Muita gente fica ansiosa pela... de trabalho, e tudo isso depende! O Carnaval não é um feriado nacional. Os …
Dica De Ouro, Advogado
há 3 dias

Trabalhador que recebe R$ 32 mil atesta pobreza e consegue justiça gratuita

Trabalhador que recebe R$ 32 mil atesta pobreza e consegue justiça gratuita A 8ª turma do TST deferiu o benefício... trabalhista e frisou que a mera declaração de hipossuficiência econômica, com …
DR. ADEvogado, Administrador
há 4 dias

Desde que haja divisão de lucro, manicure não tem vínculo de emprego com salão

Desde que haja divisão de lucro, manicure não tem vínculo de emprego com salão A 2ª Turma do Tribunal Regional... do Trabalho da 18ª Região acatou recurso de um salão de beleza e reformou sentença …
Pauta Jurídica
há 4 dias

Empresa é condenada por assédio moral depois que chefe diz: "Só sabe fazer filho" para funcionária que foi comunicar gravidez

a sua superior de que estava grávida, a mesma lhe respondeu que 'só sabe fazer filho' ao invés de se preocupar em trabalhar. E após..." (...) Assim, diante da conduta da representante da reclamada …
Dica De Ouro, Advogado
há 5 dias

Juiz vai até a casa de idosa para lhe conceder aposentadoria

Juiz vai até a casa de idosa para lhe conceder aposentadoria A trabalhadora rural Alvarina Maria de Jesus, de 100 anos... e pessoas com enfermidades graves, retrata uma nova roupagem de trabalho da …