Carregando...
Jusbrasil - Tópicos
20 de outubro de 2017
Legítima Defesa

Legítima Defesa

Legítima defesa

Faculdade necessária de que usa aquele que tem diante de si uma agressão injusta e real, ou iminente, à sua pessoa ou à sua honra, ou a direito próprio ou de terceiro, ao opor-lhe imediata, moderada e apropriada repulsa, para evitar a consumação de um mal maior irreparável, embora para isso pratique uma infração pela qual não é, entretanto, criminalmente responsável.

Legítima defesa: desproporção x excesso

Por Evinis Talon Um equívoco que normalmente ocorre na prática forense é a confusão entre desproporção e excesso na legítima defesa. Inicialmente, salienta-se que o art. 25 do Código Penal diz:

DF

David Fontana -

Agentes de Trânsito poderão andar armados!

Afinal, a utilização de armas esta na necessidade da profissão ou na necessidade atual de nossa país? Um país que não garante sua segurança pública, conforme nossa constituição federal , e muito

Andamento do Processo n. 0300538-74.2017.8.05.0040 - Auto de Prisão em Flagrante -crimes de Tráfico Ilícito e Uso In-devido de Drogas - 09/10/2017 do TJBA

ADV: WALTER FERRÃO SANTOS (OAB 11749/BA) - Processo 0300538-74.2017.8.05.0040 - Auto de Prisão em Flagrante -Crimes de Tráfico Ilícito e Uso In-devido de Drogas - AUTOR: Delegacia de Polícia de

Legítima defesa: um cheque que não é em branco

Por Mariana Valentim A um primeiro olhar, o tratamento dispensado ao instituto da legítima defesa parece bastante singelo. De acordo com o que estabelece o art. 25 do Código Penal , “entende-se em

Raphael Dadalt

Raphael Dadalt -

Vara Distrital de Monte Dourado realiza primeiro Tribunal do Júri

A Vara Distrital de Monte Dourado, na Comarca de Almeirim- PA, realizou na quinta-feira, 27, a primeira sessão do Tribunal do Júri da localidade, que foi presidida pela juíza titular, Karise Assad.

Requisitos da legítima defesa

A legítima defesa é um direito natural do ser humano, não se tratando apenas de uma invenção humana, mas sim um ato que visa repelir uma injusta agressão a um bem posto em risco. Todavia, segundo

Legítima Defesa: Como identificar quando da existência de tal fato

Quando um indivíduo sofre ameaça por parte de um infrator da lei, reage e, sua reação provoca o óbito do transgressor, em tese nos deparamos com o instituto da legítima defesa. Em primeiro ponto é

O caso Cacimba de dentro e o júri

Folheando alguns livros de direitos mais clássicos como as obras dos saudosos Wanderley Alexandre e Dr. Vitorino Prata Castelo Branco, percebi que desde aqueles tempos mais remotos onde as regras do

Teses de resposta à acusação: Texto 5

Fala, Doutor! Hoje vamos seguir com nossa série sobre processo penal. O texto passado tratou das nulidades, da extinção da punibilidade e da atipicidade. Hoje, vamos analisar, de forma resumida,

Uma simplíssima decomposição da legítima defesa

Por André Peixoto de Souza Código Penal , art. 25: Entende-se em legítima defesa quem, usando moderadamente dos meios necessários, repele injusta agressão, atual ou iminente, a direito seu ou de

Resultados da busca Jusbrasil para "Legítima Defesa"

STF - HABEAS CORPUS HC 103888 PE (STF)

Data de publicação: 02/04/2012

Ementa: JÚRI – VEREDICTO CONTRÁRIO À PROVA DOS AUTOS – LEGÍTIMA DEFESA. Estando a decisão relativa à feitura de novo Júri calcada em conclusão sobre ter-se veredicto manifestamente contrário à prova dos autos, no que admitida, por maioria, a legítima defesa, descabe cogitar de ilegalidade a ser corrigida na via do habeas corpus.

STJ - AGRAVO REGIMENTAL NO AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL AgRg no AREsp 265545 AP 2012/0249442-4 (STJ)

Data de publicação: 02/04/2013

Ementa: AGRAVO REGIMENTAL NO AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL. PENAL. LESÃOCORPORAL DE NATUREZA GRAVE. LEGÍTIMA DEFESA. REEXAME DE PROVAS.IMPOSSIBILIDADE. 1. Desconstituir a conclusão de que o decisum proferido peloTribunal de origem encontra-se dissociado da prova dos autos - pelaabsolvição do acusado em face de legítima defesa - demandaria aanálise de fatos e provas, o que é vedado pela Súmula 7/STJ. 2. Agravo regimental a que se nega provimento.

É como matar em legítima defesa, diz procurador

"Erramos, mas por uma causa justa, como alguém que mata em legítima defesa", diz o procurador jurídico... das excludentes, a administração de Guarani agiu em legítima defesa da população, a máquina pública

Notícia Jurídica • Estadão • 24/01/2013

×