Advogado reciclado? Sim, senhor! Amigo, estou aqui...

Li isto: Olhar para você e deixar as pessoas verem quem você é de verdade.O vulnerável pede ajuda e reconhece que tem pessoas melhores que ele em várias áreas. É ser humilde e não esconder as suas…

Talento Não É Tudo!

  Eu nunca me considerei talentoso em alguma coisa, sempre tive dificuldade nas diversas atividade em que busquei desenvolver.   No colégio eu passava horas e horas tentando assimilar conteúdos que…
Nayla Paganini, Advogado
há 4 meses

Como chegar aonde você quer na advocacia

Parei agora para escrever esse artigo porque queria compartilhar algo que aprendi durante os anos que atuo como advogada. Ele é simples, mas fala de como você pode conseguir o que quer independente…

A Advocacia Tem Futuro?

Pensando no futuro, somente em três cenários hipotéticos a advocacia deixaria de fazer sentido. No primeiro, se a humanidade ficasse reduzida a um único homem. No segundo, mesmo havendo mais de um…

Como um advogado ajudou a transformar o direito em 2019

Minha maior felicidade? Ajudar a transformar a vida das pessoas! No ano de 2019 me dediquei intensamente em transmitir conhecimentos...foram mais de 70.300 pessoas diretamente impactadas, em pelo…
Juri Descomplica, Bacharel em Direito
há 9 meses

Pedreiro se forma em Direito após pedalar 42 km por dia para estudar

Mais de 40 anos e muitos desafios precisaram ser atravessados para que o pedreiro Joaquim Corsino realizasse seu sonho. Aos 63 anos de idade, vestido de beca e com chapéu de formando, ele recebeu, na…
Mariana Varella, Advogado
ano passado

Inteligência Emocional

Atualmente muito se fala sobre a inteligência emocional, no quanto ela é importante para o sucesso. Pessoas que conseguem dominar suas emoções conseguem alcançar grandes resultados. Ter inteligência…

A importância das provas objetivas e do conhecimento da Lei.

Um assunto sempre me chamou a atenção ao longo de minha carreira na área de ensino jurídico. Ministro aulas para concursos públicos e Exame de OAB há mais de dez anos, já fiz muitas provas de…

Utilizando as frases prontas e ditos populares na preparação para concurso público e Exame da OAB

Algo que sempre me incomodou foi o uso de frases prontas e repetidas por inúmeras pessoas. Entretanto, com o passar do tempo, diante do término da impetuosidade de minha juventude, fui percebendo…

Má gestão do escritório de advocacia pode acarretar na perda de clientes

Quanto custa para seu escritório perder um cliente? Pode custar não só déficit financeiro, mas também a perda da boa imagem corporativa. Negligências no gerenciamento do escritório são resultantes da…
Resultados da busca Jusbrasil para "Motivacional"
Recurso Ordinário RO 00210740320165040103 (TRT-4)
Jurisprudência23/03/2018Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região
Ementa: CÂNTICO MOTIVACIONAL. A exigência de participação em evento motivacional gera dano moral quando se revela constrangedor, porquanto não se trata de evento meramente motivacional com a utilização de cânticos de alegria e diversão para promover a integração dos empregados, mas de prática estranha à cultura local que constrange costumes arraigados na comunidade.
ROT 00205229520175040202 (TRT-4)
Jurisprudência26/09/2019Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região
Ementa: REUNIÕES MOTIVACIONAIS. DANO MORAL. Nos termos da Súmula nº 83 deste Tribunal, o empregado compelido a participar das reuniões motivacionais em que é entoado o cântico Cheers, com coreografia envolvendo dança ou rebolado, sofre abalo moral, tendo direito ao pagamento de indenização. No caso dos autos, contudo, não restou comprovada a obrigatoriedade da realização dança ou rebolado, pela reclamante, em tais dinâmicas motivacionais, não sendo devida a indenização por dano moral. Sentença reformada, no aspecto.
ROT 00205222820175040871 (TRT-4)
Jurisprudência07/11/2019Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região
Ementa: REUNIÕES MOTIVACIONAIS. DANO MORAL. Nos termos da Súmula nº 83 deste Tribunal, o empregado compelido a participar das reuniões motivacionais em que é entoado o cântico Cheers, com coreografia envolvendo dança ou rebolado, sofre abalo moral, tendo direito ao pagamento de indenização. No caso dos autos, contudo, não restando comprovada a participação compulsória do reclamante em tais dinâmicas motivacionais, não é devida a indenização por dano moral. Sentença reformada, no aspecto.
879201012118000 GO 00879-2010-121-18-00-0 (TRT-18)
Jurisprudência07/10/2010Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região
Ementa: PRÁTICAS MOTIVACIONAIS HUMILHANTES. DANO MORAL. INDENIZAÇÃO DEVIDA."PRÁTICAS MOTIVACIONAIS HUMILHANTES. DANO MORAL. INDENIZAÇÃO DEVIDA. Práticas motivacionais desrespeitosas à dignidade da pessoa, que denotam o intuito de constranger e humilhar o empregado, sob o pretexto de incentivar o alcance de melhores resultados nas vendas, configuram ato ilícito, por ofender a dignidade do ser humano. Dano moral configurado. Sentença que se mantém"PROCESSO TRT RO-0000879- 60.2010.5.18.0121 - Relator Desembargador ELVECIO MOURA DOS SANTOS.
RECURSO DE REVISTA RR 9643720135090656 (TST)
Jurisprudência26/05/2017Tribunal Superior do Trabalho
Ementa: OBRIGAÇÃO DE PARTICIPAR DE REUNIÃO MOTIVACIONAL. ENTONAÇÃO DO HINO MOTIVACIONAL. O Tribunal Regional, soberano na avaliação dos fatos e provas, consignou expressamente, que "ficou evidenciado que eram obrigados todos a participar de reuniões, muitas das quais realizadas perante pessoas de fora. É natural concluir que se não participasse das manifestações exigidas pela política da empresa, inclusive a entoação do hino motivacional, não seria considerada ' colaboradora' para efeitos de futuros incrementos profissionais. Portanto, o fato de não haver uma punição específica, de domínio comum e previamente definido, não representa a real isenção de penalidade" (fls. 378). Por esses fundamentos e pela conduta patronal de exigir dos empregados a entonação de hinos motivacionais, com exposição vexatória inclusive perante terceiros, reconhece-se a ocorrência de danos morais e a responsabilidade da empregadora de indenizar a empregada, nos termos dos arts. 186 e 927 do CC . DANO MORAL. OBRIGAÇÃO DE PARTICIPAR DE REUNIÃO MOTIVACIONAL. QUANTUM INDENIZATÓRIO. O Tribunal Regional, ao manter o quantum da indenização no importe de R$ 3.000,00 (três mil reais), observou os critérios da proporcionalidade e da razoabilidade. Não restou configurada violação a dispositivo de lei, tampouco divergência jurisprudencial. NULIDADE DA DISPENSA. DESCUMPRIMENTO DA POLÍTICA DE ORIENTAÇÃO DE MELHORIA. REINTEGRAÇÃO. A decisão proferida pelo Tribunal Regional está em consonância com o entendimento firmado por esta Corte no sentido de que a previsão em norma interna do reclamado de procedimento específico para despedida do empregado vincula o empregador. Recurso de Revista de que não se conhece .
ROT 00211775520175040303 (TRT-4)
Jurisprudência28/08/2019Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região
Ementa: CANTO MOTIVACIONAL. Apresenta-se inadequada a prática empresarial de cantos motivacionais, quando expõe o trabalhador a constrangimentos pessoais diante dos demais colegas e clientes.
Recurso Ordinário RO 00005447020145040871 (TRT-4)
Jurisprudência10/11/2016Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região
Ementa: ATO MOTIVACIONAL "CHEERS". A adoção de política motivacional, entre as quais está utilização dos chamados "cheers", que representam a entoação de gritos de guerra ou canções ou danças motivacionais, nas reuniões com seus colaboradores demonstra que a reclamada extrapolou o poder diretivo do empregador, na medida que sujeitou seus empregados a tratamento humilhante e constrangedor, desrespeitando a dignidade de cada empregado. Configuração de abalo psicológico, que dá ensejo à indenização por danos morais.
Recurso Ordinário RO 00211193520165040611 (TRT-4)
Jurisprudência05/10/2018Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região
Ementa: ATO MOTIVACIONAL "CHEERS". A adoção de política motivacional, entre as quais está utilização dos chamados "cheers", que representam a entoação de gritos de guerra ou canções ou danças motivacionais, nas reuniões com seus colaboradores demonstra que a reclamada extrapolou o poder diretivo do empregador, na medida que sujeitou seus empregados a tratamento humilhante e constrangedor, desrespeitando a dignidade de cada empregado. Configuração de abalo psicológico, que dá ensejo à indenização por danos morais.
Recurso Ordinário RO 00200632120165040011 (TRT-4)
Jurisprudência09/12/2016Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região
Ementa: ATO MOTIVACIONAL "CHEERS". A adoção de política motivacional, entre as quais está utilização dos chamados "cheers", que representam a entoação de gritos de guerra ou canções ou danças motivacionais, nas reuniões com seus colaboradores demonstra que a reclamada extrapolou o poder diretivo do empregador, na medida que sujeitou seus empregados a tratamento humilhante e constrangedor, desrespeitando a dignidade de cada empregado. Configuração de abalo psicológico, que dá ensejo à indenização por danos morais.
Recurso Ordinário RO 00207991920145040008 (TRT-4)
Jurisprudência09/12/2016Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região
Ementa: ATO MOTIVACIONAL "CHEERS". A adoção de política motivacional, entre as quais está utilização dos chamados "cheers", que representam a entoação de gritos de guerra ou canções ou danças motivacionais, nas reuniões com seus colaboradores demonstra que a reclamada extrapolou o poder diretivo do empregador, na medida que sujeitou seus empregados a tratamento humilhante e constrangedor, desrespeitando a dignidade de cada empregado. Configuração de abalo psicológico, que dá ensejo à indenização por danos morais.
Buscar mais 43.196 resultados sobre "Motivacional" na busca Jusbrasil