Salário

Salário

Salário ou remuneração é o conjunto de vantagens habitualmente atribuídas aos empregados, em contrapartida de serviços prestados ao empregador, em quantia suficiente para satisfazer as necessidades próprias e da família.[1] Por outro lado, o salário na visão da gestão de pessoas da empresa, pode ser considerado como custo de aquisição e manutenção de recursos humanos, assim, denominado de despesa de pessoal. Já na contabilidade os salários são lançados na folha de pagamento. Segundo alguns juristas, existe algumas diferenças entre os termos salário e remuneração no direito do trabalho brasileiro. O salário diz respeito apenas ao pagamento em dinheiro, e a remuneração engloba também as utilidades, como alimentação, moradia, vestuário, e outras prestações in natura, como por exemplo a gorjeta. (Wikipédia)

DR. ADEvogado, Administrador
anteontem

5 descontos no salário do trabalhador que são irregulares

5 descontos no salário do trabalhador que são irregulares Um empregador não pode fazer deduções da remuneração... / salário de um empregado sem preencher critérios específicos. Apenas algumas …

Acordo na Justiça termina com promessa do trabalhador ser mantido no emprego até aposentadoria

que o empregador, além de reajustar o salário do empregado, garantiu que manterá o vínculo com ele, pelo menos, até... da Revisão da Vida Toda (Vida Inteira ou Inclusão de Todos os Salários de …

5 descontos no salário do trabalhador que são irregulares

5 descontos no salário do trabalhador que são irregulares bit.ly/2vil8v5 | Um empregador não pode fazer deduções... da remuneração / salário de um empregado sem preencher critérios específicos. …

Descontos no salário , pode ?

Descontos no salário , pode ? Muitos empregados se questionam quais os descontos no salário podem ocorrer ? Trago aqui... nos salários do empregado, salvo quando este resultar de adiantamentos, de …

Andamento do Processo n. 9003896-70.2019.8.21.0033 - 26/02/2020 do TJRS

FIXOU CRITÉRIO DE RETROAÇÃO NO QUE TANGE À REVISÃO GERAL ANUAL NOS VENCIMENTOS E SALÁRIOS DOS SERVIDORES PÚBLICOS...

Andamento do Processo n. 9003899-25.2019.8.21.0033 - 26/02/2020 do TJRS

FIXOU CRITÉRIO DE RETROAÇÃO NO QUE TANGE À REVISÃO GERAL ANUAL NOS VENCIMENTOS E SALÁRIOS DOS SERVIDORES PÚBLICOS...

Andamento do Processo n. 9003708-77.2019.8.21.0033 - 26/02/2020 do TJRS

FIXOU CRITÉRIO DE RETROAÇÃO NO QUE TANGE À REVISÃO GERAL ANUAL NOS VENCIMENTOS E SALÁRIOS DOS SERVIDORES PÚBLICOS...
DR. ADEvogado, Administrador
há 8 dias

TRT-15 condena trabalhador que entregou atestado, foi à praia e postou fotos

do Mercado + 4 Bônus Exclusivos ✅ Conheça a tese da Revisão da Vida Toda (Vida Inteira ou Inclusão de Todos os Salários...

Andamento do Processo n. 9001357-56.2019.8.21.0058 - 21/02/2020 do TJRS

EM ANÁLISE, A IMPENHORABILIDADE DE VALORES PROVENIENTES DE VENCIMENTOS, SALÁRIOS, PROVENTOS E DEMAIS QUANTIAS RECEBIDAS... - OS VENCIMENTOS, OS SUBSÍDIOS, OS SOLDOS, OS SALÁRIOS, AS REMUNERAÇÕES, …
DR. ADEvogado, Administrador
há 9 dias

‘Oito horas sem comer, só consegui tomar água’: o cadeirante que entrega comidas por aplicativos na avenida Paulista

Pela Avenida Paulista, um homem em uma cadeira de rodas trafega ofegante. Em seu colo, carrega uma bolsa na qual leva lanches que recebeu em um restaurante localizado metros atrás, na mesma via.
Resultados da busca Jusbrasil para "Salário"
00006959220105240071 (TRT-24)
Jurisprudência30/03/2011Tribunal Regional do Trabalho da 24ª Região
Ementa: SALÁRIO MÍNIMO. SALÁRIO UTILIDADE. MORADIA. O salário mínimo legal é definido pela Constituição Federal como a menor remuneração que pode ser paga ao empregado, ante os princípios da dignidade da pessoa humana e do valor social do trabalho. O art. 458 , § 3º , da CLT permite o pagamento de parte do salário com o fornecimento de utilidade, no caso de moradia o limite legal é de 25% do salário. Sob esses parâmetros, o pagamento de salário aquém do mínimo legal, já considerado o percentual de 25% do salário in natura, enseja direito a diferenças salariais, pois é inconstitucional o pagamento de salário inferior ao mínimo estabelecido, por afrontar a dignidade do trabalhador.
AGRAVO DE PETICAO AP 32597 325/97 (TRT-3)
Jurisprudência18/07/1997Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região
Ementa: ADICIONAL DE TRANSFERÊNCIA - SALÁRIO, SALÁRIOS (REMUNERAÇÃO) - SALÁRIO-BASE. A base de incidência do adicional de transferência, a teor do art. 469 , parágrafo 3o. da CLT , é "salários", utilizado o termo no plural. A doutrina estabelece o conceito de salário e salários, este último considerado como a remuneração percebida pelo empregado; assevera que "o termo remuneração equivale a salário"lato sensu", empregando a CLT , às vezes, no mesmo sentido, a palavra salários (art. 469, 495 e 503) no plural, enquanto salário no singular"stricto sensu", tem a acepção de salário fixo, de ordenado (art. 457)" (Direito Social Brasileiro. Cesarino Júnior, 1963, p. 159). A distinção existente entre remuneração e salário é de importância para o Direito do Trabalho Brasileiro, uma vez que há institutos jurídicos calculados ora com base em um destes conceitos, ora com base em outro. Logo, o adicional de transferência, em consonância com a doutrina, deveria ser computado não sobre o salário e sim sobre a remuneração percebida pelo autor. Entretanto, como a decisão transitada em julgado não fez menção a salários (como remuneração), mas a salário-base, assim entendido o salário puro, o comando exeq"uendo deve ser obedecido, uma vez que na execução não se deve inovar ou modificar a sentença liq"uidanda, nem discutir matéria pertinente à causa principal ( parágrafo 1o. do art. 879 da CLT ).
00006959220105240071 (TRT-24)
Jurisprudência08/04/2011Tribunal Regional do Trabalho da 24ª Região
Ementa: SALÁRIO MÍNIMO. SALÁRIO UTILIDADE. MORADIA. O salário mínimo legal é definido pela Constituição Federal como a menor remuneração que pode ser paga ao empregado, ante os princípios da dignidade da pessoa humana e do valor social do trabalho. O art. 458 , § 3º , da CLT permite o pagamento de parte do salário com o fornecimento de utilidade, no caso de moradia o limite legal é de 25% do salário. Sob esses parâmetros, o pagamento de salário aquém do mínimo legal, já considerado o percentual de 25% do salário in natura, enseja direito a diferenças salariais, pois é inconstitucional o pagamento de salário inferior ao mínimo estabelecido, por afrontar a dignidade do trabalhador.
02267001820015200000 (TRT-20)
Jurisprudência07/06/2002Tribunal Regional do Trabalho da 20ª Região
Ementa: REDUÇÃO DE SALÁRIO - INCONSTITUCIONALIDADE. REDUÇÃO DE SALÁRIO - INCONSTITUCIONALIDADE. REDUÇÃO DE SALÁRIO - INCONSTITUCIONALIDADE. REDUÇÃO DE SALÁRIO -- INCONSTITUCIONALIDADE. A Carta Política vigente assegura a irredutibilidade do salário, salvo se disposto em convenção ou acordo coletivo, nos termos do art. 7º VI .
RECURSO ESPECIAL REsp 158243 RS 1997/0088545-3 (STJ)
Jurisprudência04/05/1998Superior Tribunal de Justiça
Ementa: RESP - PREVIDENCIARIO - SALÁRIO DE BENEFICIO - SALÁRIO DE CONTRIBUIÇÃO - A CONSTITUIÇÃO DE 1988 RESGUARDA O VALOR REAL DO SALÁRIO DE CONTRIBUIÇÃO, PROMOVENDO-SE A CORREÇÃO MONETÁRIA. NÃO ASSIM, POREM, A EQUIVALENCIA DO SALÁRIO DE BENEFICIO COM O VALOR DOS SALARIOS DE CONTRIBUIÇÃO.
00114008420075200001 (TRT-20)
Jurisprudência13/02/2008Tribunal Regional do Trabalho da 20ª Região
Ementa: VINCULAÇÃO DO SALÁRIO PROFISSIONAL AO SALÁRIO MÍNIMO - VIOLAÇÃO AO ARTIGO 7º , INCISO IV , DA CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICAAfronta o disposto no artigo 7º , inciso IV , da Constituição da República dispositivo de lei que vincula o salário profissional de determinada categoria ao salário mínimo legal, consoante reiterado entendimento do Supremo Tribunal Federal nesse sentido.
RECURSO EM MANDADO DE SEGURANÇA RMS 5319 (STF)
Jurisprudência01/01/1970Supremo Tribunal Federal
Ementa: NÃO HÁ QUE CONFUNDIR SALÁRIO VIGENTE COM SALÁRIO PERCEBIDO; A LEI NÃO FALA EM SALÁRIO MINIMO MENSAL E SIM EM SALÁRIO MINIMO AO QUAL NÃO PODE SER INFERIOR O SALÁRIO PERCEBIDO, SEJA POR HORA, POR TAREFA, POR QUINZENA, POR SEMANA, ETC.
2081200800818000 GO 02081-2008-008-18-00-0 (TRT-18)
Jurisprudência20/11/2009Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região
Ementa: HORA-SALÁRIO. DIVISOR.BANCÁRIO. HORA-SALÁRIO. DIVISOR. BANCÁRIO. HORA-SALÁRIO. DIVISOR.BANCÁRIO. HORA-SALÁRIO. DIVISOR. BANCÁRIO. HORA-SALÁRIO. DIVISOR.BANCÁRIO. HORA-SALÁRIO. DIVISOR. BANCÁRIO. HORA-SALÁRIO. DIVISOR.-BANCÁRIO. HORA-SALÁRIO. DIVISOR. O bancário sujeito à jornada de 8 (oito) horas (art. 224 , § 2º ,da CLT ), após a CF/1988 , tem salário-hora calculado com base no divisor 220 (duzentos e vinte), não mais 240 (duzentos e quarenta). - Súmula 343/TST.
APELAÇÃO CIVEL AC 155483 97.02.41238-2 (TRF-2)
Jurisprudência29/03/2001Tribunal Regional Federal da 2ª Região
Ementa: PREVIDENCIÁRIO - SALÁRIO DE CONTRIBUIÇÃO - SALÁRIO DE BENEFÍCIO - ENQUADRAMENTO NA FAIXA DE 15 (QUINZE) SALÁRIOS DE CONTRIBUIÇÃO - 13º SALÁRIO REFERENTE AOS ANOS DE 1988 E 1989. I - Não se deve confundir salário de contribuição com salário benefício. O apelante obteve com a decisão judicial transitado em julgado o enquadramento na faixa de 15 (quinze) salários de contribuição e não o recebimento de 15 (quinze) salários mínimos de benefício mensalmente. II - Correta a sentença quanto ao pagamento do 13º salário. III - Apelação improvida
RECURSO ESPECIAL REsp 168110 SP 1998/0020202-1 (STJ)
Jurisprudência13/10/1998Superior Tribunal de Justiça
Ementa: SALÁRIO-DE-CONTRIBUIÇÃO. SALÁRIO-DE-BENEFÍCIO. - Valor máximo. O salário-de-benefício está limitado, no seu valor, ao salário-de-contribuição na data do benefício.
Buscar mais 34.703.499 resultados sobre "Salário" na busca Jusbrasil