Carregando...
Jusbrasil - Tópicos
15 de novembro de 2018
Artigo 4 da Lei nº 13.165 de 29 de Setembro de 2015

Art. 4 da Lei 13165/15

Lei nº 13.165 de 29 de Setembro de 2015

Altera as Leis nos 9.504, de 30 de setembro de 1997, 9.096, de 19 de setembro de 1995, e 4.737, de 15 de julho de 1965 - Código Eleitoral, para reduzir os custos das campanhas eleitorais, simplificar a administração dos Partidos Políticos e incentivar a participação feminina.

Art. 4o A Lei no 4.737, de 15 de julho de 1965 - Código Eleitoral, passa a vigorar com as seguintes alterações:

“Art. 7o .......................................................................

......................................................................................

§ 4o O disposto no inciso V do § 1o não se aplica ao eleitor no exterior que requeira novo passaporte para identificação e retorno ao Brasil.” (NR)

“Art. 14. ......................................................................

......................................................................................

§ 3o Da homologação da respectiva convenção partidária até a diplomação e nos feitos decorrentes do processo eleitoral, não poderão servir como juízes nos Tribunais Eleitorais, ou como juiz eleitoral, o cônjuge ou o parente consanguíneo ou afim, até o segundo grau, de candidato a cargo eletivo registrado na circunscrição.

............................................................................” (NR)

“Art. 28. .....................................................................

......................................................................................

§ 4o As decisões dos Tribunais Regionais sobre quaisquer ações que importem cassação de registro, anulação geral de eleições ou perda de diplomas somente poderão ser tomadas com a presença de todos os seus membros.

§ 5o No caso do § 4o, se ocorrer impedimento de algum juiz, será convocado o suplente da mesma classe.” (NR)

“Art. 93. O prazo de entrada em cartório ou na Secretaria do Tribunal, conforme o caso, de requerimento de registro de candidato a cargo eletivo terminará, improrrogavelmente, às dezenove horas do dia 15 de agosto do ano em que se realizarem as eleições.

§ 1o Até vinte dias antes da data das eleições, todos os requerimentos, inclusive os que tiverem sido impugnados, devem estar julgados pelas instâncias ordinárias, e publicadas as decisões a eles relativas.

§ 2o As convenções partidárias para a escolha dos candidatos serão realizadas, no máximo, até 5 de agosto do ano em que se realizarem as eleições.

............................................................................” (NR)

“Art. 108. Estarão eleitos, entre os candidatos registrados por um partido ou coligação que tenham obtido votos em número igual ou superior a 10% (dez por cento) do quociente eleitoral, tantos quantos o respectivo quociente partidário indicar, na ordem da votação nominal que cada um tenha recebido.

Parágrafo único. Os lugares não preenchidos em razão da exigência de votação nominal mínima a que se refere o caput serão distribuídos de acordo com as regras do art. 109.” (NR)

“Art. 109. Os lugares não preenchidos com a aplicação dos quocientes partidários e em razão da exigência de votação nominal mínima a que se refere o art. 108 serão distribuídos de acordo com as seguintes regras:

I - dividir-se-á o número de votos válidos atribuídos a cada partido ou coligação pelo número de lugares definido para o partido pelo cálculo do quociente partidário do art. 107, mais um, cabendo ao partido ou coligação que apresentar a maior média um dos lugares a preencher, desde que tenha candidato que atenda à exigência de votação nominal mínima;

II - repetir-se-á a operação para cada um dos lugares a preencher;

III - quando não houver mais partidos ou coligações com candidatos que atendam às duas exigências do inciso I, as cadeiras serão distribuídas aos partidos que apresentem as maiores médias.

§ 1o O preenchimento dos lugares com que cada partido ou coligação for contemplado far-se-á segundo a ordem de votação recebida por seus candidatos.

§ 2o Somente poderão concorrer à distribuição dos lugares os partidos ou as coligações que tiverem obtido quociente eleitoral.” (NR)

“Art. 112. .....................................................................

Parágrafo único. Na definição dos suplentes da representação partidária, não há exigência de votação nominal mínima prevista pelo art. 108.” (NR)

“Art. 224. ....................................................................

......................................................................................

§ 3o A decisão da Justiça Eleitoral que importe o indeferimento do registro, a cassação do diploma ou a perda do mandato de candidato eleito em pleito majoritário acarreta, após o trânsito em julgado, a realização de novas eleições, independentemente do número de votos anulados.

§ 4o A eleição a que se refere o § 3o correrá a expensas da Justiça Eleitoral e será:

I - indireta, se a vacância do cargo ocorrer a menos de seis meses do final do mandato; (Vide ADIN Nº 5.525)

II - direta, nos demais casos.” (NR)

“Art. 233-A. Aos eleitores em trânsito no território nacional é assegurado o direito de votar para Presidente da República, Governador, Senador, Deputado Federal, Deputado Estadual e Deputado Distrital em urnas especialmente instaladas nas capitais e nos Municípios com mais de cem mil eleitores.

§ 1o O exercício do direito previsto neste artigo sujeita-se à observância das regras seguintes:

I - para votar em trânsito, o eleitor deverá habilitar-se perante a Justiça Eleitoral no período de até quarenta e cinco dias da data marcada para a eleição, indicando o local em que pretende votar;

II - aos eleitores que se encontrarem fora da unidade da Federação de seu domicílio eleitoral somente é assegurado o direito à habilitação para votar em trânsito nas eleições para Presidente da República;

III - os eleitores que se encontrarem em trânsito dentro da unidade da Federação de seu domicílio eleitoral poderão votar nas eleições para Presidente da República, Governador, Senador, Deputado Federal, Deputado Estadual e Deputado Distrital.

§ 2o Os membros das Forças Armadas, os integrantes dos órgãos de segurança pública a que se refere o art. 144 da Constituição Federal, bem como os integrantes das guardas municipais mencionados no § 8o do mesmo art. 144, poderão votar em trânsito se estiverem em serviço por ocasião das eleições.

§ 3o As chefias ou comandos dos órgãos a que estiverem subordinados os eleitores mencionados no § 2o enviarão obrigatoriamente à Justiça Eleitoral, em até quarenta e cinco dias da data das eleições, a listagem dos que estarão em serviço no dia da eleição com indicação das seções eleitorais de origem e destino.

§ 4o Os eleitores mencionados no § 2o, uma vez habilitados na forma do § 3o, serão cadastrados e votarão nas seções eleitorais indicadas nas listagens mencionadas no § 3o independentemente do número de eleitores do Município.” (NR)

“Art. 240. A propaganda de candidatos a cargos eletivos somente é permitida após o dia 15 de agosto do ano da eleição.

............................................................................” (NR)

“Art. 257. .....................................................................

§ 1o ..............................................................................

§ 2o O recurso ordinário interposto contra decisão proferida por juiz eleitoral ou por Tribunal Regional Eleitoral que resulte em cassação de registro, afastamento do titular ou perda de mandato eletivo será recebido pelo Tribunal competente com efeito suspensivo.

§ 3o O Tribunal dará preferência ao recurso sobre quaisquer outros processos, ressalvados os de habeas corpus e de mandado de segurança.” (NR)

“Art. 368-A. A prova testemunhal singular, quando exclusiva, não será aceita nos processos que possam levar à perda do mandato.”

Pg. 13. Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal TRE-DF de 14/11/2018

proporcional, o art. 4º da Lei 13.165/2015, foi ajuizada a ADI 5420 pelo Procurador-Geral da República, no trecho... vigor, conforme explicitado quando da análise da preliminar supra, item 'd', sendo que a Lei 13.165/2015 foi... pela Lei 13.165/2015. Naquelas ações foram discutidas alterações legais distin...

Andamento do Processo n. 0600481-26.2018.6.09.0000 - 04/10/2018 do TRE-GO

Processo 0600481-26.2018.6.09.0000 TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE GOIÁS ACÓRDÃO MANDADO DE SEGURANÇA (120) - PROCESSO Nº 0600481-26.2018.6.09.0000 APARECIDA DE GOIÂNIA - GOIÁS RELATOR: DESEMBARGADOR

Pg. 16. Tribunal Regional Eleitoral de Goiás TRE-GO de 04/10/2018

(...) Art. 1.022. Cabem embargos de declaração contra qualquer decisão judicial para: I –esclarecer obscuridade ou eliminar contradição; II –suprir omissão de ponto ou questão sobre o qual devia se

Andamento do Processo n. 5.759 - Ação Direta de Inconstitucionalidade - 05/09/2018 do STF

AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE 5.759 (697) ORIGEM : 5759 - SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL PROCED. : DISTRITO FEDERAL RELATOR :MIN. ROBERTO BARROSO REQTE.(S) : DIRETÓRIO NACIONAL DO PODEMOS ADV.(A/S)

Pg. 105. Supremo Tribunal Federal STF de 05/09/2018

constitucionalidade apreciada em recente julgamento do Plenário deste Supremo Tribunal, de 08.03.2018. Por razões de economia processual e em virtude da ausência de justificativa para reapreciar

Andamento do Processo n. 1-90.2017.6.18.0062– - Recurso Especial / Ação de Impugnação de Mandato Eletivo - 20/08/2018 do TRE-PI

AVISO DE INTIMAÇÃO RECURSO ESPECIAL NA AÇÃO DE IMPUGNAÇÃO DE MANDATO ELETIVO Nº 1-90.2017.6.18.0062– CLASSE 2. PROCEDÊNCIA: Dom Expedito Lopes-PI (62ª Zona Eleitoral - Picos) RELATOR: Juiz Daniel

Pg. 5. Tribunal Regional Eleitoral de Piauí TRE-PI de 20/08/2018

ADVOGADO: Dr. Willian Guimarães Santos de Carvalho OAB nº 2644/PI ADVOGADO: Dr. Luis Soares de Amorim OAB nº 2433/PI ADVOGADO: Dr. Emmanuel Fonseca de Souza OAB nº 4555/PI ADVOGADO: Dra. Andréia de

Ação de Impugnação de Mandato Eletivo: AIME 190 DOM EXPEDITO LOPES - PI

AÇÃO DE IMPUGNAÇÃO DE MANDATO ELETIVO. ELEIÇÕES MUNICIPAIS 2016. PREFEITO E VICE-PREFEITO. ALEGATIVAS DE CORRUPÇÃO ELEITORAL E ABUSO DE PODER ECONÔMICO. PRELIMINAR DE NULIDADE DA SENTENÇA POR CERCEAMENTO DE DEFESA. INDEFERIMENTO DE PEDIDOS DE DILIGÊNCIA E JULGAMENTO DE IMPROCEDÊNCIA POR FALTA DE PROVAS. NEGATIVA DEVIDA...

Andamento do Processo n. 1-90.2017.6.18.0062 - Ação de Impugnação de Mandato Eletivo - 29/05/2018 do TRE-PI

AÇÃO DE IMPUGNAÇÃO DE MANDATO ELETIVO Nº 1-90.2017.6.18.0062 - CLASSE 2 . ORIGEM: DOM EXPEDITO LOPES/PI (62ª ZONA ELEITORAL – PICOS/PI) Recorrentes: Coligação UNIDOS POR DOM EXPEDITO LOPES

Pg. 6. Tribunal Regional Eleitoral de Piauí TRE-PI de 29/05/2018

Francisca Ivete do Nascimento Lima, candidata a Prefeita de Dom Expedito Lopes/PI Advogados: Maxwell Martins Dantas (OAB: 12.077/PI), Willian Guimarães Santos de Carvalho (OAB: 2.644/PI), Luis Soares

×