Artigo 1 da Lei nº 13.172 de 21 de Outubro de 2015

Lei nº 13.172 de 21 de Outubro de 2015

Altera as Leis nos 10.820, de 17 de dezembro de 2003, 8.213, de 24 de julho de 1991, e 8.112, de 11 de dezembro de 1990, para dispor sobre desconto em folha de pagamento de valores destinados ao pagamento de cartão de crédito.
Art. 1o A Lei no 10.820, de 17 de dezembro de 2003, passa a vigorar com as seguintes alterações:
“Art. 1o Os empregados regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho - CLT, aprovada pelo Decreto-Lei no 5.452, de 1o de maio de 1943, poderão autorizar, de forma irrevogável e irretratável, o desconto em folha de pagamento ou na sua remuneração disponível dos valores referentes ao pagamento de empréstimos, financiamentos, cartões de crédito e operações de arrendamento mercantil concedidos por instituições financeiras e sociedades de arrendamento mercantil, quando previsto nos respectivos contratos.
§ 1o O desconto mencionado neste artigo também poderá incidir sobre verbas rescisórias devidas pelo empregador, se assim previsto no respectivo contrato de empréstimo, financiamento, cartão de crédito ou arrendamento mercantil, até o limite de 35% (trinta e cinco por cento), sendo 5% (cinco por cento) destinados exclusivamente para:
I - a amortização de despesas contraídas por meio de cartão de crédito; ou
II - a utilização com a finalidade de saque por meio do cartão de crédito.
....................................................................................” (NR)
“Art. 2o .......................................................................
.............................................................................................
III - instituição consignatária, a instituição autorizada a conceder empréstimo ou financiamento ou realizar operação com cartão de crédito ou de arrendamento mercantil mencionada no caput do art. 1o;
IV - mutuário, empregado que firma com instituição consignatária contrato de empréstimo, financiamento, cartão de crédito ou arrendamento mercantil regulado por esta Lei;
.............................................................................................
VII - desconto, ato de descontar na folha de pagamento ou em momento anterior ao do crédito devido pelo empregador ao empregado como remuneração disponível ou verba rescisória o valor das prestações assumidas em operação de empréstimo, financiamento, cartão de crédito ou arrendamento mercantil; e .............................................................................................
§ 2o ...............................................................................
I - a soma dos descontos referidos no art. 1o não poderá exceder a 35% (trinta e cinco por cento) da remuneração disponível, conforme definido em regulamento, sendo 5% (cinco por cento) destinados exclusivamente para:
a) a amortização de despesas contraídas por meio de cartão de crédito; ou
b) a utilização com a finalidade de saque por meio do cartão de crédito; e ...................................................................................” (NR)
“Art. 3o .........................................................................
..............................................................................................
§ 3o Cabe ao empregador informar, no demonstrativo de rendimentos do empregado, de forma discriminada, o valor do desconto mensal decorrente de cada operação de empréstimo, financiamento, cartão de crédito ou arrendamento mercantil e os custos operacionais referidos no § 2o.
...................................................................................” (NR)
“Art. 4o A concessão de empréstimo, financiamento, cartão de crédito ou arrendamento mercantil será feita a critério da instituição consignatária, sendo os valores e as demais condições objeto de livre negociação entre ela e o mutuário, observadas as demais disposições desta Lei e seu regulamento.
§ 1o Poderá o empregador, com a anuência da entidade sindical representativa da maioria dos empregados, sem ônus para estes, firmar, com instituições consignatárias, acordo que defina condições gerais e demais critérios a serem observados nas operações de empréstimo, financiamento, cartão de crédito ou arrendamento mercantil que venham a ser realizadas com seus empregados.
§ 2o Poderão as entidades e centrais sindicais, sem ônus para os empregados, firmar, com instituições consignatárias, acordo que defina condições gerais e demais critérios a serem observados nas operações de empréstimo, financiamento, cartão de crédito ou arrendamento mercantil que venham a ser realizadas com seus representados.
§ 3o Na hipótese de ser firmado um dos acordos a que se referem os §§ 1o ou 2o e sendo observados e atendidos pelo empregado todos os requisitos e condições nele previstos, inclusive as regras de concessão de crédito, não poderá a instituição consignatária negar-se a celebrar a operação de empréstimo, financiamento, cartão de crédito ou arrendamento mercantil.
...................................................................................” (NR)
“Art. 5o ..........................................................................
§ 1o O empregador, salvo disposição contratual em contrário, não será corresponsável pelo pagamento dos empréstimos, financiamentos, cartões de crédito e arrendamentos mercantis concedidos aos seus empregados, mas responderá como devedor principal e solidário perante a instituição consignatária por valores a ela devidos em razão de contratações por ele confirmadas na forma desta Lei e de seu regulamento que deixarem, por sua falha ou culpa, de ser retidos ou repassados.
§ 2o Na hipótese de comprovação de que o pagamento mensal do empréstimo, financiamento, cartão de crédito ou arrendamento mercantil tenha sido descontado do mutuário e não tenha sido repassado pelo empregador, ou pela instituição financeira mantenedora, na forma do § 5o, à instituição consignatária, fica esta proibida de incluir o nome do mutuário em cadastro de inadimplentes.
...................................................................................” (NR)
“Art. 6o Os titulares de benefícios de aposentadoria e pensão do Regime Geral de Previdência Social poderão autorizar o Instituto Nacional do Seguro Social - INSS a proceder aos descontos referidos no art. 1o e autorizar, de forma irrevogável e irretratável, que a instituição financeira na qual recebam seus benefícios retenha, para fins de amortização, valores referentes ao pagamento mensal de empréstimos, financiamentos, cartões de crédito e operações de arrendamento mercantil por ela concedidos, quando previstos em contrato, nas condições estabelecidas em regulamento, observadas as normas editadas pelo INSS.
..............................................................................................
§ 5o Os descontos e as retenções mencionados no caput não poderão ultrapassar o limite de 35% (trinta e cinco por cento) do valor dos benefícios, sendo 5% (cinco por cento) destinados exclusivamente para:
I - a amortização de despesas contraídas por meio de cartão de crédito; ou
II - a utilização com a finalidade de saque por meio do cartão de crédito.
.................................................................................” (NR)

Intimação - Procedimento Comum Cível - 0004630-52.2020.8.16.0075 - Disponibilizado em 14/05/2021 - TJPR

NÚMERO ÚNICO: 0004630-52.2020.8.16.0075 POLO ATIVO ANTONIO FERREIRA SANTANA POLO PASSIVO BANCO BMG SA ADVOGADO(A/S) ANDERSON FLOGNER | 78164/PR EMERSON FLOGNER | 55925/PR RENATO CHAGAS CORRÊA DA…

Página 3054 da Judicial - 1ª Instância - Interior - Parte I do Diário de Justiça do Estado de São Paulo (DJSP) de 12 de Maio de 2021

Processo 0007315-78.2020.8.26.0196 (processo principal 1004027-08.2020.8.26.0196) - Cumprimento de sentença -Despesas Condominiais - Festeggiare Club e Condomínio - Simone Martins Ramos - Cumpra-se a…

Tribunal de Justiça de São Paulo TJ-SP - Apelação Cível : AC 1006529-20.2017.8.26.0132 SP 1006529-20.2017.8.26.0132

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SAO PAULO Registro: 2021.0000346004 ACÓRDAO Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação Cível nº 1006529-20.2017.8.26.0132, da Comarca de…

Tribunal de Justiça de São Paulo TJ-SP - Agravo de Instrumento : AI 2289732-76.2020.8.26.0000 SP 2289732-76.2020.8.26.0000

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SAO PAULO Registro: 2021.0000330815 ACÓRDAO Vistos, relatados e discutidos estes autos de Agravo de Instrumento nº 2289732-76.2020.8.26.0000, da…

Tribunal de Justiça de São Paulo TJ-SP - Apelação Cível : AC 1016847-74.2020.8.26.0482 SP 1016847-74.2020.8.26.0482

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SAO PAULO Registro: 2021.0000330308 ACÓRDAO Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação Cível nº 1016847-74.2020.8.26.0482, da Comarca de…

Tribunal de Justiça de São Paulo TJ-SP - Apelação Cível : AC 1027266-56.2020.8.26.0482 SP 1027266-56.2020.8.26.0482

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SAO PAULO Registro: 2021.0000330300 ACÓRDAO Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação Cível nº 1027266-56.2020.8.26.0482, da Comarca de…

Andamento do Processo n. 0803016-63.2021.8.02.0000 - Agravo de Instrumento - 30/04/2021 do TJAL

Agravo de Instrumento n.º 0803016-63.2021.8.02.0000 Financiamento de Produto 2ª Câmara Cível Relator: Des. Otávio Leão Praxedes Revisor: Revisor do processo ‘’não informado’’ Agravante : Defensoria…

Página 216 da Jurisdicional e Administrativo do Diário de Justiça do Estado de Alagoas (DJAL) de 30 de Abril de 2021

sentido, argumentou que “o perigo de dano, por outro lado, é manifesto, porquanto o objeto da presente demanda envolve verba alimentar, razão pela qual a manutenção dos descontos têm provocado…

Página 892 da Caderno Judicial das Comarcas do Diário de Justiça do Estado do Mato Grosso (DJMT) de 30 de Abril de 2021

deverão ser devidamente corrigidos e acrescidos de juros, desde a data de cada desconto indevido; 5) Seja o Requerido condenado a repetição do indébito, em dobro, no valor de R$ 2.038,80 (dois mil e…

Andamento do Processo n. 0803016-63.2021.8.02.0000 - Agravo de Instrumento - 28/04/2021 do TJAL

Agravo de Instrumento n.º 0803016-63.2021.8.02.0000 Financiamento de Produto 2ª Câmara Cível Relator: Des. Otávio Leão Praxedes Revisor: Revisor do processo ‘’não informado’’ Agravante : Defensoria…

Termo ou Assunto relacionado