Carregando...
JusBrasil - Tópicos
30 de agosto de 2014
Débitos anteriores à arrematação do imóvel Editar Foto
×

Alterar Imagem

Envie uma imagem

Débitos anteriores à arrematação do imóvel Editar

Cancelar
Adicione uma descrição a este tópico. Editar
470 caracteres restantes
Cancelar
Ainda não há documentos separados para este tópico.

Resultados da busca JusBrasil para "Débitos anteriores à arrematação do imóvel"

TJ-RS - Agravo de Instrumento AI 70039454582 RS (TJ-RS)

Data de publicação: 14/12/2010

Ementa: AGRAVO DE INSTRUMENTO. AÇÃO DE COBRANÇA DE COTAS CONDOMINIAIS. CUMPRIMENTO DE SENTENÇA. SUCESSÃO PROCESSUAL. DÉBITOS ANTERIORES Á ARREMATAÇÃO DO IMÓVEL. LEGITIMIDADE PASSIVA DO ARREMATANTE. PRECEDENTE DO STJ. EXCEÇÃO A EXAMINADA MEDIANTE INTEGRAÇÃO À LIDE DOS COMPRADORES. PROVIDO, EM PARTE, O AGRAVO DE INSTRUMENTO. MAIORIA. (Agravo de Instrumento Nº 70039454582, Décima Oitava Câmara Cível, Tribunal de Justiça do RS, Relator: Nara Leonor Castro Garcia, Julgado em 02/12/2010)

TJ-PR - Apelação Cível AC 7030222 PR 0703022-2 (TJ-PR)

Data de publicação: 09/12/2010

Ementa: APELAÇÃO CÍVEL - AÇÃO SUMÁRIA DE COBRANÇA - TAXAS DE CONDOMÍNIO - ARREMATAÇÃO - DÉBITOS ANTERIORES À ARREMATAÇÃO DO IMÓVEL - OBRIGAÇÃO PROPTER REM - ÔNUS QUE SE TRANSFERE AO ARREMATANTE - INTELIGÊNCIA DO DISPOSTO NO ARTIGO 1345 DO CÓDIGO CIVIL . Em se tratando de encargo condominial a obrigação acompanha o bem e adere às alterações subjetivas que se sucederem. Portanto, diante da ambulatoriedade passiva das obrigações propter rem no âmbito dos encargos condominiais, afigura-se plenamente possível a cobrança do Arrematante, o qual, pela qualidade de novo titular dos imóveis, responde pelos débitos condominiais, inclusive os anteriores à aquisição (art. 1345 do Código Civil de 2002). RECURSO CONHECIDO E PROVIDO.

TJ-SP - Apelação Sem Revisão SR 1013484009 SP (TJ-SP)

Data de publicação: 16/09/2008

Ementa: PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS. COBRANÇA. ABASTECIMENTO DE ÁGUA E COLETA DE ESGOTO. DÉBITOS ANTERIORES À ARREMATAÇÃO DO IMÓVEL. ARREMATANTE QUE SÓ ESTÁ OBRIGADO AO PAGAMENTO DE DÉBITO TRIBUTÁRIO ORIUNDO DE IMPOSTOS, TAXAS E CONTRIBUIÇÕES DE MELHORIA. RECURSO IMPROVIDO. A arrematante do imóvel so está obrigada ao pagamento de débitos tributários oriundos de impostos, taxas e contribuições de melhoria, que não se amolda à hipótese vertente, pois o débito perseguido pela autora se cuida de preço público .

TJ-SP - Apelação APL 9070899942005826 SP 9070899-94.2005.8.26.0000 (TJ-SP)

Data de publicação: 07/02/2012

Ementa: APELAÇÃO Mandado de segurança IPTU- Cobrança de débitos anteriores à arrematação do imóvel em hasta pública. Inadmissibilidade. Aplicação do art. 130 , parágrafo único , do CTN . Modalidade de aquisição originária da propriedade. Precedentes do STJ. Recurso provido.

TJ-PR - 8725668 PR 872566-8 (Acórdão) (TJ-PR)

Data de publicação: 19/04/2012

Ementa: AGRAVO DE INSTRUMENTO. AÇÃO DE COBRANÇA. COTAS CONDOMINIAIS INADIMPLIDAS. AQUISIÇÃO DE IMÓVEL ATRAVÉS DE ARREMATAÇÃO JUDICIAL. DECISÃO OBJURGADA DETERMINA O PAGAMENTO DA DÍVIDA PELO ADQUIRENTE DO IMÓVEL. FORMAL INCONFORMISMO. DÉBITOS ANTERIORES À ARREMATAÇÃO DO IMÓVEL, REALIZADA AÇÃO DE COBRANÇA DE DESPESAS DE CONDOMÍNIO. OBRIGAÇÃO PROPTER REM. DÍVIDA EXPRESSAMENTE RELACIONADA NO EDITAL DE PRACEAMENTO. INEXISTÊNCIA DE AFRONTA AO ARTIGO 686 , V DO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL . ILEGITIMIDADE PASSIVA NÃO CONFIGURADA. ALEGAÇÃO DE EXCESSO DE EXECUÇÃO NOS CÁLCULOS APRESENTADOS. NÃO CONHECIMENTO. INOVAÇAÕ EM SEDE RECRUSAL. RECURSO NÃO PROVIDO.

STJ - RECURSO ESPECIAL REsp 1087275 SP 2008/0195833-4 (STJ)

Data de publicação: 10/12/2009

Ementa: PROCESSUAL CIVIL. RECURSO ESPECIAL. IMÓVEL ARREMATADO EM HASTA PÚBLICA, PARA FINS DE PAGAMENTO DE DÍVIDAS TRABALHISTAS. DÉBITOS DE IPTU RELATIVOS AO PERÍODO ANTERIOR À ARREMATAÇÃO. COBRANÇA EM FACE DO ANTIGO PROPRIETÁRIO. IMPOSSIBILIDADE DE OPOSIÇÃO DA REGRA PREVISTA NO ART. 130 , PARÁGRAFO ÚNICO , DO CTN . 1. Examinando-se o art. 130 do CTN , pode-se afirmar que, em regra, o adquirente do imóvel é responsável pelos débitos tributários incidentes sobre o imóvel. Contudo, não será responsável quando: 1) conste do título a prova de quitação de tais débitos (art. 130, caput, parte final); 2) ocorrer arrematação em hasta pública (art. 130, parágrafo único). Não obstante sejam hipóteses de afastamento da responsabilidade do adquirente do imóvel, cumpre esclarecer que no primeiro caso há a transferência voluntária do imóvel — o antigo proprietário figura como alienante — e, no segundo, a perda da propriedade ocorre de modo compulsório. Impende ressaltar que tanto a transferência voluntária da propriedade imóvel quanto a arrematação em hasta pública, isoladamente consideradas, não configuram hipóteses de extinção do crédito tributário. 2. No que se refere à transferência voluntária, como bem observado por Luiz Alberto Gurgel de Faria, "se no título de aquisição houver prova de quitação dos tributos, nenhuma responsabilidade será transferida" e, caso na certidão negativa haja ressalva sobre a possível cobrança de créditos tributários posteriormente apurados, "o débito apenas poderá ser cobrado do antigo proprietário, detentor do domínio útil ou possuidor, uma vez que a prova de quitação desonera por completo o adquirente" ( Código Tributário Nacional Comentado: doutrina e jurisprudência, coordenador Vladimir Passos de Freitas, 4ª ed. rev. atual. e ampl., São Paulo: Editora Revista dos Tribunais, 2007, pág. 628). No mesmo sentido é o entendimento de Hugo de Brito Machado, para o qual "a ressalva constante dessas certidões prevalece apenas no sentido de poder o fisco cobrar créditos tributários que porventura venha a apurar, contra o contribuinte, pois a certidão de quitação, mesmo com a ressalva, impede que se configure a responsabilidade tributária do adquirente" (Curso de Direito Tributário, 29ª ed., São Paulo: Malheiros, 2008, pág. 152). Assim, não obstante o Código Tributário Nacional afaste a responsabilidade do adquirente, não há falar em extinção do crédito tributário, subsistindo a responsabilidade do antigo proprietário. 3. De igual modo, quando o imóvel é arrematado em hasta pública, se a arrematação não enseja a quitação dos débitos fiscais — como ocorre no caso dos autos —, não há falar em extinção do crédito tributário. Especificamente em relação a esta hipótese, impende ressaltar que o parágrafo único do art. 130 do CTN traz uma exceção de responsabilidade oponível apenas pelo adquirente do imóvel em hasta pública, ou seja, não beneficia o antigo proprietário, como bem observou o Tribunal de origem. 5. Recurso especial desprovido....

TJ-RS - Apelação Cível AC 70041768268 RS (TJ-RS)

Data de publicação: 16/03/2012

Ementa: APELAÇÃO CÍVEL. AÇÃO DE COBRANÇA DE COTAS CONDOMINIAIS DIRECIONADA À ARREMATANTE DO IMÓVEL E TENDO POR OBJETO DÉBITO CONDOMINIAL DE PERÍODO ANTERIOR À ARREMATAÇÃO. SENTENÇA DE PROCEDÊNCIA DO PEDIDO. RECURSO DA RÉ. Débito condominial gerado anteriormente à aquisição do imóvel via arrematação em processo judicial, sem ressalva relativa a dívidas no edital. Ilegitimidade ad causam da arrematante com relação às parcelas anteriores à expedição da carta de arrematação. Doutrina e jurisprudência acerca da obrigação propter rem. Consequente extinção do feito, sem...

TJ-SP - Agravo de Instrumento AI 589857920118260000 SP 0058985-79.2011.8.26.0000 (TJ-SP)

Data de publicação: 17/10/2011

Ementa: AGRAVO DE INSTRUMENTO. EXECUÇÃO DE DESPESAS CONDOMINIAIS. ARREMATAÇÃO DO IMÓVEL PENHORADO. INFORMAÇÃO POSTERIOR SOBRE A EXISTÊNCIA DE DÉBITOS TRIBUTÁRIOS INCIDENTES SOBRE O IMÓVEL E ANTERIORES À ARREMATAÇÃO. Valor que, a partir da arrematação, passa a garantir o adimplemento da dívida tributária. Inteligência do art. 13 0, parágrafo único do CTN . Recurso improvido.

TJ-PR - 8432877 PR 843287-7 (Acórdão) (TJ-PR)

Data de publicação: 17/05/2012

Ementa: APELAÇÃO CÍVEL ­ TAXAS CONDOMINIAIS - IMÓVEL ARREMATADO EM HASTA PÚBLICA - DÉBITOS ANTERIORES À ARREMATAÇÃO EXPRESSAMENTE RESSALVADOS NO EDITAL DE PRAÇA E LEILÃO - DÍVIDA OPONÍVEL EM FACE DO ARREMATANTE ­ SENTENÇA MANTIDA. RECURSO DESPROVIDO. Os débitos condominiais existentes sobre imóvel arrematado, devidamente inseridos no edital de praça e leilão, são oponíveis em face do arrematante.

STJ - AGRAVO REGIMENTAL NO AGRAVO DE INSTRUMENTO AgRg no Ag 1246665 SP 2009/0212829-0 (STJ)

Data de publicação: 22/04/2010

Ementa: PROCESSUAL CIVIL E TRIBUTÁRIO. AGRAVO REGIMENTAL EM AGRAVO DE INSTRUMENTO. EXECUÇÃO FISCAL. IPTU SOBRE IMÓVEL ARREMATADO EM HASTA PÚBLICA. ILEGITIMIDADE PASSIVA. DÉBITOS TRIBUTÁRIOS. SUB-ROGAÇÃO QUE OCORRE SOBRE O PREÇO. PARÁGRAFO ÚNICO, DO ART. 130 , DO CTN . IMPOSSIBILIDADE DE IMPUTAR-SE AO ARREMATANTE ENCARGO OU RESPONSABILIDADE TRIBUTÁRIA. OBRIGAÇÃO TRIBUTÁRIA PENDENTE, QUE PERSISTE PERANTE O FISCO, DO ANTERIOR PROPRIETÁRIO. 1. O crédito fiscal perquirido pelo fisco deve ser abatido do pagamento, quando do leilão, por isso que, finda a arrematação, não se pode imputar ao adquirente qualquer encargo ou responsabilidade tributária. Precedentes: (REsp 716438/PR, Rel. Ministro TEORI ALBINO ZAVASCKI, PRIMEIRA TURMA, julgado em 09/12/2008, DJe 17/12/2008; REsp 707.605 - SP, Relatora Ministra ELIANA CALMON, Segunda Turma, DJ de 22 de março de 2006; REsp 283.251 - AC, Relator Ministro HUMBERTO GOMES DE BARROS, Primeira Turma, DJ de 05 de novembro de 2001; REsp 166.975 - SP, Relator Ministro Ministro SÁLVIO DE FIGUEIREDO TEIXEIRA, Quarta Turma, DJ de 04 de outubro der 1.999). 2. Os débitos tributários pendentes sobre o imóvel arrematado, na dicção do art. 130 , parágrafo único , do CTN , fazem persistir a obrigação do executado perante o Fisco, posto impossível a transferência do encargo para o arrematante, ante a inexistência de vínculo jurídico com os fatos jurídicos tributários específicos, ou com o sujeito tributário. Nesse sentido: “Se o preço alcançado na arrematação em hasta pública não for suficiente para cobrir o débito tributário, nem por isso o arrematante fica responsável pelo eventual saldo.” (BERNARDO RIBEIRO DE MORAES, Compêndio de Direito Tributário, 2º vol., Rio de Janeiro: Forense, 1995, p. 513). 3. Assim, é que a arrematação em hasta pública tem o efeito de expurgar qualquer ônus obrigacional sobre o imóvel para o arrematante, transferindo-o livremente de qualquer encargo ou responsabilidade tributária. 4. Agravo regimental desprovido....

Encontrado em: CÓDIGO TRIBUTÁRIO NACIONAL IPTU - ARREMATAÇÃO - HASTA PÚBLICA STJ - RESP 716438 -PR, RESP 707605 -SP,

ou

×
Disponível em: http://www.jusbrasil.com.br/topicos/1462093/debitos-anteriores-a-arrematacao-do-imovel