Busca sem resultado
jusbrasil.com.br
25 de Abril de 2024
    Adicione tópicos

    Banco deve indenizar por negativar nome de cliente indevidamente

    Publicado por Daiana Carbonera
    há 4 meses

    O banco que, mesmo após a quitação do empréstimo, promove a negativação do nome do cliente em cadastros de restrição de crédito, causa danos morais, que devem ser indenizados.

    Nikcoa/freepik

    Banco negativou nome do cliente, apesar de o empréstimo contratado já ter sido quitado

    A conclusão é da Turma Recursal do Grupo Jurisdicional de Pouso Alegre (MG), que manteve a sentença de condenação de uma instituição bancária. A votação foi unânime.

    “Inexistente o débito que motivou a inscrição indevida, correta a condenação do recorrente a indenizar a recorrida pelos danos morais sofridos”, apontou o juiz relator, Roberto Troster Rodrigues Alves.

    A condenação final foi fixada em pagamento de indenização por danos morais no valor de R$ 10 mil. O cliente que teve o nome negativado foi representado pelo advogado Wellington Ricardo Sabião.

    Recurso 0040025-51.2017.8.13.0251

    Fonte: https://www.conjur.com.br/2023-dez-09/banco-deve-indenizar-por-negativar-nome-de-cliente-indevidamen...

    • Publicações76
    • Seguidores11
    Detalhes da publicação
    • Tipo do documentoNotícia
    • Visualizações44
    De onde vêm as informações do Jusbrasil?
    Este conteúdo foi produzido e/ou disponibilizado por pessoas da Comunidade, que são responsáveis pelas respectivas opiniões. O Jusbrasil realiza a moderação do conteúdo de nossa Comunidade. Mesmo assim, caso entenda que o conteúdo deste artigo viole as Regras de Publicação, clique na opção "reportar" que o nosso time irá avaliar o relato e tomar as medidas cabíveis, se necessário. Conheça nossos Termos de uso e Regras de Publicação.
    Disponível em: https://www.jusbrasil.com.br/noticias/banco-deve-indenizar-por-negativar-nome-de-cliente-indevidamente/2084711699

    Informações relacionadas

    Hiromoto Advocacia, Advogado
    Notíciashá 4 meses

    Mulher é condenada a pagar danos morais à sobrinha por áudio ofensivo em grupo de WhatsApp da família

    Daiana Carbonera, Advogado
    Notíciashá 4 meses

    Detran e financeira devem indenizar homem por restrição indevida em veículo

    João Pedro Silva de Souza, Advogado
    Notíciashá 4 meses

    Academia é condenada a indenizar alunos após furto de pertences em suas Instalações.

    Confissão informal não é suficiente para condenação

    Rhayssa Pasqualin Matos, Advogado
    Artigoshá 4 meses

    Você precisa de um medicamento de alto custo, mas o plano de saúde negou. O que fazer?

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)