Busca sem resultado
jusbrasil.com.br
25 de Fevereiro de 2024
    Adicione tópicos

    Justiça do Acre proíbe pagamentos e novas adesões ao Telexfree

    Ação foi proposta pelo Ministério Público do Estado do Acre. Decisão é válida para todo o país.

    Publicado por G1 - Globo.com
    há 11 anos

    A 2ª Vara Cível da Comarca de Rio Branco julgou procedente uma medida cautelar preparativa de ação civil pública proposta pelo Ministério Público do Acre, suspendendo os pagamentos e a adesão de novos contratos à empresa de marketing multinível Telexfree. De acordo com o MPE os donos da empresa são suspeitos de montar uma pirâmide financeira. A decisão foi divulgada no final da tarde desta terça-feira (18).

    Nesta quarta-feira (19) a promotora de Defesa do Consumidor, Nicole Gonzalez, deu uma entrevista ...

    Ver notícia na íntegra em G1 - Globo.com

    • Publicações68462
    • Seguidores115
    Detalhes da publicação
    • Tipo do documentoNotícia
    • Visualizações40
    De onde vêm as informações do Jusbrasil?
    Este conteúdo foi produzido e/ou disponibilizado por pessoas da Comunidade, que são responsáveis pelas respectivas opiniões. O Jusbrasil realiza a moderação do conteúdo de nossa Comunidade. Mesmo assim, caso entenda que o conteúdo deste artigo viole as Regras de Publicação, clique na opção "reportar" que o nosso time irá avaliar o relato e tomar as medidas cabíveis, se necessário. Conheça nossos Termos de uso e Regras de Publicação.
    Disponível em: https://www.jusbrasil.com.br/noticias/justica-do-acre-proibe-pagamentos-e-novas-adesoes-ao-telexfree/100571552

    3 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

    Nada vem por acaso! É regra do Direito Natural. Na prática é o mesmo que dizer: "quando a esmola é grande o cego desconfia". Essa pirâmide financeira, provavelmente, é constituída, ao menos parcialmente, ao modelo da informalidade. E que por fim, a "usura econômica", crime milenarmente combatido, venha no seu cerne tipicamente disfarçado. continuar lendo

    Demorou, o problema é que agora os milhares de novos "associados" perderão o dinheiro sendo que os barões que inventaram isso se deram bem. A questão seria fazer a roda girar ao contrário porém, isso é praticamente impossível. Nosso judiciário demora e muito para tomar decisões e o MP fica de olhos e boca fechada um bom tempo. Por isso mesmo ainda sou contrário ao poder de investigação do MP, ele investiga que, quando e como quer! continuar lendo