Busca sem resultado
jusbrasil.com.br
28 de Fevereiro de 2024
    Adicione tópicos

    MPF/RS ajuíza ação para inviabilizar acesso ao site Escavador

    Divulgação de identidade de autores de processos trabalhistas pode formar “listas sujas” que dificultam a reinserção no mercado de trabalho

    há 7 anos

    O Ministério Público Federal no Rio Grande do Sul (MPF/RS) ajuizou ação civil pública solicitando bloqueio de acesso ao site “Escavador” em todo o território nacional. De acordo com o apurado no Inquérito Civil 1.29.000.001326/2015-75, o site eletrônico divulga informações sobre processos judiciais, inclusive com dados de processos trabalhistas, sem prévia consulta e sem o consentimento das partes dos processos, o que fere a Constituição e o Marco Civil da Internet.

    A ação é de autoria do procurador Regional dos Direitos do Cidadão, Fabiano de Moraes. Ele ressalta que o descumprimento da Constituição Federal decorre da coleta indesejada e do tratamento de dados das informações do Diário Oficial Eletrônico da Justiça do Trabalho, que ferem o princípio de inviolabilidade da intimidade, da vida privada e dos dados das pessoas. Isso porque as informações colhidas nos portais do poder Judiciário, a exemplo do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região, são indexadas pelo “Escavador” o que permite que qualquer usuário pesquise processos trabalhistas, inclusive pelo nome do autor, o que facilita a elaboração de “listas sujas”, as quais criam constrangimento e exclusão dos empregados que nelas constam, quando da sua tentativa de regresso ao mercado de trabalho.

    O procurador da República salienta que a Resolução 121/2010 do Conselho Nacional de Justiça proíbe a possibilidade de consulta a andamentos de processos trabalhistas por nome da parte.

    A ação ainda frisa que, cientes do caráter ilícito da divulgação da identidade dos autores de ações trabalhistas, os responsáveis pelo site não o registraram no Brasil, de forma que não existe registro de CNPJ, representante legal no país, ou empresa do mesmo grupo econômico que responda por ele. Além disso, contrataram serviço australiano de proteção de identidade do proprietário, de forma a dificultar a identificação das pessoas físicas responsáveis pelo site.

    Com a medida judicial, o MPF pretende inserir obstáculos tecnológicos capazes de inviabilizar, até o julgamento definitivo do processo principal, o acesso ao site “Escavador” em todo o território nacional, além de solicitar à Austrália, via Departamento de Recuperação de Ativos/Secretaria Nacional de Justiça/Ministério da Justiça do Brasil (DRCI), a retirada do site “Escavador” da internet, ao menos até o julgamento final da ação.

    A União deverá também implementar ações que impeçam ou dificultem o rastreamento e as indexações indesejadas das informações sobre reclamações trabalhistas publicadas no Diário Oficial Eletrônico da Justiça do Trabalho por outros sites de busca.

    ACP 5068665-15.2016.4.04.7100











    Assessoria de Comunicação Social
    Ministério Público Federal no Rio Grande do Sul
    Fones: (51) 3284-7370 / 3284-7369 / 8423 9146
    Site: www.mpf.mp.br/rs
    E-mail: PRRS-Ascom@mpf.mp.br ou ascomprrs@gmail.com
    Twitter: http://twitter.com/MPF_RS
    Facebook: www.facebook.com/MPFnoRS





    • Publicações37267
    • Seguidores703
    Detalhes da publicação
    • Tipo do documentoNotícia
    • Visualizações1401
    De onde vêm as informações do Jusbrasil?
    Este conteúdo foi produzido e/ou disponibilizado por pessoas da Comunidade, que são responsáveis pelas respectivas opiniões. O Jusbrasil realiza a moderação do conteúdo de nossa Comunidade. Mesmo assim, caso entenda que o conteúdo deste artigo viole as Regras de Publicação, clique na opção "reportar" que o nosso time irá avaliar o relato e tomar as medidas cabíveis, se necessário. Conheça nossos Termos de uso e Regras de Publicação.
    Disponível em: https://www.jusbrasil.com.br/noticias/mpf-rs-ajuiza-acao-para-inviabilizar-acesso-ao-site-escavador/392534112

    Informações relacionadas

    Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul
    Jurisprudênciahá 5 anos

    Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul TJ-RS - Apelação Cível: AC XXXXX RS

    Petição - TJRJ - Ação Inclusão Indevida em Cadastro de Inadimplentes - Procedimento do Juizado Especial Cível - contra OI e Serasa

    Fátima Burégio, Advogado
    Notíciashá 9 anos

    'Tudo Sobre Todos': Justiça Federal determina a retirada de site do ar

    Artigoshá 8 anos

    Proibição de animais de estimação em condomínios: analise jurídica e jurisprudencial

    Contestação - TJSP - Ação Indenização por Dano Moral - Apelação Cível - contra Google Brasil Internet, Goshme Soluções para a Internet (Jusbrasil, Escavador (Potelo Sistemas de Informação e Digesto Pesquisa e Banco de Dados

    2 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

    O escavador divulga o nome das pessoas sem autorizacao e tambem pede copia de.documentos das pessoas para retirar apagar apenas o nome da.pessoa mas na pesquisa do google se a pessoa tiver nome apagado da.página escavador aparecera na pesquisa google com referencia escavador. causando constrangimento para as pessoas e atrapalhando a.inclusao no mercado de trabalho. continuar lendo