Busca sem resultado
jusbrasil.com.br
21 de Maio de 2024
    Adicione tópicos

    Porto Alegre sediará curso de Segurança e Proteção de Autoridades Judiciais

    há 10 anos
    A segunda edição do curso Segurança e Proteção de Autoridades Judiciais será realizada nos dias 3 a 7 de novembro, em Porto Alegre. A Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados (Enfam) promove a capacitação em parceria com o Exército, a Escola Superior da Magistratura do Rio Grande do Sul (ESM - Ajuris) e a Escola da Magistratura do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (Emagis).

    Vinte e cinco juízes estaduais e federais do Rio Grande do Sul terão aulas de técnicas de segurança pessoal, especificamente desenhadas para a magistratura; aplicação de técnicas de segurança; desenvolvimento de estratégias para evitar atentados e sequestros; informações sobre vigilância eletrônica e autodefesa; manuseio e emprego de armas de fogo; direção defensiva e evasiva, entre outras.

    O curso tem por objetivo permitir ao magistrado conhecer e adotar estratégias de segurança que o auxiliem na proteção da própria integridade física, na de seus pares e familiares. De acordo com o diretor-geral da Enfam, ministro João Otávio de Noronha, “investir em segurança não é só comprar armamento, é sobretudo investir em prevenção, e é isso que a Enfam está fazendo”.

    Próximos passos

    O secretário-geral da Enfam, juiz Paulo Tamburini, ressaltou que o Exército tem larga experiência no tema segurança, motivo pelo qual foi estabelecida a parceria. O curso, com duração de 40 horas-aula, será coordenado pelo tenente-coronel Rodrigo Ferraz Silva, comandante do Batalhão da Polícia do Exército de Porto Alegre, e ministrado na sua sede.

    Tamburini disse que Minas Gerais e Amazonas serão os próximos estados contemplados com a realização do curso. Segundo ele, há um plano para levar o curso a todas as regiões do país até o fim de 2015. O juiz informou ainda que, a partir dessa edição, a Ajuris e a Emagis estarão credenciadas para replicar os ensinamentos aos demais magistrados interessados no Rio Grande do Sul.

    A primeira edição do curso Segurança e Proteção de Autoridades Judiciais, realizada em Brasília em maio deste ano, teve grande aceitação entre os juízes participantes. Para o juiz Carlos Eduardo Lemos, “segurança é uma obrigação do estado para que possamos exercer nossa função de forma austera e independente”. Ele disse que o juiz entra na carreira já sabendo de alguns riscos, mas o estado deve se empenhar para reduzi-los. “Por isso realizar esse treinamento é uma iniciativa louvável”, ressaltou o juiz.
    • Publicações19150
    • Seguidores13373
    Detalhes da publicação
    • Tipo do documentoNotícia
    • Visualizações223
    De onde vêm as informações do Jusbrasil?
    Este conteúdo foi produzido e/ou disponibilizado por pessoas da Comunidade, que são responsáveis pelas respectivas opiniões. O Jusbrasil realiza a moderação do conteúdo de nossa Comunidade. Mesmo assim, caso entenda que o conteúdo deste artigo viole as Regras de Publicação, clique na opção "reportar" que o nosso time irá avaliar o relato e tomar as medidas cabíveis, se necessário. Conheça nossos Termos de uso e Regras de Publicação.
    Disponível em: https://www.jusbrasil.com.br/noticias/porto-alegre-sediara-curso-de-seguranca-e-protecao-de-autoridades-judiciais/148871017

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)