Busca sem resultado
jusbrasil.com.br
21 de Julho de 2024
    Adicione tópicos

    Portugal aprova casamento gay

    LISBOA - O presidente português, Anibal Cavaco Silva, aprovou nesta segunda-feira uma lei autorizando o casamento gay, fazendo de Portugal o sexto país na Europa a aceitar as uniões de pessoas do mesmo sexo.

    Cavaco Silva, um católico praticante de centro-direita, afirmou que colocou suas "convicções pessoais" de lado quando decidiu aprovar a lei.

    A lei, adotada em fevereiro pelo Parlamento dominado pela centro-esquerda, remove a referência na Constituição portuguesa de que o casamento é a união de pessoas de sexos diferentes.

    Entretanto, a nova lei é explícita quando afirma que casais homossexuais não têm o direito de adotar crianças.

    O papa Bento XVI criticou o casamento gay e o aborto como "traiçoeiras e perigosas ameaças ao bem comum", durante sua visita a Portugal na última semana.

    Portugal segue Bélgica, Holanda, Espanha, Suécia e Noruega a autorizar casamentos do mesmo sexo.

    • Publicações4569
    • Seguidores502528
    Detalhes da publicação
    • Tipo do documentoNotícia
    • Visualizações1283
    De onde vêm as informações do Jusbrasil?
    Este conteúdo foi produzido e/ou disponibilizado por pessoas da Comunidade, que são responsáveis pelas respectivas opiniões. O Jusbrasil realiza a moderação do conteúdo de nossa Comunidade. Mesmo assim, caso entenda que o conteúdo deste artigo viole as Regras de Publicação, clique na opção "reportar" que o nosso time irá avaliar o relato e tomar as medidas cabíveis, se necessário. Conheça nossos Termos de uso e Regras de Publicação.
    Disponível em: https://www.jusbrasil.com.br/noticias/portugal-aprova-casamento-gay/2193184

    Informações relacionadas

    Leonardo Gominho, Advogado
    Artigoshá 7 anos

    A legitimidade do casamento homoafetivo

    DellaCella Souza Advogados, Advogado
    Notíciashá 10 anos

    Casamento: Conceito e Natureza Jurídica - Parte I

    Mateus Ciochetta Minuzzi, Estudante
    Artigoshá 10 anos

    Aplicação da Lei Maria da Penha às vítimas do sexo masculino e às relações homoafetivas

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)