Busca sem resultado
jusbrasil.com.br
15 de Julho de 2024
    Adicione tópicos

    Teatro João Caetano: 195 anos de história, cultura e arte

    há 16 anos

    Por Marcelle Colbert, do Núcleo Intranet

    Conhecido como o mais carioca dos teatros, o João Caetano reúne história, cultura e arte há 195 anos. Inaugurado por D. João VI, em 12 de outubro de 1813, a casa de espetáculos mais antiga do estado integra um dos mais importantes cenários da história política do país: a Praça Tiradentes, no Centro do Rio de Janeiro. A importância do monumento fluminense o transformou em um respeitado espaço cênico, onde o público tem oportunidade de assistir a diversos gêneros de espetáculos. Musicais, dramas, concertos, comédias, balés e até óperas são apresentados no palco do antigo Real Theatro de São João.

    A primeira Constituição Brasileira foi assinada, em 1824, no teatro estadual, que, em seguida, foi consumido por um incêndio. Em 1826, D. Pedro I entregou o monumento reformado à sociedade. Doze anos mais tarde, em 1838, o maior artista do século XIX, João Caetano, arrendou a casa de espetáculos. Depois de passar por mais dois incêndios, o teatro foi demolido, em 1929, e reconstruído em estilo art déco (mistura de diversos estilos arquitetônicos). Pelo palco do João Caetano passaram duas importantes atrizes do século XIX: Eleonora Duse e Sarah Bernhard.

    - Quando a Família Real chegou ao Brasil, o Rio começou a passar por uma série de mudanças. Não havia um teatro que fosse à altura da corte européia. Por isso, foi criado o João Caetano, nome dado, anos depois, em homenagem ao ator de Niterói. O artista lutou para que as peças fossem interpretadas com sotaque brasileiro. Na época, por conta da tradição européia teatral, os atores utilizavam o sotaque português para encenar suas montagens - relata o diretor do teatro do Estado, Daniel Dias da Silva.

    Com capacidade para receber 1.222 pessoas, o prédio que abriga o Teatro João Caetano foi reformado pela última vez em maio de 1978 e reinaugurado, em 11 de março de 1979, com a apresentação da peça O Rei de Ramos , de Dias Gomes. O atual projeto, assinado pelo arquiteto Rafael Peres, modernizou a construção com o revestimento de mármore branco e vidro de blindex fumê. No espaço, os visitantes podem conferir de perto os famosos painéis Samba e Carnaval , do pintor Di Cavalcanti. As obras, produzidas no final da década de 1920, são os primeiros murais modernistas da América Latina.

    - O João Caetano se tornou patrimônio do Estado do Rio por servir como afirmação de uma identidade cultural que está sendo reconstruída no decorrer dos anos. Vários eventos políticos aconteceram no teatro. Espetáculos marcantes como Hello, Dolly , com Bibi Ferreira, fazem parte da história da casa de espetáculos. Não possuímos um patrimônio arquitetônico, mas contamos a história da sociedade fluminense – afirma Daniel Dias da Silva.

    Freqüentado durante décadas pela elite carioca, o teatro é ponto de referência para a realização de projetos populares como o extinto Seis & Meia . Recentemente, o espaço apresentou a reformulação da série musical dos anos 1980. A Secretaria de Cultura utilizou o monumento para promover o Quartas Cariocas , que contou com a participação de grandes compositores e cantores da música popular brasileira.

    A partir do dia 10 de novembro, o Teatro João Caetano fecha suas portas temporariamente. Durante vinte dias, passará por obras de revitalização. Troca de poltronas e carpetes, ajustes hidráulicos e técnicos e reforma do hall fazem parte da recuperação do espaço. As novidades não param por aí. A diretoria do João Caetano, que receberá em dezembro o corpo artístico do Theatro Municipal para uma apresentação especial, pretende criar um espaço voltado para o resgate da memória do teatro. Escolas de artes cênicas também ganharão um local para realizar pesquisas e estudos sobre a área. A Sala de Ensaios poderá ser utilizado pelos futuros atores.

    Confira a programação do histórico Teatro João Caetano no site www.funarj.rj.gov.br.

    Teatro João Caetano

    Endereço: Praça Tiradentes, s/nº - Centro do Rio

    Informações: 2332-9166

    • Publicações1435
    • Seguidores151
    Detalhes da publicação
    • Tipo do documentoNotícia
    • Visualizações4700
    De onde vêm as informações do Jusbrasil?
    Este conteúdo foi produzido e/ou disponibilizado por pessoas da Comunidade, que são responsáveis pelas respectivas opiniões. O Jusbrasil realiza a moderação do conteúdo de nossa Comunidade. Mesmo assim, caso entenda que o conteúdo deste artigo viole as Regras de Publicação, clique na opção "reportar" que o nosso time irá avaliar o relato e tomar as medidas cabíveis, se necessário. Conheça nossos Termos de uso e Regras de Publicação.
    Disponível em: https://www.jusbrasil.com.br/noticias/teatro-joao-caetano-195-anos-de-historia-cultura-e-arte/159337

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)