Carregando...
Jusbrasil - Tópicos
22 de julho de 2017
Artigo 492 do Decreto Lei nº 3.689 de 03 de Outubro de 1941

Art. 492 do Código Processo Penal - Decreto Lei 3689/41

CPP - Decreto Lei nº 3.689 de 03 de Outubro de 1941

Art. 492. Em seguida, o presidente proferirá sentença que: (Redação dada pela Lei nº 11.689, de 2008)

I - no caso de condenação: (Redação dada pela Lei nº 11.689, de 2008)

a) fixará a pena-base; (Incluído pela Lei nº 11.689, de 2008)

b) considerará as circunstâncias agravantes ou atenuantes alegadas nos debates; (Incluído pela Lei nº 11.689, de 2008)

c) imporá os aumentos ou diminuições da pena, em atenção às causas admitidas pelo júri; (Incluído pela Lei nº 11.689, de 2008)

d) observará as demais disposições do art. 387 deste Código; (Incluído pela Lei nº 11.689, de 2008)

e) mandará o acusado recolher-se ou recomendá-lo-á à prisão em que se encontra, se presentes os requisitos da prisão preventiva; (Incluído pela Lei nº 11.689, de 2008)

f) estabelecerá os efeitos genéricos e específicos da condenação; (Incluído pela Lei nº 11.689, de 2008)

II - no caso de absolvição: (Redação dada pela Lei nº 11.689, de 2008)

a) mandará colocar em liberdade o acusado se por outro motivo não estiver preso; (Redação dada pela Lei nº 11.689, de 2008)

b) revogará as medidas restritivas provisoriamente decretadas; (Redação dada pela Lei nº 11.689, de 2008)

c) imporá, se for o caso, a medida de segurança cabível. (Redação dada pela Lei nº 11.689, de 2008)

§ 1o Se houver desclassificação da infração para outra, de competência do juiz singular, ao presidente do Tribunal do Júri caberá proferir sentença em seguida, aplicando-se, quando o delito resultante da nova tipificação for considerado pela lei como infração penal de menor potencial ofensivo, o disposto nos arts. 69 e seguintes da Lei no 9.099, de 26 de setembro de 1995. (Redação dada pela Lei nº 11.689, de 2008)

§ 2o Em caso de desclassificação, o crime conexo que não seja doloso contra a vida será julgado pelo juiz presidente do Tribunal do Júri, aplicando-se, no que couber, o disposto no § 1o deste artigo. (Redação dada pela Lei nº 11.689, de 2008)

Andamento do Processo n. 00011979620068140008 - 21/07/2017 do TJPA

PROCESSO: 00011979620068140008 PROCESSO ANTIGO: 199520000044 MAGISTRADO (A)/RELATOR (A)/SERVENTUÁRIO (A): IRAN FERREIRA SAMPAIO Ação: Ação Penal de Competência do Júri em: 20/07/2017 REU:ITAMAR

Pg. 881. Diário de Justiça do Estado do Pará DJPA de 21/07/2017

de Perícias Científicas Renato Chaves, para que este órgão encaminhe URGENTEMENTE, o Laudo Necroscópico realizado no réu MÁRCIO ANDRÉ ALMEIDA DO NASCIMENTO. Informe o Cartório Judicial que a resposta

Apelação Crime: ACR 70074176793 RS

APELAÇÃO. JÚRI. HOMICÍDIO QUALIFICADO. ALEGAÇÃO DE ERRO NA APLICAÇÃO DA PENA. APENAMENTO BÁSICO. ATENUANTES. CONFISSÃO ESPONTÂNEA. Inviável a análise negativa da balizadora da culpabilidade com base apenas em elementos que apontam para o animus necandi na conduta observada pelo acusado, pois guardam relação com a tipic...

Apelação: APL 5649220168220013 RO 0000564-92.2016.822.0013

Apelações Criminais. Tribunal do Júri. Homicídio triplamente qualificado. Ocultação de cadáver. Nulidade da pronúncia. Preclusão. Nulidade da sentença do juiz togado. Ausência de fundamentação. Inexigibilidade. Mérito. Decisão manifestamente contrária à prova dos autos. Rejeição das teses de legitima defesa, Inimputab...

Pg. 957. Diário de Justiça do Estado do Pará DJPA de 20/07/2017

0000094-73.2012.8.14.0046 AÇÃO DE EXECUÇÃO. EXEQUENTE: C DE PAULA MORAES VEÍCULOS E CONSTRUÇÕES ME, ADVOGADO: MARCIO RODRIGUES ALMEIDA OAB/PA 9881. EXECUTADO: J E AUTO POSTO LTDA, ADVOGADO: AFONSO

Pg. 987. Diário de Justiça do Estado do Pará DJPA de 20/07/2017

PROCESSO: 00060963320178140046 PROCESSO ANTIGO: --- MAGISTRADO(A)/RELATOR(A)/SERVENTUÁRIO(A): ANTONIO FERNANDO DE CARVALHO VILAR Ação: Termo Circunstanciado em: 14/07/2017---AUTOR DO FATO:IRENE SOUZA

Pg. 62. Diário de Justiça do Estado de Rondônia DJRO de 20/07/2017

Apelado: Ministério Público do Estado de Rondônia Relatora: Desembargadora MARIALVA HENRIQUES DALDEGAN BUENO Revisor: Desembargador Valdeci Castellar Citon Decisão :”POR UNANIMIDADE, REJEITAR AS

Apelação: APL 54213320138140039 BELÉM

a0 EMENTA: APELAÇÃO CRIMINAL. TRIBUNAL DO JÚRI. HOMICÍDIO QUALIFICADO. MANIFESTAÇÃO DO DOMINUS LITIS PELA INTEMPESTIVIDADE NA APRESENTAÇÃO DAS RAZÕES DO APELO. PRELIMINAR REJEITADA. RECONHECIMENTO DE NULIDADE ARGUIDA PELO CUSTOS LEGIS POSTERIOR À PRONÚNCIA. NÃO ACOLHIMENTO. PRECLUSÃO DA MATÉRIA E AUSÊNCIA DE COMPROVAÇÃ...

Pg. 638. Diário de Justiça do Estado do Maranhão DJMA de 19/07/2017

apresentação espontânea do acusado para responder os termos da presente ação penal fez perecer o motivo que ensejou o decreto prisional de fls. 139/141, que ora revogo. Recolham-se o mandado de

Pg. 204. Diário de Justiça do Estado do Pará DJPA de 19/07/2017

Provas. O delito tipificado no art. 33 da referida lei, a materialidade resta irrefutável em virtude do Laudo Toxicológico Definitivo, expedido pelo Centro de Perícias Científica ?Renato Chaves? (fl.

×