Busca sem resultado
jusbrasil.com.br
23 de Fevereiro de 2024
    Adicione tópicos

    TRF2: Direito de cobrar dívida referente à imposto de renda prescreve em 5 anos

    Os membros da Terceira Turma Especializada do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2) decidiram, por unanimidade, confirmar a sentença que declarou a ocorrência da prescrição e anulou os créditos tributários inscritos em Dívida Ativa pela Fazenda Nacional no ano de 2004, referentes ao não recolhimento, pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), do Imposto de Renda relativo às competências dos meses de janeiro de 1997 a janeiro de 1998.

    O juízo da 2ª Vara Federal do Rio de Janeiro entendeu que, como não houve ajuizamento de execução fiscal no período de cinco anos para a exigência do crédito tributário, o direito de executar a dívida prescreveu. No Tribunal, o voto da juíza federal Geraldine Pinto Vital de Castro, convocada para atuar na relatoria do processo, acompanhou o entendimento do juízo de 1o grau.

    A magistrada explicou em seu voto que a obrigação tributária nasce com a ocorrência do fato gerador, e se torna líquida e certa a partir do lançamento, momento em que se constitui o crédito tributário. Caso não haja o pagamento, tem a Fazenda Pública direito à cobrança por via de ação de execução fiscal, a ser ajuizada dentro de, no máximo cinco anos, conforme previsto no Código Tributário Nacional (CTN).

    No caso, considerou a juíza que deve ser aplicado o artigo 174 do CTN, segundo o qual, “a ação para a cobrança do crédito tributário prescreve em cinco anos, contados da data da sua constituição definitiva”. Ainda segundo a relatora, por se tratar de tributo sujeito a lançamento por homologação, a data constituição do crédito tributário é a data da entrega da declaração, momento em que se inicia a contagem do prazo prescricional.

    Geraldine de Castro constatou que as Declarações de Débitos e Créditos Tributários Federais (DCTF) foram apresentadas pela CNI no período compreendido entre março de 1997 a março de 1998, mas a inscrição em Dívida Ativa só ocorreu em 2004, mesmo ano em que se ajuizou a presente execução fiscal, bem depois de esgotado o período de cinco anos para a exigência do crédito tributário.

    “Registre-se que o efeito prescricional é verificado inclusive no tocante à eficácia e exigibilidade de direitos subjetivos, pela inércia da parte em face de alegada violação por outrem, visando à preservação, acima de tudo, da garantia das relações jurídicas e da segurança e paz social, pela não perpetuação do direito de acionar”, finalizou a relatora.

    Processo: 0022579-31.2004.4.02.5101

    • Publicações5759
    • Seguidores1416
    Detalhes da publicação
    • Tipo do documentoNotícia
    • Visualizações10241
    De onde vêm as informações do Jusbrasil?
    Este conteúdo foi produzido e/ou disponibilizado por pessoas da Comunidade, que são responsáveis pelas respectivas opiniões. O Jusbrasil realiza a moderação do conteúdo de nossa Comunidade. Mesmo assim, caso entenda que o conteúdo deste artigo viole as Regras de Publicação, clique na opção "reportar" que o nosso time irá avaliar o relato e tomar as medidas cabíveis, se necessário. Conheça nossos Termos de uso e Regras de Publicação.
    Disponível em: https://www.jusbrasil.com.br/noticias/trf2-direito-de-cobrar-divida-referente-a-imposto-de-renda-prescreve-em-5-anos/495405048

    Informações relacionadas

    Samuel Junio Souza Goncalves, Advogado
    Artigoshá 2 anos

    Como contar a prescrição do Imposto de Renda

    Agência Brasil
    Notíciashá 11 anos

    Cobrança de dívidas da União pode levar até 12 anos

    Conselho julga prazo para Receita Federal cobrar contribuintes

    Tribunal Regional Federal da 1ª Região TRF-1 - APELAÇÃO CIVEL (AC): AC XXXXX-81.2011.4.01.3811

    Escola Brasileira de Direito, Professor
    Artigoshá 7 anos

    Decadência no Direito Tributário: entenda aspectos elementares quanto à contagem do prazo

    1 Comentário

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

    Boa noite recebi na data de hj uma carta da receita me cobrando uma dívida referente a 2005 e no qual a empresa em que eu trabalhei fez uma declaração de valores ao qual nunca recebi fiz uma impugnação e hj depois de dezesseis anos vem cobrar dizendo que foi indeferido o pedido não tenho condições nenhuma de arcar com a dívida me ajudem o que devo fazer continuar lendo