Busca sem resultado
jusbrasil.com.br
22 de Julho de 2024

PM justifica assassinato de estudante negro pelas costas: "escorreguei"

PM culpa escorregão por disparo nas costas que matou estudante negro em São Paulo. Jovem de 17 anos foi alvejado por um tiro de pistola .40. Imagens de câmera de segurança flagraram o momento do assassinato. “Ele veio para matar meu filho, não tenho dúvida”, desabafa mãe do garoto

Publicado por Pragmatismo Político
há 8 anos

Pragmatismo Político

Imagens da câmera de segurança (assista abaixo) instalada em uma casa do Jardim São João, periferia de Ferraz de Vasconcelos (Grande São Paulo), gravaram o momento da morte do estudante Allan Vasileski, de 17 anos, atingido com um tiro de pistola.40 disparado por um policial militar. O caso aconteceu na última sexta-feira (22/01).

O responsável pelo tiro é o soldado Melquíades Nascimento Dias, de 37 anos. Ao ser interrogado pela Polícia Civil, o militar afirmou que sua arma disparou e acertou as costas de Allan quando ele corria atrás do adolescente e “caiu bruscamente no chão, pois escorregou no piso molhado e acidentado” de uma viela.

As imagens mostram o momento em que Allan e um amigo, também adolescente, surgem correndo pela rua Raul Guerra. Ao se aproximar de um carro Fiat Palio Weekend, Allan tenta dizer algo para um homem que carrega uma criança, mas ele desaba no chão e bate a parte de trás da cabeça.

Na sequência, o soldado Nascimento, do 32º Batalhão da PM, surge nas imagens. Ele está com sua arma em punho. Ao ver Allan desabar, o homem com a criança se afasta e busca abrigo na frente do Palio. É quando o PM Nascimento chega até Allan, o vira, puxa sua blusa e percebe o ferimento do tiro nas costas do jovem.

Vídeo:

http://www.youtube.com/embed/ZoYCdYo7_04

O relógio da câmera marca 19h31 quando os primeiros moradores da rua Raul Guerra, logo após o barulho do tiro da.40 do PM Nascimento, começam a cercar o militar e imploram para que ele não deixe Allan morrer.

O PM Nascimento, segundo moradores do Jardim São João ouvidos pela reportagem, tentou, em um primeiro momento, dizer algo para incriminar Allan pela sua morte, mas foi logo repreendido pelos vizinhos do jovem, que viram quando ele apenas fugia da abordagem do militar.

Uma mulher que tentou ajudar Allan foi afastada pelo PM Nascimento ao mesmo tempo em que um menino, com uma camisa de time de futebol vermelha e também amigo do estudante, entra em desespero e coloca as mãos na cabeça ao vê-lo agonizando. Nesse momento, as imagens da câmera já não captam mais nenhum movimento de Allan.

Somente às 19h33, o também policial militar Edwilson Moreira Andrade de Sousa, 35 anos, companheiro de patrulhamento do soldado Nascimento, aparece nas imagens. É possível ver quando Nascimento se aproxima de Andrade e fala algo em seu ouvido.

Trinta segundos após chegar ao local onde Allan está caído, o PM Andrade volta para a mesma viela onde estava antes e deixa Nascimento sozinho. É quando uma vizinha do jovem se ajoelha perto de seu corpo e um morador começa a fazer imagens do militar com um telefone celular. O PM diz que Allan foi o culpado pelo tiro, mas logo os moradores o contestam.

De acordo com a mãe de Allan, Ivani Regina Vasileski, o jovem que acompanhava seu filho no momento da perseguição, e que também aparece nas imagens da câmera de segurança, contou que o PM fazia mira na direção dos dois jovens enquanto os perseguia.

PM liberado

Depois de ouvir as versões do PM Nascimento, de seu companheiro de patrulhamento e de mais dois PMs — também do 32º Batalhão e que nem estavam no Jardim São João quando Allan foi baleado —, o delegado Lourival Zacarias Noronha, da Polícia Civil, resolveu libertar o militar, enquadrado por homicídio culposo (sem intenção de matar).

Os PMs Nascimento e Andrade disseram ter ido ao Jardim São João, no início da noite de 22 de janeiro, após receberem denúncia de que um foragido da Justiça estava no bairro. Ao avistarem o grupo de jovens que conversava com Allan, os PMs tentaram abordá-los, mas o grupo se dispersou.

Leia também:

Governo Alckmin gastou R$ 77 milhões contra manifestações após 2013

Apreensão de dois cigarros de maconha pela PM-RJ vira piada na internet


O PM Andrade disse também que dois homens, cada um em uma motocicleta, foram alcançados por ele no momento da abordagem ao grupo de jovens, mas que não anotou nenhuma informação sobre ambos porque ouviu o barulho de tiro vindo da direção para a qual o militar Nascimento tinha corrido e resolveu ajudá-lo.

O rapaz que acompanhava Allan no momento em que o jovem correu do PM Nascimento não foi encontrado para ser interrogado pela Polícia Civil.

Sem explicar o motivo de sua conclusão, já que o PM Nascimento não afirmou em nenhum momento que Allan tentou roubá-lo, o delegado Lourival Noronha fez a seguinte afirmação no registro da morte do estudante: “Vale ressaltar também a apresentação espontânea [do PM Nascimento]. A parte comunicou de pronto a polícia acerca dos fatos, viabilizando o socorro ao agressor lesionado, comparecendo e prestando as informações devidas nesta unidade policial, bem como exibindo sua arma de fogo, utilizada no revide contra o roubador”.

A Secretaria da Segurança Pública da gestão de Geraldo Alckmim (PSDB), que tem à frente Alexandre de Moraes, informou, por meio de nota oficial, que o PM Nascimento está “recolhido disciplinarmente no 32º Batalhão”. Isso significa que ele ficará cinco dias no batalhão onde trabalha, sem poder ir para casa.

Ainda segundo a Segurança Pública, a Polícia Civil instaurou inquérito policial para investigar a morte de Allan e a Corregedoria da PM (órgão fiscalizador) acompanha o caso.

http://www.youtube.com/embed/x4vLZEYddg4

André Caramante, Ponte

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

  • Sobre o autorPortal de Notícias
  • Publicações124
  • Seguidores1113
Detalhes da publicação
  • Tipo do documentoNotícia
  • Visualizações6192
De onde vêm as informações do Jusbrasil?
Este conteúdo foi produzido e/ou disponibilizado por pessoas da Comunidade, que são responsáveis pelas respectivas opiniões. O Jusbrasil realiza a moderação do conteúdo de nossa Comunidade. Mesmo assim, caso entenda que o conteúdo deste artigo viole as Regras de Publicação, clique na opção "reportar" que o nosso time irá avaliar o relato e tomar as medidas cabíveis, se necessário. Conheça nossos Termos de uso e Regras de Publicação.
Disponível em: https://www.jusbrasil.com.br/noticias/pm-justifica-assassinato-de-estudante-negro-pelas-costas-escorreguei/301278563

26 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Lamentável o ocorrido com esse estudante, independente de sua cor. Que esse policial seja investigado, julgado, e, caso fique cabalmente provado o homicídio qualificado, que seja levado ao Tribunal do Júri, onde ficará à disposição da sociedade ali representada pelos jurados. Mas com direito ao contraditório e ampla defesa.

No entanto, quero mostrar um outro lado também lamentável (se o Pragmatismo Político me permite) Vejamos abaixo:

"PM é morto a tiros na frente da mulher em cidade da Grande Natal; vídeo"
http://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/2015/09/pmeexecutado-na-frente-da-mulher-em-cidade-da-grande-natal-video.html

"Vídeo mostra momento em que PM é executado a tiros e pedradas na Serra"
http://www.folhavitoria.com.br/policia/noticia/2015/08/video-mostra-momento-em-que-pmeexecutadoatirosepedradas-na-serra.html

"Exclusivo: PM é executado em posto de combustível na Grande SP; veja o vídeo"
http://www.redetv.uol.com.br/jornalismo/cidades/exclusivo-pmeexecutado-em-posto-de-combustivel-na-grande-sp-vejaovideo

"PM é executado com 15 tiros em Osasco (SP)"
http://tvuol.uol.com.br/video/pmeexecutado-com-15-tiros-em-osasco-sp-04024C1A3470DC914326

"Mistério: PM é executado com própria arma na zona sul de SP"
http://noticias.r7.com/balanco-geral/videos/misterio-pmeexecutado-com-propria-arma-na-zona-sul-de-sp-15102015

"PM aposentado é executado em bar na zona leste"
http://jovempan.uol.com.br/noticias/brasil/policia/pm-aposentadoeexecutado-em-bar-na-zona-leste.html

"PM EXECUTADO NA GRANDE SÃO PAULO"
https://www.youtube.com/watch?v=OsSEU39JceI

"PM sendo morto no Rio de Janeiro"
https://www.youtube.com/watch?v=h91dPvLSMdc

Vida de brancos, negros, mulatos, amarelos, indígenas, policiais... tudo é vida né? Possui o mesmo valor... ou não possui?

Um abraço ao sempre isento Pragmatismo. continuar lendo

Quase não se noticia policia morto. Esquisito não ??? Se morre um trabalhador, um estudante, de qualquer cor ou credo, pela policia forma-se uma verdadeira caça as bruxas. Esta errado eu sei, mas a atenção dada a cada caso é diametral, beira o insano. continuar lendo

Me desculpem, a imagem não prova nada....só dá pra perceber que alguém está fugindo da polícia. Tenho 54 anos e fui abordado pela polícia quando tinha 22 anos. Até hoje me lembro que o policial era negro, sargento, e com muita educação pediu para que saísse do carro. Pediu meus documentos, me revistou, verificou dentro do carro se havia algum tipo de droga e logo em seguida me liberou. Sabe o que eu disse a ele? Boa noite, e bom trabalho! Agora pergunto? Pra que eu deveria fugir? continuar lendo

Gilson: só deveria fugir por medo, derivado do PRECONCEITO que alguns tem contra os policiais. continuar lendo

parabéns pelo exemplo gilson.. continuar lendo

Ramon Liranço
8 anos atrás

Com a pós-redemocratização e com os Petralhas no Poder "fugir e/ou tentar fugir da abordagem policial e das ações policiais" se tornou a regra.
Mas isso vai mudar... continuar lendo

Rebeca Morais
8 anos atrás

Meu Deus, será que só eu acho estranho um jovem fugir da abordagem de um policial???? Gente, quem não deve não teme. É uma fatalidade terrível, mas temos que entender o contexto. E só para constar a matéria não esta nenhum pouco tendenciosa viu (ironizando). continuar lendo

Nélio Oliveira
8 anos atrás

Não sei se você sabe, mas a todo cidadão é garantido o direito de ir e vir. E me responda: você acha menos estranho um policial militar responder ATIRANDO contra uma pessoa que supostamente fugiu de uma abordagem do que a fuga da abordagem propriamente dita? continuar lendo

Everson Uchoa
8 anos atrás

A versão do policial é fácil de ser comprovada, uma queda deste tipo, seria facilmente detectada através de exame de corpo de delito, e no minimo as mãos do policia iria aparecer marcada. pois para causar um tiro assim. A reportagem muito superficial... para não dizer parcial. continuar lendo

A reportagem é de um site que defende ideias próximas ao anarquismo e, salvo engano, é o único que noticiou. Os demais apenas reproduziram a matéria, tal qual o Pragmatismo Político. O vídeo que demonstra parte do acontecido está editado. continuar lendo