Art. 2 da Lei de Crimes Contra a Ordem Tributária - Lei 8137/90

Lei nº 8.137 de 27 de Dezembro de 1990

Define crimes contra a ordem tributária, econômica e contra as relações de consumo, e dá outras providências.
Art. 2° Constitui crime da mesma natureza: (Vide Lei nº 9.964, de 10.4.2000)
I - fazer declaração falsa ou omitir declaração sobre rendas, bens ou fatos, ou empregar outra fraude, para eximir-se, total ou parcialmente, de pagamento de tributo;
II - deixar de recolher, no prazo legal, valor de tributo ou de contribuição social, descontado ou cobrado, na qualidade de sujeito passivo de obrigação e que deveria recolher aos cofres públicos;
III - exigir, pagar ou receber, para si ou para o contribuinte beneficiário, qualquer percentagem sobre a parcela dedutível ou deduzida de imposto ou de contribuição como incentivo fiscal;
IV - deixar de aplicar, ou aplicar em desacordo com o estatuído, incentivo fiscal ou parcelas de imposto liberadas por órgão ou entidade de desenvolvimento;
V - utilizar ou divulgar programa de processamento de dados que permita ao sujeito passivo da obrigação tributária possuir informação contábil diversa daquela que é, por lei, fornecida à Fazenda Pública.
Pena - detenção, de 6 (seis) meses a 2 (dois) anos, e multa.

A inconsequente criminalização do planejamento tributário

Por Diana Bittencourt Exige-se do sujeito passivo tributário a comprovação da existência de um requisito de licitude – designado por Propósito Negocial – para as operações societárias que tenham por...

Eduardo Bastos, Advogado
mês passado

Como o Planejamento Tributário pode salvar o seu negócio!

Não é de hoje que empresas de variados portes sofrem com a alta carga tributária imposta, que compromete parte sensível de seu faturamento e impede que sejam promovidas ações de desenvolvimento e...

Andre Coelho, Advogado
mês passado

Crimes Tributários e Lavagem de Dinheiro na era Lava-Jato!

A militância e os estudos no Direito Tributário tiveram, recentemente, um impacto relevante devido à promulgação de algumas leis, decretos e instruções normativas administrativas, especialmente a...

Carvalho Alencar, Advogado
há 2 meses

A "pejotização" no exercício da medicina.

Inicialmente, explicar-se o fenômeno da “pejotização” como uma manobra utilizada por empresas contratantes e profissionais contratados com o objetivo de diminuir os custos da contratação através do...

Inexigibilidade de conduta diversa nos crimes contra a ordem tributária

Por Daniel Zalewski O conceito de inexigibilidade de conduta diversa está diretamente ligado ao principio da razoabilidade. Em síntese, representa uma variação do positivado do estado de necessidade....

Educação Fiscal e Financeira: implicações e desafios

Entende-se por financeiro o que é relativo às finanças, isto é, despesas, receitas, empréstimos, financiamentos, patrimônios, etc. enquanto se entende por fiscal as atribuições tributárias como...

Impostos indiretos e o regressivo Sistema Tributário Brasileiro: o aprofundamento das desigualdades sociais

SUMÁRIO: INTRODUÇÃO; 1 CLASSIFICAÇÃO DOS TRIBUTOS E SUAS FINALIDADES; 2 SOBRE OS PRINCÍPIOS DA ISONOMIA E DA CAPACIDADE CONTRIBUTIVA; 2.1 OS IMPACTOS DA ADOÇÃO DO SISTEMA REGRESSIVO DE TRIBUTAÇÃO NA...

Análise dos aspectos penais da Lei n.º 13.254/2016 a partir da Teoria da Coculpabilidade às Avessas

RESUMO O presente artigo pretende analisar a teoria da coculpabilidade às avessas, dando-se enfoque ao tratamento jurídico conferido aos crimes econômicos, tributários e financeiros, especialmente à...

Apropriação indébita previdenciária (parte 2)

Por Daniel Lima, José Muniz e Kéops Mendes Dando seguimento ao texto sobre apropriação indébita previdenciária, que, como vimos, não se trata exatamente de um crime de apropriação, mas sim de um...

Posso ser preso se minha empresa não pagar o ICMS?

Posso ser presso se não pagar o ICMS da minha empresa? I- INTRODUÇÃO Recentemente, há uma grande discussão jurídica sobre legalidade de prisão de empresários que declararam o ICMS próprio , mas não...